Eduardo Pazuello se reúne com embaixadora da Venezuela nomeada por Guaidó

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, se reuniu na manhã desta quarta-feira (24), com María Teresa Belandria, embaixadora no Brasil do presidente autoproclamado da Venezuela Juan Guaidó. “O ministro Pazuello reafirmou seu apoio ao trabalho que a embaixada no Brasil vem desenvolvendo desde fevereiro de 2019”, diz o comunicado à imprensa enviado pela assessoria de Belandria.

Em liberdade, Sara Winter é proibida falar com parlamentares bolsonaristas

Guaidó, líder oposicionista que se autoproclamou presidente interino da Venezuela no dia 23 de janeiro de 2019, indicou Belandria representante de seu grupo político no Brasil. Outros nomes foram indicados para representá-lo no Paraguai e na Guatemala. Os três países foram os primeiros que reconheceram a legitimidade do governo Guaidó. O país é oficialmente governado por Nicolás Maduro, que possui apoio militar local.

O presidente Jair Bolsonaro, que reconhece Guaidó como presidente interino da Venezuela, recebeu o autoproclamado presidente no Palácio do Planalto no início do ano passado. Guaidó também foi recebido por parlamentares no Congresso Nacional, em Brasília. Parte da comunidade internacional defende a convocação de novas eleições na Venezuela.

No encontro entre Pazuello e Belandria, foram tratadas das medidas para atender os migrantes venezuelanos através do sistema de saúde público do Brasil. Segundo a assessoria de imprensa de Belandria, desde o mês passado há profissionais de saúde venezuelanos trabalhando em um hospital de campanha de Roraima, estado que faz fronteira com a Venezuela.

A relação entre Pazuello e Belandria data de 2019, quando o general era o comandante da Operação Acolhida, programa do governo federal brasileiro voltado aos migrantes venezuelanos.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!