Vítima da covid-19, Genival Lacerda morre aos 89 anos

O cantor Genival Lacerda, um dos ícones da música nordestina e um dos nomes mais cultuados do forró, faleceu nesta quinta-feira (7), aos 89 anos, no Recife. O cantor estava internado desde o dia 30 de novembro por complicações causadas pela covid-19.

Genival estava na UTI de um hospital na capital pernambucana devido a complicações da doença. A piora no quadro de saúde do cantor, já agravada por um AVC que tinha sofrido no ano passado, se deu a partir da última segunda-feira (4).

Nascido em Campina Grande (PB), Genival fez sua carreira no estado vizinho. O primeiro disco de Genival Lacerda, o compacto "Coco de 56/Dance o xaxado", foi lançado em 1956 em Recife, e abriu caminho para uma carreira de sucessos, que alcançou o Brasil todo em 1975 com Severina Xique-Xique, conhecida pelo refrão de duplo sentido – que viraria marca em sua carreira.

O cantor entra para uma lista de artistas e expoentes culturais mortos pela covid-19 no Brasil desde o início da pandemia. Atores como Nicette Bruno e Eduardo Galvão, escritores como Sergio Sant'Anna e Rubem Fonseca, e cantores como Paulinho, do Roupa Nova, já se foram por conta da pandemia, que já vitimou 198 mil brasileiros até esta quinta-feira (7).


> Pazuello diz que vacinação começará ainda neste mês
> Governo zera imposto para importação de agulhas e seringas

Continuar lendo