Covid-19: morre Dom Eusébio Scheid, arcebispo emérito do Rio

Dom Eusébio Oscar Cardeal Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro e primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos, morreu nesta quarta-feira (13) vítima da covid-19. Aos 88 anos, ele também lutava contra uma pneumonia e estava há dias internado no Hospital São Francisco, em Jacareí (SP).

Por conta da pandemia do novo coronavírus, não houve velório, enterro ou missa abertos ao público. Houve apenas uma missa na Catedral São Dimas, onde foi o enterro, transmitida pelas redes sociais do local.

Dom Eusébio nasceu em Luzerna, Santa Catarina, graduou-se em Teologia, continuou os estudos, e na sequência recebeu os títulos no grau de Mestre e Doutor em Cristologia.

Em 1981, foi nomeado como primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos (SP). O  Cardeal ocupou diversos postos no Vaticano, entre eles conselheiro da Pontifícia Comissão para a América Latina, e participou do conclave que elegeu o papa Bento XVI.

Leia a íntegra da nota da Diocese de São José dos Campos:

Com pesar comunicamos o falecimento de Dom Eusébio Oscar Cardeal Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro e primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos, falecido nesta quarta-feira (13).

Após alguns dias de internação no Hospital São Francisco, em Jacareí, sendo muito bem cuidado pela equipe médica, profissionais da saúde e serviços gerais. Na luta contra a COVID-19, e também enfrentando uma forte pneumonia, chega ao fim a missão de Dom Eusébio.

Devido a pandemia da COVID-19, não teremos velório, enterro e missa abertos ao público.

O enterro será às 18h no Ossuário da Catedral São Dimas, seguida de Missa em Sufrágio pela alma de Dom Eusébio às 19h30 (transmitida pelas mídias sociais da Catedral São Dimas).

Dom Eusébio nasceu em Luzerna, Santa Catariana, no dia 08 de dezembro de 1932. Cursou o ensino fundamental e o ensino médio no Seminário dos Padres do Coração de Jesus em Corupá, SC. Religioso da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, Dehonianos, fez a sua Profissão Religiosa em 02 de fevereiro de 1954. Estudou Filosofia em Brusque, SC, (1954) e na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, Itália (1955-1957), onde também estudou Teologia (1957-1964). Foi ordenado presbítero no dia 03 de julho de 1960, em Roma. Continuou os estudos de pós graduação e recebeu os títulos no grau de Mestre e Doutor em Cristologia. No dia 18 de fevereiro de 1981 foi nomeado como primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos (SP), onde ocorreu a sua ordenação episcopal em 1º de maio de 1981.

Foi eleito bispo de São José dos Campos em 11 de fevereiro de 1981. Em 23 de janeiro de 1991 foi transferido para a Arquidiocese de Florianópolis. Em 2001 foi transferido para a Arquidiocese do Rio de Janeiro. Tornou-se Cardeal em 21 de outubro de 2003, quando o Papa João Paulo II presidiu o Consistório Ordinário Público para a criação de 30 novos Cardeais. Tornou-se Arcebispo Emérito em abril de 2009 e atualmente reside em São José dos Campos.

Antes de ser ordenado bispo, o Cardeal Scheid foi no Seminário Cristo Rei e Seminário Regional do Nordeste, Recife, PE (1964-1965); Professor de Teologia Dogmática e Liturgia no Instituto Teológico de Taubaté-SP (1966-1981) e Aparecida; Coordenador da Catequese de Taubaté-SP (1970-1974); Diretor da Faculdade de Teologia em Taubaté-SP; Professor convidado da PUC, São Paulo-SP para lecionar Cultura Religiosa (1966-1968).

Como bispo, realizou os seguintes serviços: Bispo de São José dos Campos-SP (1981-1991); Arcebispo de Florianópolis (1991-2001); Presidente do Regional Sul 4 – CNBB (1994-1998); Membro da Comissão Episcopal de Doutrina da CNBB durante 12 anos; Ordinário para os fiéis de Rito Oriental sem ordinário próprio (2001); Responsável pela Pastoral Familiar no Regional Sul 1 durante 8 anos.

No Vaticano foi Conselheiro da Pontifícia Comissão para a América Latina, em 25 de novembro de 2002; Membro do Pontifício Conselho de Comunicação Social, em 29 de novembro de 2003; Legado Papal, de S. Santidade Bento XVI, ao XV Congresso Eucarístico Nacional, em Florianópolis/SC, de 18 a 21 de maio de 2006.

Na CNBB, foi membro do Conselho Permanente; Membro da Comissão Episcopal para o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida; Presidente do Regional Leste 1 – CNBB (2003-2007).

O Cardeal Scheid participou do conclave que elegeu o papa Bento XVI.

Também foi membro do Conselho de Cardeais para o estudo dos problemas organizacionais e econômicos da Santa Sé em 17 de janeiro de 2007.

Dom Eusébio possui os seguintes livros publicados: Tese de láurea sobre a Cristologia de Ubertino da Casale em seu contexto histórico; Preparação para o Casamento e para a Vida Familiar; Introdução à Pastoral Familiar; e Ministério do Acolhimento.

O cardeal Dom Eusébio Oscar Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro e primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos, celebrou seu Jubileu de Diamante de sua Ordenação Presbiteral em 3 de julho de 2020.

Agradecemos a Deus pela vida de Dom Eusébio e pelos seus 60 anos de ministério presbiteral, sendo 40 anos dedicados ao episcopado.

Agradecemos por tudo o que fez pela nossa Diocese e demais Igrejas Particulares onde pastoreou. Seu ministério foi marcado pela preocupação na formação do clero, no incentivo à evangelização e na organização da pastoral.

Após 88 anos de vida, sendo 60 anos como sacerdote, 39 anos de episcopado, o Cardeal Dom Eusébio Oscar Scheid falece em 13 de janeiro de 2021.

Ministério da Saúde vai à Índia buscar 2 milhões de doses de vacinas

> Boris Johnson diz estar preocupado com variante brasileira da covid-19

Continuar lendo