Ex-deputado Bonifácio Andrada morre em decorrência da covid

Morreu nesta terça-feira (5) o ex-deputado federal Bonifácio José Tamm de Andrada - Andradinha, vítima de complicações decorrentes de covid-19. Ele estava internado no hospital Mater Dei, em Belo Horizonte (MG), desde o dia 16 de dezembro.

Advogado, jornalista, cientista político, doutor em direito público, professor universitário e político, era reitor da Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac), instituição criada por ele há 57 anos, e presidente da Fundação José Bonifácio Lafayette de Andrada (Funjobe) – entidade mantenedora da Faculdade de Medicina de Barbacena também criada por ele, e provedor da Santa Casa de Misericórdia de Barbacena.

Seus primeiros passos na política foram no ambiente estudantil. Em 1951 foi secretário-geral do departamento estudantil da UDN e no ano seguinte elegeu-se presidente da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEE).

Foi eleito vereador em Barbacena em 1954. Em 1955 foi oficial de gabinete do ministro da Agricultura do governo Café Filho. Depois, elegeu-se deputado estadual por quatro mandato consecutivos entre 1959 e 1974. Neste período foi secretário da Educação do estado no governo Magalhães Pinto, relator da Constituição Mineira de 1967, presidente da Assembleia Legislativa (1968) e líder do governador Rondon Pacheco (1971/1974).

De 1975 a 1978 ocupou a secretaria do Interior e Justiça do estado, durante o governo Aureliano Chaves. Em 1979 foi eleito deputado federal e permaneceu na Câmara Federal por dez mandatos consecutivos, até 2018.

> Morre de covid pastor bolsonarista que defendia cloroquina


 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!