Reabertura de bares no Rio é marcada por desrespeito a medidas de segurança

A reabertura de bares e restaurantes no Rio de Janeiro foi marcada por aglomerações e desrespeito às medidas de proteção, como o distanciamento entre as pessoas e o uso de máscaras. No Leblon, um dos bairros mais nobres da capital fluminense, a Guarda Municipal interveio fechando portas de estabelecimentos para tentar dispersar centenas de clientes que bebiam nas calçadas de bares. Vários bares avançaram até a madrugada, embora pelas regras vigentes só pudessem funcionar até as 23 horas.

>Lava Jato denuncia Serra por lavagem de dinheiro e faz buscas contra o senador

Segundo o painel Congresso em Foco, o estado do Rio de Janeiro está em segundo lugar no país em registro de casos confirmados de covid-19 (116.823) e de mortes (10.332) por coronavírus. A cidade do Rio soma 57.879 casos confirmados e 6.618 mortes.

De acordo com decisão do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), as mesas devem ficar dois metros distantes umas das outras e o bar ou restaurante não pode atender mais que 50% de sua lotação interna. Crivella também liberou atividades como academias, treinos na areia e estúdios de tatuagem.


>Coronavírus está no Brasil desde novembro, indica pesquisa da UFSC

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!