Governadores querem Planalto, Legislativo e Judiciário na gestão da pandemia

Governadores de 21 estados brasileiros divulgaram nesta quarta-feira (10) uma carta (íntegra) solicitando que seja criado um comitê gestor para combater a pandemia do coronavírus. Os governadores que não assinaram foram Ratinho Júnior (PSD-PR), Cláudio Castro (PSC-RJ), Carlos Moisés (PSL-SC), Antonio Denarium (PSC-RR), Marcos Rocha (PSC-RO) e Wilson Lima (PSC-AM).

"Consideramos que esse Pacto deve ser dirigido por um Comitê Gestor, com a participação dos três Poderes e de todos os níveis da Federação, além da assessoria de uma comissão de especialistas", afirmam os chefes de Executivo estaduais.

Os governadores defenderam três eixos principais. São eles a expansão da vacinação, apoio a medidas preventivas, que desestimulem aglomerações e apoio a estados para manutenção de leitos.

Inicialmente, a ideia de alguns governadores era adotar nacionalmente medidas de isolamento social contra o coronavírus, como restrição de horário de funcionamento de atividades não essenciais, mas a ideia acabou não sendo posta em prática.

Desde a semana passada, o presidente Jair Bolsonaro e governadores protagonizam conflitos. O presidente superdimensionou os repasses que a União é obrigada constitucionalmente a repassar aos estados e reclamou das medidas de isolamento social aplicadas pelos estados e municípios. O presidente tem viajado o Brasil e provocado aglomerações, o que incomoda alguns governadores e prefeitos.

>Bolsonaro usa de “mentira absurda” para confundir população, diz Eduardo Leite

>Renan diz que Pacheco “enfraquece o Legislativo” ao não instalar CPI da Covid

Continuar lendo