PCC: Moro oferece ajuda à busca dos presos que fugiram do Paraguai

O governo brasileiro ofereceu ajuda ao trabalho de recaptura dos 75 integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) que fugiram de uma prisão paraguaia, localizada quase na fronteira com o Brasil, neste domingo (19). O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ainda avisou que esses fugitivos serão encaminhados direto para um presídio federal caso voltem ao Brasil.

> Moro prorroga uso da Força Nacional em terra indígena do Pará

"Estamos à disposição para ajudar o Paraguai na recaptura desses criminosos. O Paraguai tem sido um grande parceiro na luta contra o crime", anunciou Moro no Twitter na tarde deste domingo.

Ele ainda disse que o Ministério da Justiça e Segurança Pública já está trabalhando junto com as forças de segurança dos estados que fazem fronteira com o Paraguai para impedir a reentrada dos fugitivos no Brasil. "Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para presídio federal", avisou Moro. Veja:

A fuga dos integrantes do PCC aconteceu na madrugada deste domingo através de um túnel cavado pelos criminosos. O incidente ocorreu em uma prisão da cidade de Pedro Juan Caballero, que fica na fronteira com o Mato Grosso do Sul e está em alerta máximo, segundo o governo do Paraguai.

O Ministério do Interior paraguaio explicou que a maior parte dos 75 fugitivos são de alta periculosidade. Desses, 40 são brasileiros.

O canal de notícias paraguaio ABC divulgou imagens do túnel usado pelos fugitivos. Veja:

> Adiamento do juiz de garantias foi bom para os defensores do projeto

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!