Expectativa de vida ao nascer chega a 76,6 anos, indica IBGE

A expectativa de vida do brasileiro ao nascer, em 2019, chegou a 76,6 anos – um avanço de 0,3 anos em relação a 2018. A chamada "Tábua de Mortalidade" do ano passado foi publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em portaria no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26).

A expectativa varia entre os gêneros – a vida dos homens passou de esperados 72,8 para 73,1 anos, com a das mulheres indo de 79,9 para 80,1 anos. A probabilidade de um recém-nascido não completar o primeiro ano de vida era de 11,9 para cada mil nascimentos (ante 12,4 em 2018), e a mortalidade em crianças menores de cinco anos caiu de 14,4 por mil nascimentos pra 14 a cada mil.

Para efeito de comparação, em 1940, a cada mil crianças nascidas, 212 crianças morriam até completar cinco anos.

Os dados da Tábua de Mortalidade servem como principal parâmetro para o cálculo do fator previdenciário, que orienta os cálculos da aposentadoria no Regime Geral de Previdência Social.


> Covid-19: vazamento na Saúde expõe dados de 16 milhões de pessoas
> > Relator promete a oposição incluir taxação de lucro na reforma tributária

Continuar lendo