Caçada a serial killer provoca briga entre governadores do DF e de Goiás

O governador do Goiás, Ronaldo Caiado, rebateu a fala de Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, que afirmou que Lázaro Barbosa, responsável pela chacina de uma família e que vem protagonizando uma fuga de mais de uma semana na região, tem feito a força-tarefa policial local "quase como de boba".

A declaração de Ibaneis foi dada nesta quarta-feira (16). Pelas redes sociais, Caiado disse não admitir o tratamento dispensado aos policias goianos e que os militares são o "orgulho" do estado. "Se ele trata policiais do DF com grosseria, minha solidariedade a eles", alfinetou o político.

Desde o dia 9 de junho cerca de 200 homens da Polícia Militar tentam capturar o homem que já fez diversos reféns, roubou carros, trocou tiros com policiais e vem se escondendo na mata durante o dia e invadindo fazendas a noite. A força-tarefa do DF e de Goiás utiliza helicópteros, drones, cães farejadores para tentar prender Lázaro Barbosa.

O deputado distrital Leandro Grass também se manifestou nas redes sociais:

Ontem o secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda, disse que Lázaro foi visto na região e que estaria "atrás de comida". Projeções da Polícia Civil do Distrito Federal dão conta de alguns dos disfarces que podem ser utilizados pelo fugitivo:

Lázaro Barbosa é procurado pelas polícias do DF e de Goiás
Reprodução

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo