EUA discutem mandar doses de vacina da AstraZeneca para o Brasil, diz NYT

Milhões de doses da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 estão paradas em depósitos nos Estados Unidos e não podem ser aplicadas nos americanos porque o imunizante ainda não foi aprovado no país. Entretanto, o Brasil e países europeus já autorizaram o uso da vacina e precisam de mais doses para seguir com as campanhas de imunização. Diante dessa situação, agentes do governo americano discutem o envio da vacina para o Brasil, segundo reportagem do jornal The New York Times.

As discussões sobre o destino das doses envolvem também a fabricante das vacinas.

"Nós entendemos que outros governos entraram em contato com o governo americano para falar sobre a doação das doses da AstraZeneca, e pedimos ao governo americano para que considere esses pedidos" afirmou ao New York Times Gonzalo Viña, porta-voz do laboratório.

Viña disse ainda que se as doses forem doadas, o laboratório poderia repor a quantidade de imunizante à disposição do governo americano, de modo a não prejudicar a vacinação nos EUA.

Ainda não há um posicionamento oficial da Casa Branca sobre o assunto, diz a reportagem do jornal americano.

A vacina da AstraZeneca é uma das principais apostas para a imunização da população brasileira. No país, ela está sendo fornecida por meio de uma parceria entre o laboratório e a Fiocruz.

> Partidos recorrem novamente ao STF para agilizar vacinação

Continuar lendo