Deputados bolsonaristas usam assalto em SC para defender armas; oposição critica

Uma quadrilha formada por 30 bandidos fortemente armados invadiu uma agência do Banco do Brasil, na madrugada desta terça-feira (1), na cidade de Criciúma, interior de Santa Catarina. A ação transformou a cidade interiorana num caos de proporções cinematográficas. O bando trocou tiros com a polícia, deixando pessoas feridas, ruas de acesso à cidade foram bloqueadas, carros incendiados e explosivos foram espalhados.

>MDB pode ter candidato à Presidência em 2022, diz presidente do partido

O caso gerou comoção entre parlamentares bolsonaristas, que defenderam a ampliação do porte de armas, e oposicionistas, que criticaram a política de segurança do governo Bolsonaro.

Outros parlamentares evitaram polemizar e se solidarizam com os moradores de Criciúma.

Continuar lendo