Promotores de SP querem furar a fila de vacinação contra covid-19, mostra jornal

Uma reportagem do jornal Brasil de Fato mostrou que um grupo de promotores e procuradores do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) organizou um abaixo-assinado pedindo para que todos os membros do MP sejam integrados aos grupos prioritários para a vacinação contra covid-19. O documento foi encaminhado ao gabinete de crise contra a pandemia do governo do estado de São Paulo.

> Câmara aprova MP que libera recursos para vacina contra covid-19

O pedido, segundo o Brasil de Fato, foi apresentado ao procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Mário Luiz Sarrubbo, em uma reunião do Conselho Superior do Ministério Público do estado, no dia 24 de novembro. 

Durante a reunião, um procurador leu um trecho do abaixo-assinado dos membros do MP.

"Não é uma questão de egoísmo em relação a outras carreiras, mas tendo em vista notadamente os colegas do primeiro grau, que trabalham com audiências, atendimento ao público e outras atividades em que o contato social é extremamente grande e faz parte do nosso dia a dia", diz o trecho citado.

Em nota ao Brasil de Fato, o MPSP afirmou "estar certo de que as autoridades sanitárias definirão o cronograma de aplicação da vacina com base em critérios científicos, priorizando a imunização das parcelas da população mais vulneráveis, tanto do ponto de vista médico quanto social. Tal definição, evidentemente, será plenamente acatada pela instituição."

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!