Governo do DF suspende reabertura de atividades não essenciais

O governo do Distrito Federal recuou e decidiu suspender o decreto publicado na última quinta-feira (2) que liberava a reabertura gradual das atividades não essenciais. A ação acontece após decisão judicial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT).

>Desafios no MEC vão de entraves no Congresso à terra arrasada na burocracia

No texto revogado estava prevista a reabertura de salões de beleza e academias para a última terça-feira (7), e outras atividades como bares, restaurantes deveriam ser retomadas na próxima semana e escolas no início de agosto. A nova determinação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal nesta quarta-feira (8).

Desta forma, o decreto n 40.817, de 22 de maio de 2020 volta a vigorar na região, que permite apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais durante a pandemia de coronavírus.

Com informações da Agência Brasília

>Latam Brasil pede recuperação judicial nos EUA

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!