Congresso em Foco

Presidente Jair Bolsonaro [fotografo] Reprodução / Secom [/fotografo]

Bolsonaro é denunciado em corte internacional por “incitar genocídio indígena”

28.11.2019 11:12 6

6 respostas para “Bolsonaro é denunciado em corte internacional por “incitar genocídio indígena””

  1. Teresinha Winter disse:

    Não é só incitação à violência contra índios, mas também contra outras pessoas, ao querer dar poder absoluto às polícias, violência contra o meio ambiente, ao incentivar as queimadas e outras formas de exploração, como os desmatamentos, enfim, várias falas de uma criatura recalcada com tudo e todos. Não têm limite nem medida, esse presidente.

  2. Edison Sampaio disse:

    Acho lamentável uma situação dessas! Qualquer pessoa (inclusive os membros dessa comissão) sabe q Bolsonaro não incitou violência contra ninguém. Isso é conversa fiada da esquerda inconformada, q faz um auê danado por qualquer coisinha. Em quê dará isso? Em nada, claro. Essa turma deveria empregar o tempo em coisas úteis. Se bem q Bolsonaro, também, costuma falar pela bunda.

  3. Pedrão de Cunha disse:

    Denuncia caluniosa é CRIME!

  4. Jose Mayo disse:

    É por estultices que tais que certos órgãos da sociedade civil guardam similaridade com hemorroidas, ainda que se imaginem à cabeça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via