Jofran Frejat, ex-secretário de Saúde do DF morre vítima de câncer pulmonar

O ex-deputado federal e ex-secretário de Saúde do Distrito Federal Jofran Frejat morreu nesta segunda-feira (23), vítima de câncer pulmonar. A informação foi confirmada por familiares ao portal G1. Ele fazia quimioterapia para o câncer diagnosticado em setembro e estava internado há cerca de 20 dias no Hospital Santa Lúcia, na Asa Sul, em Brasília.

Nas redes sociais, políticos lamentaram a perda:

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) afirmou que Jofran Frejat foi um exemplo. "Para mim, sempre foi um modelo de político. Sua dedicação fez do Distrito Federal uma referência no tratamento da saúde pública", disse. "Frejat deixa um legado de retidão e honestidade que deve servir de parâmetro a qualquer pessoa que pense em atuar na política e no serviço público."

Jofran Frejat tinha 83 anos e era natural de Floriano, no Piauí. Médico pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ele se mudou para Brasília na década de 1960. Foi secretário de Saúde em dois mandatos do ex-governador Joaquim Roriz.

Em 1987 foi eleito pela primeira vez deputado federal, cargo que ocupou por cinco mandatos. Frejat iniciou a vida política no PFL (atual DEM) e passou também pelo PP, PPB e PTB, antes de se filiar ao PR (atual PL), em 2007.

Em 2014, ele foi candidato ao Governo do Distrito Federal e disputou o segundo turno contra o então senador Rodrigo Rollemberg (PSB), que o derrotou. Em 2018, ele foi novamente pré-candidato ao GDF, mas acabou desistindo de concorrer.

Veja a nota de Ibaneis na íntegra:

Jofran Frejat é um exemplo que eu segui e espero continuar seguindo na vida pública. Para mim, sempre foi um modelo de político.

Sua dedicação fez do Distrito Federal uma referência no tratamento da saúde pública. Foi deputado federal atuante, constituinte, enfim, um homem que dedicou sua vida ao serviço público.

Nos aproximamos na época da última eleição para governador, quando cheguei a abrir mão de minha candidatura para apoiá-lo, até que ele desistiu da disputa. Frejat deixa um legado de retidão e honestidade que deve servir de parâmetro a qualquer pessoa que pense em atuar na política e no serviço público.

Vai fazer uma falta imensa a todos nós.

Osmar Terra, ex-ministro que minimizou a covid, é internado com coronavírus

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!