Coronavírus: os principais fatos sobre a pandemia

Quarta-feira, 22 de abril

18:50

Governador do DF planeja retorno das aulas na rede pública a partir de maio

O governador do DF, Ibaneis Rocha, pretende tomar novas medidas que flexibilizam o isolamento social no Distrito Federal. O governador anunciou nesta quarta-feira (22) que projeta o retorno das aulas na rede pública a partir do próximo mês, mas ainda não há uma data definida.

A proposta é que os alunos do ensino médio sejam os primeiros a voltarem às aulas."Porque você tem alunos já em uma idade mais avançada, que tem mais facilidade em conviver com essas questões relacionadas a saúde e higiene e que tem capacidade de levar isso para a casa", explicou Ibaneis.

Para analisar a viabilidade deste retorno, Ibaneis encaminhou hoje um ofício ao Secretário de Educação do DF, João Pedro Ferraz, para que a Secretaria apresente,  no prazo de dez dias, a partir da data de hoje, um programa para a reabertura das escolas.

O documento que deve ser entregue pela Secretaria analisará pontos técnicos e particularidades da rede de ensino do DF. "O que é necessário de compra de máscaras, professores que nós temos que possuem comorbidades e que tem uma idade mais avançada. Então, vai ter que ter todo um distanciamento na sala de aula", esclareceu o governador.

No DF, as aulas de escolas e faculdades públicas e privadas estão suspensas desde o inicio de abril, após decreto do governador que está em vigor até o dia 31 de maio.

As autoridades de Saúde do DF registraram, até o momento, 961 casos confirmados de covid-19 e 25 óbitos decorrentes da doença.

16:21

Em um dia, Brasil registra 165 novos óbitos por covid-19

De acordo com a mais recente atualização feita pelo Ministério da Saúde, na tarde de hoje, foram registrados em 24 horas 2.678 novas notificações da covid-19 no Brasil. Ao todo, são 45.757 casos confirmados. Em um dia, o número de vítimas fatais da doença aumentou em 165. Dessa forma, ao todo, são 2.906 óbitos decorrentes da doença no país.

16:15

Assembleia do Paraná aprova uso obrigatório de máscaras no estado

O uso obrigatório de máscaras de proteção no Paraná foi aprovado nesta quarta na Assembleia Legislativa do estado. A utilização desse equipamento de proteção individual é uma das medidas de prevenção contra o coronavírus.

Conforme o texto aprovado, as máscaras precisam ser fornecidas de forma gratuita pelos empregadores e devem ser utilizados em: "estabelecimentos públicos, industriais, comerciais, bancários e empresas que prestam serviço de transporte com mais de 30 funcionários", conforme informações da Agência de notícias da Assembleia Legislativa do Paraná.

Quem deixar de fornecer ou utilizar o equipamento pode ser multado. As multas serão direcionadas para o enfrentamento da covid-19. O projeto de lei ainda não está em vigor e precisa ser votado e discutido em segundo turno na semana que vem.

15:46

Caixa inicia hoje pagamento do auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal inicia hoje (22) o pagamento do auxílio emergencial para cerca de 5,3 milhões de brasileiros, beneficiários inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Na quinta-feira (23), a Caixa irá iniciar o pagamento da segunda parcela do coronavoucher.

15:35

Mais de 2,6 milhões de pessoas estão infectadas pelo coronavírus no mundo

Nesta quarta-feira (22), segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, são 2.603.147 pessoas infectadas pelo coronavírus no mundo. O monitoramento aponta 180.784 casos de morte pela doença desde o início da pandemia. Os Estados Unidos seguem como o país mais afetado, com 830.789 casos e 45.894 mortes desde o início da pandemia.

15:22

Governador quer médicos formados no exterior no combate à covid-19

O governador do Acre, Gladson Cameli, pediu que os médicos formados no exterior sejam liberados temporariamente para atuarem no enfrentamento do coronavírus no estado. O ofício com a solicitação foi encaminhado pelo governador na última terça-feira (21) para Abraham Weintraub, ministro da Educação, Nelson Teich, ministro da Saúde e Leuda Davalos, presidente do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM).

Ao anunciar a proposta em uma postagem no Instagram, o governador justificou a necessidade de um reforço na saúde do estado: "Dentro deste grave contexto, precisamos unir forças e valorizar o esforço e a legitimidade desses profissionais para atuarem no combate à pandemia".

Conforme a mais recente atualização feita pelo Ministério da Saúde no última terça-feira (21), o Acre possui 195 casos confirmados da covid-19 e 8 mortes decorrentes da doença.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

LIBERAÇÃO DE MÉDICOS FORMADOS NO EXTERIOR PARA ATUAREM DURANTE O COMBATE AO CORONAVÍRUS NO ACRE Meus amigos, Compartilho com vocês a solicitação que fiz hoje, através de Ofício, ao ministro da Educação Abraham Bragança Weintraub, ao ministro da Saúde, Nelson Luiz Esperle Teich, e a presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Acre, Leuda Maria Davalos, solicitando a liberação provisória para trabalho, destinada aos médicos formados no exterior para reforçar o combate ao coronavírus no Acre. Dentro deste grave contexto, precisamos unir forças e valorizar o esforço e a legitimidade desses profissionais para atuarem no combate à pandemia. Não tenho dúvida que todos serão beneficiados com essa união de forças e conhecimento. Deus nos abençoe!

Uma publicação compartilhada por Gladson Cameli (@gladsoncameli) em

14:28

Doria diz que atividades econômicas em SP serão retomadas em maio

O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (22) que está viabilizando que as atividades econômicas voltem a funcionar a partir do dia 11 de maio, logo após o término do período de quarentena decretado, que vai até o dia 10 do mesmo mês. De acordo com o governador de São Paulo, João Doria, a reabertura será "gradual, heterogênea e segura" e com o "suporte da ciência e medicina".

O planejamento para a retomada dessas funções foi intitulado pelo governo de "Plano São Paulo". Os detalhes serão divulgados no dia 8 de maio, caso "todas as circunstâncias permitirem", ressaltou Doria. Ele também garantiu o controle da disseminação da doença após a reabertura das atividades. "A curva epidemiológica e a capacidade de tratar os doentes estará sob controle em todas as regiões do estado de São Paulo", disse o governador durante a coletiva de imprensa.

Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do estado, explicou que a implementação do plano será feito de forma "faseada, regionalizada e setorial". Para a retomada, serão levados em consideração os seguintes critérios: a preparação do sistema de saúde -  para isso será realizado o acompanhamento da disseminação da doença, capacidade do sistema de saúde e monitoramento do vírus - e o preparo da sociedade e dos setores econômicos.

Os municípios serão devidos em três zonas, conforme o avanço da pandemia e a capacidade do sistema de saúde em cada região. Esses fatores serão analisados para decidir o andamento da flexibilização. "Nos trabalharemos em conjunto para que as regiões sejam definidas por níveis de risco. Teremos três níveis de risco: zona vermelha, zona amarela e zona verde. Lembrando que hoje nós temos todas as regiões entre a vermelha e a amarela. Para estar na zona verde, nos precisamos alcançar um baixo número de casos, baixa ocupação de leitos de UTI, testes disponíveis para sintomáticos e suspeitos, e protocolos setoriais implementados", esclareceu a secretária.

Manifestações

Na coletiva de imprensa, Doria também comentou as manifestações que ocorreram no último fim de semana na capital paulistana. "Insistiram em fazer a manifestação como se estivessem imunes ao vírus [...] e se tornaram defensores e amigos do vírus e inimigos da vida", disse o governador se referindo aos manifestantes.

Além disso, Doria informou que orientou o setor de segurança pública de São Paulo para impedirem novos fechamentos de ruas ou avenidas, igual ocorreu durante no fim de semana. "Bloquear o direito de ir e vir, principalmente na Avenida Paulista que dá acesso a vários complexos hospitalares públicos e privados é uma atividade que merece a reprovação do governo e da sociedade. Pessoas que agem dessa maneira estão sabotando a saúde e os profissionais da saúde publica e privada", concluiu.

Terça-feira, 21 de abril

13:29

Após se automedicar com hidroxicloroquina, médico morre na Bahia

Um médico de 55 anos morreu após se automedicar com uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicina. O caso aconteceu em Ilhéus, na Bahia. Segundo informações da Folha de S. Paulo, Gilmar Calazans Lima registrou os primeiros sintomas da covid-19 no dia 10 de abril. Após receber o resultado positivo para coronavírus, ele passou a tomar os medicamentos por conta própria. Segundo familiares, ele vinha apresentando melhora clínica nos últimos dias, mas na madrugada desta segunda-feira (20), ele teve um mal súbito e foi internado às pressas com uma parada cardiorrespiratória. Gilmar não resistiu e morreu ainda na madrugada. 

Segunda-feira, 20 de abril

21:17

Governo de SP vai divulgar na quarta plano de reabertura gradual

O governo de São Paulo vai divulgar na quarta-feira (22) o planejamento de reabertura gradual dos setores produtivos, que será implementado após o término desta etapa da quarentena, em 10 de maio. O governador João Doria (PSDB) afirmou que a reabertura levará em consideração diversos fatores como disseminação da epidemia, situação do sistema de saúde e distanciamento social.

“É fundamental que a população contribua e permaneça em casa, mantendo o índice de isolamento social até o dia 10 de maio. Seguiremos trabalhando para salvar vidas”, escreveu Doria no Twitter.

17:57

Conselho de secretários de Educação negam pedido de Weintraub para volta às aulas

Após o ministro da Educação, Abraham Weintraub estimular os governadores a autorizarem o retorno das atividades escolares e defender a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ainda neste ano, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) divulgou uma nota pública reforçando o posicionamento em defesa das medidas de saúde recomendadas e do adiamento das provas do exame. “O CONSED defende as ações de isolamento social e trabalha para encontrar soluções que permitam a aprendizagem dos alunos”, afirma em nota. As informações são do Correio Braziliense.

De acordo com o Consed, a adaptação no calendário do Enem é necessária para que os estudantes, principalmente os da rede pública, que não estão tendo aulas presenciais durante este período de pandemia ou que enfrentam dificuldades na inscrição do exame não sejam prejudicados. “Entendemos também ser fundamental o adiamento das datas das provas do ENEM, para que não sejam ampliadas ainda mais as desigualdades educacionais em nosso país”, diz.

No documento, o conselho também aponta que “os entes federados deveriam trabalhar em regime de colaboração, sem estimular disputas políticas”

17:05

Brasil já tem mais de 40 mil casos confirmados de covid-19

Conforme a atualização diária realizada pelo Ministério da Saúde quanto a situação do novo coronavírus no Brasil, já foram registrados até a tarde desta segunda-feira (20) 40.581 casos confirmados da covid-19. Isso demonstra que em 24 horas, 1.927 novos casos foram notificados. De acordo com os dados corrigidos pelo ministério e divulgados na tarde de hoje, o número total de óbitos decorrentes da doença aumentou para 2.575. A taxa de letalidade está em 7%.

São Paulo é o estado com mais incidência do vírus, são 14.580 confirmações da doença e 1.037 óbitos. Seguido do Rio de Janeiro, que possui 4.899 casos confirmados e 422 mortes.

11:56

Número de mortes por coronavírus no mundo cresceu 20% em dois dias

No último fim de semana, o número de óbitos por coronavírus no mundo cresceu 20,7%, com isso o planeta registra, nesta segunda-feira (20), 166.235 mortes em decorrência da covid-19. O número de casos cresceu com uma taxa menor: 16,9%. Na sexta-feira (17), segundo os dados da universidade Johns Hopkins, 2.072.228 casos haviam sido registrados, nesta segunda-feira (20) o número de casos confirmados aumentou para (2.422.525).

Sábado, 18 de abril

12:48

Menos da metade dos adultos adota todas as medidas contra a covid-19

Pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde mostra que menos da metade dos brasileiros adota o conjunto de ações necessárias para evitar a disseminação da covid-19. De acordo com o levantamento, 37% dos adultos (acima de 18 anos) disseram que fazem, conjuntamente, o isolamento social, lavam as mãos com frequência e evitam tocar olhos, boca e nariz após ter contato com outras pessoas ou com superfícies.

O ministério afirma que as mulheres (39,9%) seguem mais as práticas sugeridas por entidades da saúde do que os homens (33,3%).

De acordo com a pesquisa, o isolamento social é a iniciativa com maior adesão: 90,9% dos entrevistados informaram que evitam sair de casa, aglomerações, cumprimentos e abraços para reduzir o risco de infecção. No caso das mulheres, esse índice chega a 92,9%. Entre os homens, é de 88,8%.

Ao todo, 82,7% dos entrevistados declararam fazer a higienização das mãos com frequência. Novamente o percentual é maior entre as mulheres (87,3%) do que entre os homens (77,7%).

O levantamento é resultado de parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Federal de Minas Gerais. As pesquisas foram feitas entre os dias 1º de abril e 10 de abril. Cerca de 2 mil pessoas foram ouvidas por telefone por empresa contratada pelo Ministério da Saúde, com questionário eletrônico.

11:00

Estados afrouxam medidas de isolamento social

Desde a última semana, alguns estados começaram a flexibilizar as medidas de isolamento e distanciamento social, anunciando a reabertura de comércio e a retomada de alguns serviços não essenciais, mesmo com aumento diário no número de casos e mortes confirmados por covid-19.

O afrouxamento ocorre em meio à troca no comando do Ministério da Saúde, oficializada esta semana. Além das diretrizes federais, governadores e prefeitos têm sofrido pressões por parte de setores econômicos, receosos de aprofundar a crise decorrente da pandemia do novo coronavírus. Empresários pedem que haja uma abertura escalonada, ou seja, setor por setor (veja a íntegra da matéria).

Sexta-feira, 17 de abril

15:30

Brasil ultrapassa a marca de 2 mil mortes por covid-19

Conforme dados divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta sexta-feira (17), o número de casos confirmados da covid-19 subiu para 33.682 , ou seja, um aumento de 3.257 casos, em um dia.

Desde a atualização feita ontem (16) pelo Ministério, 217 novos óbitos foram registrados, contabilizando um total de 2.141 vítimas fatais da doença no Brasil, até o momento.

15:00

Brasil afasta mais de 4 mil profissionais de saúde

Segundo dados do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), 4.636 profissionais foram afastados por conta suspeita de infecção por coronavírus. Destes, 672 são casos confirmados e 23 óbitos em decorrência da covid-19, outras 9 mortes estão sendo investigadas.

10:32

Covid-19 provoca primeiro recuo trimestral da economia chinesa em 28 anos

A China registrou queda, no primeiro trimestre do ano, este é o primeiro registro de queda trimestral desde 1992. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês caiu 6,8%, segundo o jornal espanhol El País. A queda não assustou os investidores, as ações por lá encerraram em alta nesta sexta-feira. A expectativa é que no segundo trimestre a economia volte a crescer com o apoio do Estado, na mesma medida em que o impacto do coronavírus na economia diminuir.

Quinta-feira, 16 de abril

15:52

Sobe para 1.924 o número de vítimas fatais da covid-19 no Brasil

O Ministério da Saúde atualizou nesta quinta a situação dos casos de pessoas infectadas pela covid-19 no Brasil. De acordo com os dados repassados pelas Secretarias Estaduais de Saúde ao Ministério, subiu para 30.425 o número de casos confirmados de covid-19. O número de óbitos decorrentes da doença no país também aumentou, ao todo, são 1.924. A taxa de letalidade está em 6,3%. Confira a atualização completa feita pela pasta.

14:00

DF vai reabrir comércio em 3 de maio

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou que todo o comércio será reaberto a partir do dia 3 de maio, ao final da vigência do decreto distrital. Em entrevista ao apresentador Luiz Datena, da Rádio Bandeirantes, na manhã desta quinta-feira (16), Ibaneis disse que os shopping centers também voltarão a funcionar mediante determinadas condições, como testagem dos funcionários que atendem o público, medição de temperatura, uso de equipamentos de proteção e distribuição de máscaras para clientes. As escolas deverão permanecer fechadas até o final de maio ou início de junho.

Primeiro governador a adotar o isolamento social, Ibaneis tem flexibilizado nos últimos dias as medidas de restrição. Na noite de terça (14), o governador decretou reabertura das óticas no DF.

Ibaneis também defendeu o presidente Jair Bolsonaro e criticou a gestão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pelo que chamou de demora na atuação frente à crise do novo coronavírus. “Quem tem o poder da caneta tem que usar. Está passando da hora de ele [Bolsonaro] usar a caneta”, disse ele em referência à troca ministerial. “Está faltando alinhamento do presidente com seu ministro da Saúde”, finalizou.

11:21

TRF suspende exigência de CPF regularizado para recebimento de auxílio emergencial

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região suspendeu, nesta quarta-feira (15), a exigência da Receita Federal de regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para receber auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19. A decisão do magistrado suspende a exigência em todo território nacional. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

9:05

Total de casos de confirmados chega a 63 na Papuda

A Papuda, no Distrito Federal, é o presídio com o maior número de casos de coronavírus no Brasil. Ao todo são 63 pessoas diagnosticadas: 38 detentos e 25 policiais, segundo os dados divulgados pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe). Não há registro de casos graves da doença.

8:56

Mais de 2 milhões de pessoas já foram infectadas pelo coronavírus no mundo

O número de casos confirmados de covid-19 no mundo continua crescendo. Nesta quinta-feira (16), o número de infectados em todo o mundo é de 2.072.228, sendo 137.666 óbitos. Nos Estados Unidos, atual epicentro da epidemia, são contabilizados 30,8% dos casos confirmados (639.664) e 30.985 pessoas moreram até o momento. A Espanha contabiliza 182.816 casos confirmados e 19.130 mortes. A Itália em terceiro lugar em número de casos (165.155) é a segunda em número de mortes (19.130).

Quarta-feira, 15 de abril

19:47

Moradores apontam que casos de covid-19 na Rocinha são maiores que os divulgados oficialmente

A Rocinha está entre as comunidades no Rio de Janeiro que mais registraram casos da covid-19. Até esta quarta-feira (15) foram confirmados 36 casos da doença, de acordo com dados do Painel Rio COVID 19, atualizado diariamente pela Prefeitura do Rio.

Por meio de um projeto social do Centro de Medicina Integrada da Rocinha (CMIR), parte dos moradores estão conseguindo realizar os testes rápidos para detectar o vírus. Esses testes são escassos nas unidades públicas de saúde da favela. De acordo com o projeto do CMIR, entre os dias 11 e 14 deste mês, 21 moradores realizaram o exame na clínica. Desses, 10 pacientes foram diagnosticados com o novo coronavírus - o que representa aproximadamente 50% do total que fizeram os testes.

Essas informações divergem dos dados apresentados pela Prefeitura do Rio, que registrou no mesmo período somente dois novos casos confirmados do vírus. As informações são do jornal Fala Roça, feito por moradores da Rocinha.

15:59

Em um dia, número de mortes por covid-19 cresce 13% no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou na tarde desta quarta-feira (15) a atualização dos casos de covid-19 no país. Nas últimas 24 horas foram registrados pelas autoridades de saúde 3.058 novos casos confirmados da covid-19 - o que representa um aumento de 12% - e 204 vítimas fatais da doença -um aumento de 13%. Conforme dados do Ministério, o Brasil possui 28.320 casos confirmados e 1.736 óbitos.

São Paulo é o estado que mais registrou ocorrências de pessoas que foram infectadas pelo vírus. Até o momento, são 11.043 casos confirmados e 778 óbitos decorrentes do coronavírus.

13:44

OMS lamenta decisão de Trump de cortar financiamento 

Após o presidente norte-americano, Donald Trump, declarar na última terça-feira (14) que os Estados Unidos irá cortar o financiamento destinado à Organização Mundial da Saúde (OMS), o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, comentou o posicionamento de Trump. "Lamentamos a decisão do presidente dos Estados Unidos de ordenar uma suspensão no financiamento à OMS", afirmou durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (15).

O diretor-geral também disse que mesmo após a decisão dos EUA em cortar a verba, ele está esperançoso de que a relação entre o país e a entidade continue a mesma. "Os Estados Unidos tem sido um amigo de longa data e generoso da OMS. Esperamos que continue sendo assim", completou.

Ao ser questionado sobre a quantia financeira que o governo norte-americano já destinou à organização e os impactos monetários que serão enfrentados após a suspensão das verbas estadunidenses, Tedros foi breve e apenas disse que a OMS tentará preencher com outros parceiros todas as lacunas deixadas.

Durante a coletiva, o representante da OMS destacou que diante da pandemia enfrentada pelo mundo é necessário uma união entre as nações. "Este é um momento para todos nós estarmos unidos em nossa luta comum contra uma ameaça em comum, um inimigo perigoso. Quando estamos divididos, o vírus explora as divisões entre nós".

O diretor-geral também reforçou que atualmente o foco é combater o vírus e que a OMS vai continuar a trabalhar com todos os países e parceiros.

Nas últimas semanas, Trump criticou o desempenho da organização que, segundo ele, agiu de maneira errada ao recomendar que as fronteiras dos Estados Unidos continuassem abertas para a China.  Ele também acusou a organização de ser "sinocêntrica", ou seja, que existe um possível favorecimento ao país asiático.

10:35

Ibaneis libera funcionamento de óticas no Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), publicou um decreto nesta terça-feira (14) incluindo as óticas na lista de estabelecimentos que podem abrir durante a quarentena. Aos poucos, o governador tem afrouxado as regras iniciais que impuseram o fechamento do comércio no DF. Na terça-feira (13), o O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) questionou o governo sobre o funcionamento do comércio e das atividades de construção civil.

10:09

Pesquisadores brasileiros suspendem estudos com altas doses de cloroquina após mortes

Estudos sobre a cloroquina no tratamento da covid-19 foram suspensos por cientistas brasileiros após 11 pacientes com coronavírus receberem dosagem elevada de cloroquina e morrerem no sexto dia de tratamento. Segundo o jornal Deutsche Welle, parte dos 81 pacientes com coronavírus que eram testados com o uso do medicamento apresentaram batimentos cardíacos irregulares, aumentando o risco de desenvolverem arritmia cardíaca fatal.

Terça-feira, 14 de abril

18:35

Governador do Pará está com com covid-19

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), informou nesta terça-feira (14) que foi infectado pelo coronavírus. Em seu Twiter ele postou um vídeo e também publicou o resultado do teste.

17:22

Festa durante a quarentena foi pólo de infecção por covid-19 em Rondônia

O secretário de Saúde do estado de Rondônia, Fernando Máximo, informou que parte dos casos positivos confirmados de covid-19, na última segunda-feira (13), em Porto Velho, são de pessoas que participaram de uma festa no início do mês. "Hoje, identificamos vários casos positivos de coronavírus em Porto Velho, foi feita uma investigação e descobriu- se que essas pessoas estavam em uma festa no dia quatro de abril", disse o secretário em um vídeo publicado ontem nas redes sociais.

Na gravação, o secretário diz que está "muito decepcionado. Para não dizer revoltado", com a situação e comunica que o caso será investigado pela polícia local. "Estamos encaminhando para investigação policial e possível responsabilização criminal de cada uma dessas pessoas que estiveram nessa festa", adiantou Fernando que também pediu que a população denuncie quem estiver participando de eventos semelhantes.

O vídeo do secretário foi compartilhado nas redes sociais pelo governador de Rondônia, Marcos Rocha (PSL), que considerou a realização da festa como uma "irresponsabilidade".

Rondônia decretou estado de calamidade pública no dia 21 de março,  por causa do vírus, e no último domingo (5) teve a quarentena estendida para até o dia  20 deste mês.

17:02

Brasil tem 204 mortes por covid-19 em 24 horas

O Brasil registrou 204 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas. As informações foram divulgadas há pouco pelo Ministério da Saúde. Com isso, o país chega a 1.532 mortes confirmadas e 25.262 casos.

16:57

Witzel testa positivo para covid-19

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), informou em seu Twitter que testou positivo para covid-19. Ele relatou ter feito o teste após ter sentido os primeiros sintomas da doença. Mais informações aqui. 

15:46

China autoriza testes experimentais de vacinas contra a covid-19

Foi autorizado pela China a realização de testes experimentais para duas vacinas inativadas contra o novo coronavírus. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (14) pela agência estatal chinesa Xinhua. Os testes ainda são iniciais e já tiveram início.

A empresa biofarmacêutica Sinovac Biotech, com sede em Beijing, e o Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan, que faz parte do Grupo Sinopharm - empresa farmacêutica chinesa - estão elaborando as vacinas.

Conforme informações da Agência Reuters, outros países também já iniciaram ensaios clínicos de vacinas. No mês de março, foi feito o primeiro teste em humanos da vacina contra o vírus por cientistas norte-americanos. Contudo, de acordo com as autoridades de saúde dos Estados Unidos, o processo da elaboração da vacina deve durar entre 1 ano a 18 meses.

A pandemia provocada pelo coronavírus já causou mais de 100 mil óbitos no mundo, segundo dados da Universidade norte-americana, Johns Hopkins.

10:13

Número de infectados por coronavírus no Brasil pode ser 15 vezes maior

Um estudo conduzido por cientistas da USP, da UnB e de outros centros de pesquisa aponta que o número real de infectados por coronavírus no Brasil pode ser 15 vezes maior que os dados que têm sido divulgados pelo Ministério da Saúde. Para o dia 11 de abril, quando a  pasta informou que 20.727 pessoas tinham contraído covid-19 no Brasil, a modelagem dos pesquisadores estimou haver 313.288 infectados. A diferença entre os dados é o fato de o Brasil ser um dos países que menos têm testado a população, o que faz com que seja alto o número de casos que não entram nas estatísticas oficiais. As informações são do jornal O Globo.

8:50

Mais de 120 mil pessoas já morreram em decorrência do coronavírus

O mundo registra, nesta terça-feira (14), 1.930.780 casos confirmados de coronavírus e 120.450 mortes. Os Estados Unidos somam o maior número de infecções (582.594) e de mortes (23.649). A Espanha segue em segundo lugar no total de casos confirmados (172.541). Embora tenha registrado menos infecções (153.516), a Itália tem número superior de óbitos em relação à Espanha (20.465 ante 18.056).

Segunda-feira, 13 de abril

17:41

OMS diz que vírus da covid-19 é dez vezes mais letal que H1N1

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o novo coronavírus (covid-19) é "dez vezes mais letal" do que o vírus H1N1, que causou a pandemia de gripe em 2009. "Sabemos que a covid-19 se espalha rapidamente e sabemos que é letal: dez vezes mais do que o vírus responsável pela pandemia de gripe de 2009", disse Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da organização, durante coletiva realizada nesta segunda-feira (13).

De acordo com o diretor-geral, até o momento, é possível confirmar que o coronavírus se espalha rapidamente, é transmitido mais facilmente em ambientes lotados e que pode ser letal. " Sabemos que a detecção precoce de casos, os testes, o isolamento e o tratamento de todos os casos e o rastreamento de todos os contatos são essenciais para interromper a transmissão", publicou Tedros no Twitter.

Ele também disse que a covid-19 acelera rapidamente enquanto demora mais a desacelerar. De acordo com ele, isso é mais preocupante principalmente para países mais pobres e com grandes populações, onde os pedidos de isolamento social e outras restrições ainda não são tão viáveis quanto em outros países de alta renda.

17:20

Em 24 horas, Brasil tem 105 mortes por covid-19

O Ministério da Saúde atualizou nesta segunda-feira (13) a situação dos infectados pelo novo coronavírus. Ao todo, já foram registrados no Brasil 23.430 casos confirmados da doença. De ontem (12) para hoje, a pasta registrou 1.261 novos casos, ou seja, um aumento de 6%.

O número vítimas fatais pela doença aumentou para 1.328 - o que representa um aumento de 9% quanto aos óbitos .

10:42

Itaú doa R$ 1 bilhão para o combate ao coronavírus

O banco Itaú anunciou que doará R$ 1 bilhão para o combate à pandemia de covid-19. O dinheiro será administrado por um conselho de profissionais de saúde, incluindo diretores de hospitais públicos e privados. O banco já dou R$ 250 milhões desde o início da crise. Na manhã de hoje, foi promovida uma coletiva exibida na internet para anunciar a doação e falar sobre a pandemia. A reunião conta com a presença do CEO Candido Bracher; do médico-oncologista e escritor Drauzio Varella, e de Paulo Chapchap, diretor-geral do Hospital Sírio Libanês. Veja a coletiva ao vivo:


9:07

Quase 2 milhões de infectados no mundo

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins são 1.859.011 pessoas infectadas por coronavírus no mundo. Os Estados Unidos seguem disparados em número de casos confirmados 557.590 e 22.109 mortes em decorrência da covid-19. O Reino Unido agora está entre os 5 países com maior número de casos no mundo, com 85.208 confirmados e 10.629 óbitos.

Domingo, 12 de abril

17:21

Brasil tem 1.223 óbitos por covid-19 e 22.169 casos confirmados

O Brasil confirmou 99 mortes pelo novo coronavírus de ontem para hoje. Ao todo, são 22.169 casos e 1.223 óbitos em todo o país. A taxa de letalidade é de 5,5%. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde neste domingo (12). No sábado (11), o país tinha 20.727 casos confirmados de covid-19 e 1.124 mortes.

Leia aqui a íntegra do boletim deste domingo.

16:40

Banco Mundial prevê queda de 5% na economia brasileira

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deverá ter queda de 5% em 2020, de acordo com projeção do Banco Mundial divulgada neste domingo (12). A estimativa está em relatório da instituição sobre os impactos econômicos da pandemia de coronvírus na América Latina e no Caribe. A isntituição também prevê retração nas economias do México (-6%), Argentina (-5,2%) e Equador (-6%).

16:30

Adesão ao isolamento cai para 55% em SP

A taxa de isolamento social voltou a cair no estado de São Paulo. Neste sábado (11), 55% da população seguiu as recomendações de distanciamento social. Segundo o governo do estado, a meta para controlar a disseminação do coronavírus é de 70%.

13:52

Boris Johnson recebe alta após internamento por covid-19

O primeiro-ministro britânco, Boris Johnson, deixou o hospital depois de passar uma semana hospitalizado em decorrência da covid-19. No período de internamento, Johnson, que tem 55 anos, chegou a passar três dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

12:30

Dez profissionais de saúde morreram por covid-19 em 3 dias em SP

O secretário de Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido dos Santos, informou neste sábado (11) que dez profissionais de saúde morreram na cidade em um período de três dias.

"Nós temos seguido o protocolo do Ministério da Saúde que é dispor aos profissionais de saúde, aqueles que estão na linha de frente, todos os equipamentos necessários. Nós tínhamos até 30 dias atrás um consumo mensal de 250 mil máscaras cirúrgicas. Nós temos agora 500 mil máscaras cirúrgicas sendo consumidas por semana. É um número muito grande, e a tendência é só aumentar", disse à CNN.

10:30

Embaixada da França também recomendou que franceses deixem o Brasil

Além das embaixadas da Itália e da Alemanha, a representação francesa no Brasil também recomendou o retorno de seus cidadãos à França. Aos visitantes, a embaixada aconselhou que adiantem sua volta à Europa, aos franceses que moram no Brasil a orientação é seguir o que dizem as autoridades mundiais de saúde.

09:50

"Bolsonaro é, hoje, o principal aliado do vírus", diz prefeito

O prefeito de Manaus (AM), primeira cidade do país a ver seu sistema de saúde entrar em colapso por causa do coronavírus criticou o presidente Jair Bolsonaro por incentivar o desrespeito à quarentena. Segundo Arthur Virgílio, o isolamento na capital do Amazonas chegou a superar a marca de 70% da população, mas caiu para pouco mais de 50% "depois que o presidente começou a sair sucessivamente às ruas, numa campanha contra o isolamento." As declarações foram dadas ao jornalista Josias de Souza, do UOL.

 

Sábado, 11 de abril

19:09

Prefeito de Duque de Caxias (RJ) é internado com problemas respiratórios

O prefeito de Duque de Caxias (RJ), Washington Reis, foi internado na madrugada deste sábado (11) em um hospital do Rio de Janeiro. Ele apresenta sintomas de um forte resfriado desde a última quarta-feira (8). Reis já fez dois testes de covid-19, ambos deram resultado negativo. No fim de março, o prefeito se recusou a fechar as igrejas da cidade para evitar a disseminação do coronavírus. "Nossa orientação desde a primeira hora foi manter as igrejas abertas, porque a cura virá de lá, dos pés do senhor", disse.

18:50

Brasil investiga 2.176 óbitos de potenciais vítimas de covid-19

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem 1.124 mortes confirmadas e 20.727 casos de de pessoas infectadas por coronavírus. Confirmadas até o momento, o país tem 1.124 mortes e 20.727 casos de coronavírus.

Questionado sobre a possibilidade do país entrar em lockdown,  ou seja, bloqueio total de movimentação. o secretário Wanderson Oliveira afirmou que ainda não é hora de adotar essa medida mais radical, porém, para que o Brasil não precise adotar tal medida, é necessário que a população respeite o isolamento horizontal. "Esperamos que não tenhamos que tomar essa medida em nenhum lugar do Brasil. Por isso pedimos que as pessoas sigam no isolamento social, em especial em Manaus, Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo", que são os estados mais afetados pelo covid-19.

17:20

Brasil tem 1.124 óbitos por covid-19 e 20.727 casos confirmados

O Brasil confirmou 20.727 casos de coronavírus e atingiu 1.124 óbitos. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde neste sábado (11). Na sexta-feira (10), o país tinha 19.643 casos confirmados de covid-19 e 1.057 mortes.

15:30

Maioria dos infectados por covid-19 em São Paulo tem menos de 39 anos

O estado de São Paulo tem 8.126 casos de coronavírus, segundo balanço do Ministério da Saúde divulgado na sexta-feira (10). Levantamento da TV Globo mostra que a maioria dos infectados tem menos de 60 anos. Pessoas entre 30 e 39 anos são as mais infectadas pelo vírus no estado, mostra o levantamento que foi divulgado pelo G1.

Ao menos 20% das mortes por covid-19 em São Paulo foram de pessoas com menos de 60 anos.   O estado acumula 41% dos casos de coronavírus do Brasil.

15:00

Estados Unidos ultrapassam Itália em número de mortos por covid-19

Os Estados Unidos ultrapassaram a Itália em número de óbitos por covid-19, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. O país norte-americano já acumula 18.860 mortes, enquanto a Itália tem 18.849.

Os EUA estão com 501 mil pessoas infectadas com a doença, já a Itália soma 145 mil. O presidente Donald Trump, assim como Jair Bolsonaro, duvidou que o vírus pudesse se tornar um problema para o país. Mas, ao contrário do chefe do Executivo brasileiro, Trump recuou e hoje 95% da população norte-americana está sob medidas de restrição.

> Médico brasileiro nos EUA relata escassez inédita de equipamentos de saúde

14:20

Gregório Duvivier fomenta campanha da Lei Covid-19

O apresentador e humorista Gregório Duvivier está fomentando uma campanha para pressionar os deputados e senadores a aprovarem a Lei Covid-19. O projeto garante aos médicos e enfermeiros o aluguel de moradias temporárias, enquanto perdurar a pandemia, dentre outros pontos.

A proposta tem ganhado apoio popular e movimentado grande adesão nas redes sociais, em especial no Twitter. Relatos de médicos e enfermeiros que estão pagando do próprio bolso hospedagem em hotéis para não colocar seus familiares com o risco do contato com covid-19 é um dos principais ponto abordados por adeptos ao projeto.

Para pressionar o Congresso Nacional a apreciar com agilidade o projeto, o programa apresentado por Duviver na HBO, criou um site, onde os internautas podem preencher um formulário e enviar e-mail para as principais lideranças políticas do país.

Veja a edição do Greg News que tratou do assunto:

Mortes por covid-19 triplicam em uma semana no Brasil

12:00

O Brasil alcançou ontem a triste marca de mais de mil mortos pela covid-19. De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado nessa sexta-feira (10), foram confirmadas 1.057 mortes em decorrência do coronavírus. No último dia 3, o número de vítimas fatais era de 359. O aumento foi de quase três vezes.

A taxa de letalidade da doença é de 5,4% no Brasil. Desde o último dia 31, mais de mil casos de covid-19 são diagnosticados diariamente no país. Ainda segundo o último balanço da Saúde, o Brasil registra 19.643 casos confirmados de coronavírus. De quinta (9) para sexta (10), cresceu em 9% o total de infectados, e em 12%, o de mortos.

11:40

São Paulo deve entrar em lockdown, dizem especialistas

Epidemiologistas, infectologistas e virologistas falam sobre a necessidade de São Paulo entrar em lockdown, ou seja, bloqueio total de movimentação. Essa estratégia drástica, é tomada quando localidades não conseguem conter a pandemia de coronavírus. As informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo.

Mas os especialistas ainda não conseguem afirmar se a medida precisa ser tomada em todo estado ao mesmo tempo ou em apenas em algumas cidades, por falta de dados mais concretos.

Segundo a reportagem, esses profissionais apoiam o endurecimento de medidas, como uso das forças policiais para evitar aglomerações.

Sábado, 10 de abril

16:00

Brasil passa de mil mortes confirmadas por covid-19

Em novo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil aparece com 19.643 casos confirmados de covid-19 e 1.057 mortes já foram causadas pelo vírus. A taxa de letalidade da doença chegou a 5,4%. Em comparação com os dados de sexta (9), o número de pessoas infectadas aumentou 9% e o de mortes subiu 12%.

O estado de São Paulo é o mais afetado pelo vírus com 8.216 casos e 540 óbitos. O Rio de Janeiro vem na sequencia com 2.464 casos e 147 óbitos. Em 10º lugar entre os mais afetados está o Distrito Federal, que teve na última quinta-feira (8) as medidas de prevenção afrouxadas pelo governador Ibaneis Rocha. O governador decidiu por liberar o funcionamento do Sistema S, lojas e fábricas de móveis e comércio de eletrônicos.

Veja a situação do coronavírus em todo país na tabela abaixo:

Sexta-feira, 09 de abril

9h54

Brasil se aproxima de mil mortes confirmadas por covid-19

Muro do Cemitério de Jussari (BA) em campanha de prevenção ao coronavírus. Foto: PMJ

Balanço divulgado no início da manhã pelas secretarias estaduais de Saúde indica que o Brasil soma 958 mortes confirmadas pela covid-19. Os dados foram compilados pelo G1, que também contabilizou 18.176 casos de infecção. Um recém-nascido de cinco dias, do Rio Grande do Norte, é a vítima fatal mais jovem do país até agora.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, mais de 96 mil pessoas tiveram a morte associada ao coronavírus em todo o planeta. O total de infectados passa de 1,6 milhão. Os dados, no entanto, são subnotificados, pois não teste para todos as pessoas com quadro suspeito.

De acordo com o Ministério da Saúde, o estado de São Paulo continua com o maior número de casos confirmados e de mortes. São 7.480 infectados e 496 óbitos. O Rio de Janeiro tem 2.216 casos e 122 mortes. O Ceará conta 1.445 infectados e 57 mortes.

7:35

Alemanha pede retorno imediato de cidadãos no Brasil por causa da covid-19

Georg Witschel, embaixador da Alemanha no Brasil. Foto: José Cruz/ABr

O embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, divulgou uma carta em que pede aos cidadãos alemães que estão em território brasileiro que voltem imediatamente para o seu país de origem por temor de que “a situação aqui se agrave rapidamente” por causa do avanço do coronavírus. “É sua responsabilidade deixar o país agora e voltar para a Alemanha”, diz a nota.

A Alemanha repete as orientações feitas por outras nações, como os Estados Unidos e o Reino Unido, cujas representações diplomáticas no Brasil também recomendaram aos seus cidadãos que voltassem imediatamente para casa.

Witschel ressalta no comunicado que os casos de infecção e morte estão aumentando com extrema rapidez no Brasil, que em muitos lugares os sistemas de saúde já estão lotados, que há restrições à vida pública, fronteiras fechadas e as conexões aéreas estão reduzidas.

Veja a nota do embaixador alemão:

"No Brasil, o número de pessoas infectadas pelo vírus COVID-19, os gravemente doentes e as mortes estão aumentando com extrema rapidez. Devido a essa aceleração, há temores de que a situação aqui se agrave rapidamente.

Em alguns estados, os sistemas de saúde já estão lotados. Enquanto isso, o risco de ficar infectado e adoecer está aumentando. Consequentemente, você pode não conseguir se beneficiar de cuidados médicos adequados.

Em muitos lugares no Brasil, muitas vezes existem extensas restrições à vida pública. As fronteiras terrestres do Brasil foram fechadas, as conexões aéreas nacionais e internacionais foram reduzidas - principalmente devido à falta de demanda. Muitos hotéis, mesmo em regiões turísticas, estão fechando.

A boa notícia: a Lufthansa e algumas outras companhias aéreas europeias ainda voam pelo menos de São Paulo (Air France também do Rio de Janeiro) para Frankfurt e outros destinos europeus.

Voos diários de conexão entre as principais cidades brasileiras também são garantidos.

Portanto: Se você ficar parado por um curto período de tempo no Brasil, recomendamos que você saia urgente e não espere mais tempo. É preciso imediatamente reservar um voo de regresso e voltar o mais rápido possível.

Para fazer isso, entre em contato com a Lufthansa ou outras companhias aéreas, consulte seus sites ou faça reservas através de portais de reservas ou agências de viagens.

Planeje seu voo de alimentação para que você tenha tempo suficiente em São Paulo (possivelmente com acomodação em hotel: existem hotéis abertos suficientes em São Paulo. Também conexões entre a cidade e os aeroportos de São Paulo e Viracopos) para o internacional para chegar ao aeroporto de Guarulhos a tempo.

É sua responsabilidade deixar o país agora e voltar para a Alemanha."

Quinta-feira, 9 de abril

17:10

Coronavírus já matou 941 pessoas e deixou 17.857 infectados no Brasil

Em coletiva de imprensa nessa quinta-feira (9), o Ministério da Saúde atualizou os números do coronavírus no país. A covid-19 já matou 941 pessoas e deixou 17.857 infectados. Somente de ontem para hoje, foram 141 óbitos. Esse é o novo recorde da doença.

15:40

Políticos do Reino Unido ganham auxílio financeiro para trabalho home office

Todos os 650 parlamentares britânicos com mandato em andamento terão acesso a uma quantia de 10 mil libras ( 63.438 reais) destinada para "apoiar a organização do trabalho em casa", durante o período em que os deputados trabalham a distância, devido à pandemia do coronavírus.

O orçamento é destinado para cobrir despesas com a compra de equipamentos que serão utilizados para o trabalho home office, como computadores e impressoras. Os políticos também podem pedir o abatimento de despesas com eletricidade, aquecimento e contas telefônicas.

Essa verba é um acréscimo no orçamento de até  26.050 libras (por volta de 165.255 reais) já previsto para os membros do Parlamento administrarem as despesas dos escritórios.

15:25

Banco Central americano amplia medidas econômicas em US$ 2,3 trilhões

O Federal Reverve (Fed), banco central dos Estados Unidos, anunciou nesta quinta-feira (9) que fornecerá US$ 2,3 trilhões em empréstimos, expandido as operações da instituição com o objetivo de beneficiar também pequenas e médias empresas que podem ser afetadas pela crise do coronavírus. “A maior prioridade do nosso país deve ser lidar com essa crise de saúde pública, cuidando dos doentes e limitando a disseminação do vírus”, disse o presidente do Fed, Jerome Powell, em comunicado.

11:15

Coronavírus já infectou mais de 1,5 milhão de pessoas

O coronavírus já infectou mais de 1,5 milhão de pessoas no mundo (1.536.072), com uma taxa de mortalidade de 5,8%. Ao todo foram registrados 89.435 mortes desde o início da pandemia. Os países que lideram em casos de mortes são Itália (17.669), Espanha (15.238) e Estados Unidos (14.797). Os dados são do Worldometers.

10:45

Brasil contabiliza quase 60% das mortes na América do Sul por coronavírus

O Brasil é o país da América do Sul com maior número de casos e de mortes de coronavírus. O país contabiliza 45% dos casos no continente, é mais do que Chile, Equador e Peru juntos. Quanto aos casos fatais, os 13 países que compõem a América do Sul contabilizam 1.402 casos e o Brasil registra 58,7% destas mortes (823) conforme os dados atualizados pelo Worldometers.

8:24

Covid-19 já matou em 43 dias mais do que dengue, H1N1 e sarampo ao longo de 2019

Números reforçam preocupação com colapso do sistema e saúde. Foto: Marcello Casa Jr./Agência Brasil

A covid-19 já matou mais pessoas no Brasil, em 43 dias de epidemia, do que dengue, H1N1 e sarampo ao longo de todo o ano passado, segundo levantamento do jornal O Globo com base em dados do Ministério da Saúde. No fim da tarde dessa quarta-feira (8), o ministério informou que 800 pessoas morreram infectadas pelo coronavírus no país.

Em todo o ano de 2019, a dengue, que é endêmica no Brasil, provocou 782 mortes. O H1N1, vírus que causa um dos tipos de gripe, vitimou 796 pessoas, e o sarampo, 15.

De acordo com o Ministério da Saúde, até o último dia 28, 148 pessoas haviam morrido em decorrência da dengue desde o início de janeiro. O total de casos de dengue no país, no mesmo período, é de 484.249, número 15% superior ao mesmo intervalo de 2019, quando foram 420.911 notificações.

Desde o ano passado, a curva de crescimento da doença vem aumentando. Ao longo de 2019, foram 1.544.987 casos de dengue no país, um aumento de 488% em relação ao ano anterior. O cenário é considerado preocupante por especialistas porque deverá acirrar a disputa por leitos hospitalares.

Quarta-feira, 8 de abril

18:14

Número de óbitos por covid-19 no país sobe para 800

O Ministério da Saúde atualizou na tarde de hoje a situação da covid-19 no Brasil. Ao todo, são 15.927 casos confirmados da doença - um aumento de 2.210, em comparação com os dados atualizados ontem (7). Apenas na região Sudeste 1.349 novas infecções pelo coronavírus foram registradas, contabilizando um total de 9.487, que representa 59,6% de todos os casos no Brasil.

O número de óbitos no país subiu para 800 - até a tarde de ontem eram 667. A taxa de letalidade está em 5%.

17:23

Pior da pandemia ainda está por vir, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta quinta-feira (8) que o pior da pandemia do coronavírus ainda está por vir. Em resposta ao presidente norte-americano, Donald Trump, que sinalizou que o país suspenderá o auxílio financeiro à entidade, o diretor regional da OMS na Europa, Hans Kluge, afirmou que a “pandemia ainda está em sua "fase aguda" e que um possível cancelamento do apoio monetário será desastroso.

Trump alega que a OMS é "sinocêntrica”, ou seja, atua em favor da China. "Nós vamos impor a suspensão nos gastos à Organização Mundial da Saúde", disse o presidente dos Estados Unidos em coletiva de imprensa realizada ontem (7). A covid-19 já matou quase 90 mil pessoas em todo o mundo. De acordo com os registros oficiais do Ministério da Saúde, 800 delas no Brasil.

Nos últimos dias, Trump utilizou o Twitter para criticar o desempenho da organização. Segundo ele, a OMS agiu de maneira errada ao recomendar que as fronteiras dos Estados Unidos continuassem abertas para a China e apontou um possível favorecimento ao país asiático. "A OMS estragou tudo. Por alguma razão, embora financiada em grande parte pelos Estados Unidos, está muito centrada na China. Nós daremos uma boa olhada. Felizmente, rejeitei o conselho deles de manter nossas fronteiras abertas à China desde o início. Por que eles nos deram uma recomendação tão falha?", escreveu na rede social.

15:10

"Respeite o direito de não revelar meu tratamento", diz David Uip a Bolsonaro

O coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, em São Paulo, David Uip, respondeu ao questionamento feito pelo presidente da República Jair Bolsonaro sobre se tinha feito o tratamento contra a covid-19 com o medicamento Hidroxicloroquina.

"Presidente, eu respeitei seu direito de não revelar seu diagnóstico. Respeite meu direito de não revelar meu tratamento", disse Uip em coletiva  de imprensa realizada hoje. "Por favor, me respeite e respeito o meu direito de privacidade", completou.

Nesta segunda (6) o infectologista, de 67 anos,  retornou ao trabalho após ter se recuperado da doença, no último sábado (4).

13:49

Ministério  fecha compra de 6,5 mil respiradores com fabricante nacional

Nesta semana, fabricantes nacionais de respiradores e ventiladores pulmonares, que são essenciais para ajudar os casos mais graves de pacientes com a covid-19, firmaram  um contrato de valor superior superior a R$ 350 milhões com o governo brasileiro. A compra de  6.500 ventiladores foi fechada entre a empresa Magnamed, que é a maior fabricante do equipamento no país, e o Ministério da Saúde.  As  informações foram publicadas pelo O Globo.

A previsão é que os aparelhos sejam entregues ao longo de 90 dias, a partir do fim deste mês. De acordo com o jornal, o governo também está em processo de negociação com a multinacional,  Vyaire, que é dona da empresa Intermed, que possui uma fábrica de ventiladores localizada em Cotia, interior de São Paulo.

Na semana passada, o Ministério confirmou ao Congresso em Foco que enfrentava dificuldades em comprar equipamentos de proteção básica (EPIs), entre eles, luvas, respiradores e máscaras devido a grande demanda dos diversos países e carência de fornecedores. A pasta também afirmou que buscava alternativas para garantir os artigos de saúde necessários. "O Ministério da Saúde tem analisado todas as possibilidades de compra e os processos acontecem com ampla divulgação. Vence quem apresentar o menor preço, conforme a legislação, de forma transparente e proba", afirmou em nota.

9:34

Passa de 83 mil o número de mortos por covid-19 em todo o planeta

O mundo contabiliza, no início desta quarta-feira (8), 1.446.557 casos confirmados de infecção por coronavírus, segundo a Universidade Johns Hopkins. Já o número de mortos chega a 83.149. Os três países que contabilizam os maiores números de casos fatais são a Itália (17.127), a Espanha (14.555) e os EUA (12.911), segundo a pesquisa da universidade. Os Estados Unidos seguem como o epicentro da pandemia, registrando 399.929 infecções. Na sequência estão a Espanha, com 146.690 casos, e a Itália com 135.586. França e Alemanha ultrapassaram a China e agora estão entre os cinco países com maior número de casos confirmados. De acordo com a universidade norte-americana, 307.982 pessoas se recuperaram da covid-19 no planeta.

Terça-feira, 7 de abril

17:22

Brasil registra 1.661 novos casos confirmados de covid-19

A atualização feita na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde mostra um aumento de 1.661 casos confirmados da doença no país. Ao todo, já foram registrados 13.717 casos e 667 óbitos decorrentes da covid-19. A taxa de letalidade no Brasil subiu de 4,6% para 4,9 %.

A região Sudeste segue sendo a com mais casos confirmados, até o momento são 8.138, o que representa 59,3% do total de casos no país.

Veja abaixo os dados divulgados pelo Ministério:

 

Foto: Reprodução Ministério da Saúde.

 

16:15

Falta de testes para covid-19 gera campanha em todo o Brasil

A falta de testes para ocovid-19 está gerando subnotificação, atraso na confirmação dos casos e imensa dor para parentes e amigos de pessoas que faleceram sem sequer saber se eram portadores da doença está indignando os brasileiros e gerou uma campanha nacional, com ações em cinco capitais brasileiras. Com projeções em fachadas de edifícios em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Manaus, o movimento visa pressionar o Ministério da Saúde e a diretoria da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a liberar os 22 milhões de testes prometidos pelo governo. A mobilização virtual também pede por uma distribuição massiva e descentralizada, principalmente entre os bairros de periferia, que serão mais afetadas social e economicamente pela COVID-19 nos próximos meses, conforme projetado por especialistas em saúde e administração pública e diante da falta de estruturas sociais, como saneamento básico.

As projeções tiveram início esta semana e também informam sobre o site www.janeladapressao.com.br, por meio do qual é possível assinar uma petição e enviar e-mails a representantes políticos.

 

15:52

Para garantir leitos hospitalares, isolamento social em SP precisa subir para 70%, afirma David Uip

De acordo com o infectologista, David Uip estudos e pesquisas de quatro instituições diferentes demonstraram que a adesão ao isolamento social no estado de São Paulo precisa subir para 70% para que o estado não enfrente um possível esgotamento de leitos hospitalares capazes de atender o número da covid-19. "Se nós conseguirmos aumentar o distanciamento social, que estava em média de 54%, para 70%, o número de leitos no estado de São Paulo será suficiente para essa primeira onda epidêmica",  afirmou o infectologista. As informações são do portal de notícias G1, em matéria assinada por Bárbara Muniz Vieira.

Segundo ele, caso a população não cumpra com as medidas recomendadas pela gestão, o estado vai enfrentar dificuldades nos próximos dias."Nós entendemos que depende um pouco da adesão, e ela precisa ser um pouco melhor, das medidas de afastamento", frisou Uip.

9:00

Autônomo pode baixar aplicativo para receber auxílio emergencial

De 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores informais não inscritos em programas sociais vão poder baixar o aplicativo da Caixa Econômica Federal, a partir das 9 horas desta terça-feira (7), para receber a renda básica emergencial. O auxílio de R$ 600 ou de R$ 1.200 para mães solteiras será pago ao longo de três meses para compensar perda da renda em decorrência da pandemia.

Trabalhadores autônomos inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e que não contribuem para o INSS devem fazer o cadastro no aplicativo e estarão aptos a receber o benefício 48 horas após a realização do cadastro.

Aqueles que são contribuintes como microempreendedor individual (MEI) já têm o nome processado pela Caixa e estão automaticamente aptos a receber o benefício emergencial. Os beneficiários do programa Bolsa Família poderão optar por qual benefício receber. Neste caso, eles já estão inscritos na base de dados e têm entre os dias 16 e 30 deste mês para fazer sua escolha.

Para mais informações sobre o auxílio emergencial

Segunda-feira, 6 de abril

19:32

São Paulo registra primeiro médico do Samu a morrer de coronavírus


Foi confirmado o falecimento do médico hematologista Paulo Fernando Moreira Palazzo, chefe do plantão de urgência clínica do pronto-socorro do Hospital São Paulo, da Unifesp. Segundo informações publicadas pelo G1, o médico faleceu no último domingo (5) e foi o primeiro médico do Samu a morrer por covid-19.

17:15

Brasil registra 553 óbitos e 12.056 casos de covid-19

O Ministério da Saúde atualizou na tarde de hoje a situação do coronavírus no Brasil. De acordo com os dados da pasta, até o momento, foram confirmados 12.056 casos e registrados 553 óbitos. A taxa de letalidade (proporção dos óbitos em relação ao número total de casos confirmados) subiu para 4,6%.

Primeiro-ministro do Reino Unido, infectado por covid-19 é internado em UTI

O Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, foi internado hoje na Unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital St Thomas, em Londres. Ele estava fazendo tratamento no hospital para a infecção de covid-19 e teve o quadro de saúde agravado.  

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Foto: Reprodução redes sociais.

Johnson, de 55 anos de idade, comunicou que recebeu o resultado positivo dos testes para covid-19, no último dia 27 (sexta).

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, foi emitido pelo gabinete do Primeiro-ministro um comunicado oficial informando que ele está consciente e que a transferência para a UTI foi recomendada pela equipe médica, caso ele necessite do uso de respirador artificial.

Na manhã de hoje, antes de ser internado na UTI, Johnson publicou no Twitter que ainda apresenta os sintomas da doença. "Ontem à noite, seguindo o conselho do meu médico, fui ao hospital fazer alguns exames de rotina, pois ainda sinto os sintomas do coronavírus. Estou de bom humor e mantendo contato com minha equipe, enquanto trabalhamos juntos para combater esse vírus e manter todos em segurança", escreveu.

13:27

São Paulo estima 1,3 mil óbitos por covid-19 no estado na próxima semana

O governo do estado de São Paulo apresentou, na tarde de hoje, projeções dos impactos do coronavírus (covid-19) no estado. De acordo com Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan - centro de pesquisa biológica localizado na capital paulistana - se a gestão do estado não tivesse aderido às medidas preventivas para conter a infecção pelo vírus, daqui a uma semana, próxima segunda-feira (13), o número de óbitos, decorrentes da doença, no estado seria próximo de 5 mil.

No entanto, Dimas estima que esse número será menor, já que medidas sanitárias foram tomadas, como por exemplo a quarentena e a suspensão das aulas, "Tomamos as medidas e esperamos chegar lá com menos de 1.300 óbitos. Isso dá a dimensão da importância das medidas que estão sendo tomadas e que precisam ser respeitadas", afirmou.

Projeção dos impactos da covid-19, nos próximos 180 dias no estado de São Paulo, apresentada pelo governo de São Paulo, em coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira.

Quanto aos casos confirmados, a estimativa é que São Paulo registre na próxima segunda (13), entre 20 a 25 mil casos da doença.

Essa é uma projeção diferente do que era  previsto. "Sem nenhuma medida nós estaríamos lá no dia 13 de abril com quase 150 mil casos no estado de São Paulo. Com as medidas, nós vamos chegar nessa data com cerca de 20 a 25 mil casos", afirmou o presidente do Instituto.

Outra projeção apresentada durante a coletiva foram os números de óbitos e casos confirmados para os próximos 180 dias caso a epidemia continue avançando, traçando um comparativo entre dois contextos diferentes: se as medidas preventivas não tivessem sido adotadas e com as medidas já adotadas - o que representa a situação atual.

De acordo com Dimas, a estimativa para São Paulo, com a adoção das medidas já implementadas no estado, é que ocorram 111 mil mortes nos próximos seis meses.  Caso as recomendações do Ministério da Saúde não forem respeitadas, a previsão é que suba para 277 mil óbitos. "Com as medidas nos vamos reduzir em 166 mil mortes. É um número muito significativo. Precisamos reduzir o número de mortes", pontuou.

O governador de São Paulo, João Doria anunciou hoje que vai prolongar a quarentena no estado a partir da próxima quarta-feira (8) para até o próximo dia 22 deste mês.

Conforme a atualização realizada na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde, o estado de São Paulo registrou  4.866 casos confirmados e 304 óbitos decorrentes da covid-19.

12:08

26% dos casos confirmados de covid-19 estão nos EUA

A semana começa com a marca de 1.289.380 casos confirmados de coronavírus no mundo, segundo contagem da universidade Johns Hopkins, que também registra um total de 70.590 mortes e 270.372 casos de recuperação. Os Estados Unidos seguem disparados com o maior número de casos confirmados no mundo, registrando 26% dos casos confirmados (337.971). A Itália, terceiro país com maior número de casos confirmados, segue a frente no número de casos fatais no mundo, registrando 22,5% das mortes por coronavírus no mundo (15.887).

11:23

Tigre de zoológico de NY testa positivo para covid-19

Um tigre-malaio do zoológico do Bronx, em Nova York (EUA), está com o novo coronavírus. Segundo informações da CNN americana, Nadia, de 4 anos, testou positivo para o vírus após vários felinos do zoológico apresentaram sintomas de doença respiratória. Este é primeiro caso de infecção em animais que se tem conhecimento até o momento. De acordo com os veterinários que cuidam do animal, ele está se recuperando bem e não deve enfrentar maiores complicações pela doença. O zoológico está fechado ao público desde o dia 16 de março.

00:25

Embaixada da China chama de racista ataque feito por Weintraub ao país

O porta-voz da Embaixada da China no Brasil publicou nesta madrugada uma nota em que condena o ataque feito contra o país pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, em postagem nas redes sociais. A embaixada chama o comentário feito pelo ministro brasileiro de absurdo, difamatório e racista. A atitude, segundo a autoridade diplomática, causa "influências negativas no desenvolvimento saudável das relações bilaterais China-Brasil. O lado chinês manifesta forte indignação e repúdio a esse tipo de atitude. Em nota, o porta-voz afirma ainda sobre a necessidade de todos os países trabalharem em cooperação para combater a pandemia do covid-19. A China é a principal produtora e exportadora de equipamentos de proteção individual usados por profissionais e pela população em geral no enfrentamento à pandemia.

Weintraub fez referência ao personagem da turma da Mônica Cebolinha para atacar a China, insinuando que o país asiático, primeiro epicentro da epidemia, tem se beneficiado com a proliferação do coronavírus. "Geopoliticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?", escreveu Weintraub. Após repercussão negativa, o post foi apagado. Ataque semelhante foi feito semanas atrás pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.
Veja a nota da embaixada na íntegra:

Domingo, 5 de abril

17:33

Brasil registra 486 mortes e 11.130 casos confirmados de covid-19

O Ministério da Saúde divulgou na tarde deste domingo (5) o último balanço do covid-19 no Brasil. São 486 óbitos e 11.130 casos confirmados. A taxa de letalidade é de 4,4%.

Foram informadas 54 mortes nas últimas 24 horas. Houve um incremento de 13% em relação ao total acumulado até o dia anterior.

Até o momento, apenas dois estados ainda não registraram mortes: Acre e Tocantins.

Hoje não haverá coletiva de imprensa com ministros nem técnicos da pasta.

Fonte: Ministério da Saúde.

 

Sábado, 4 de abril

 

16:36

Brasil registra 431 mortes e 10.278 casos confirmados de covid-19

A atualização divulgada na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde mostra que, até o momento, foram registrados no Brasil 431 mortes e 10.278 casos confirmados de covid-19.  A taxa de letalidade aumentou de 4% para 4,2%.

Ontem (3), foram registrados no país 9.056 casos e 359 óbitos.

Fonte: Ministério da Saúde.

12:25

Doria suspende prazos processuais em SP durante calamidade e isenta favelas do pagamento de água em abril, maio e junho

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), suspendeu, durante o estado de calamidade pública decorrente do novo coronavírus, os prazos dos procedimentos administrativos em curso nos órgãos e entidades da administração pública do estadual. Os efeitos do decreto retroagem a 23 de março de 2020.

O governo paulista também isentou os moradores de favelas do pagamento das contas de água e esgoto nos meses de abril, maio e junho de 2020.

Os decretos foram publicados na sexta-feira (3) no Diário Oficial do Estado.

Acesse aqui a íntegra dos decretos.

 

09:40

 

EUA tem novo recorde de mortes por coronavírus em um dia: 1.480

Os Estados Unidos registraram na sexta-feira (3) quase 1.500 mortos por coronavírus em um dia, um novo recorde no mundo, segundo contagem realizada pela Universidade Johns Hopkins.

De acordo com informações do G1, foram 1.480 mortes entre quinta e sexta-feira às 20h30 locais. O recorde anterior havia sido registrado na quinta-feira (2), com 1.169 casos fatais. O maior número de mortes no país foi registrado na cidade de Nova York.

Os dados indicam que a pandemia já causou 7.406 mortes nos EUA, país que hoje tem o maior número de casos do mundo, 276.995.

Sexta-feira, 3 de abril

 

17:56

Brasil registra 9.056 casos confirmados de covid-19

A atualização divulgada na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde mostra que, até o momento, foram registrados no Brasil 9.056  casos confirmados e 359 óbitos decorrentes da covid-19.  A taxa de letalidade aumentou para 4%.

O Sudeste possui 5.658 casos registrados, o que representa 62% do total de casos confirmados no país. 

Gráfico do painel Coronavírus Brasil que demonstra o número de casos confirmados de covid-19 no Brasil.

 

03:00

Ator Carlos Vereza critica a gestão da pandemia no Brasil e rompe com Bolsonaro

O ator Carlos Vereza, que apoiou  Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, publicou nesta sexta-feira (3) na sua conta no Facebook críticas à gestão que o presidente da República faz da pandemia no Brasil. Bolsonaro tem minimizado a gravidade da crise gerada pelo coronavírus. O ator conta que decidiu repensar o seu posicionamento político após ver o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ser desautorizado publicamente pelo chefe. Incomodado com as reações negativas de alguns bolsonaristas à sua postagem, Carlos Vereza anunciou que não fará mais postagens públicas na rede social. Veja o post:

14:59

Estados Unidos registram 1.169 mortes em apenas 24h

Os Estados Unidos fecharam a quinta-feira (2) com o maior número de óbitos notificados até aqui por um país, no intervalo de 24h, desde o início da pandemia de coronavírus. Foram 1.169 casos fatais. Os dados, que estão sendo reunidos e divulgados pela Universidade Johns Hopkins, indicam que a pandemia já causou 6.058 mortes nos EUA, país que hoje tem o maior número de casos do mundo, 245.601.

Como Jair Bolsonaro, o presidente norte-americano Donald Trump minimizou os riscos de saúde trazidos pela pandemia. Mas, ao contrário do governante brasileiro, Trump depois caiu em si, fez autocrítica e tem recomendado o isolamento social. No momento, nações como Brasil e França travam uma inesperada disputa comercial com os EUA para trazer da China os equipamentos necessários ao combate da pandemia.

Quinta-feira, 2 de abril

18:52

Coronavírus está no Brasil desde janeiro

Uma investigação do Ministério da Saúde apontou que o primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil aconteceu na última semana de janeiro. Até então, o primeiro registro da covid-19 no país havia sido em fevereiro. Segundo reportagem do jornal O Globo, o ministério informou ter detectado o caso ao fazer uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG).  Ainda não há detalhes sobre o caso descoberto.

18:00

Mais de 1 milhão de infectados por coronavírus no mundo

Nesta quinta-feira (2), o mundo ultrapassou a marca de 1 milhão de pessoas infectadas pelo coronavírus. O número de mortos superou os 51 mil. Os dados atualizados podem ser vistos aqui.

17:56

PSB lança documento com propostas de combate ao covid-19

O PSB lançou o Pacto Nacional pela Sobrevivência, um documento som propostas de combate aos efeitos da pandemia de covid-19. Entre as ideias do partido estão a tributação das grandes fortunas e lucros e garantir a renda mensal de, pelo menos, um salário mínimo para desempregados, trabalhadores domésticos, informais e comissionados, microempresários, feirantes e outras categorias. Leia a íntegra do documento aqui.

17:07

Brasil registra 299 óbitos por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou a atualização dos dados sobre o covid-19 no Brasil. Até o momento, foram registrados 7.910 casos confirmados com o vírus e 299 óbitos.

O Sudeste e o Nordeste são as regiões com mais casos registrados, são 4.988 e 1.180, respectivamente.

 

Crescimento dos casos confirmados de covid-19 no Brasil. Fonte: Painel Coronavírus Brasil, do Ministério da Saúde

14:12

UFG produz 200 mil máscaras para o estado de Goiás

Fabricas de roupas localizadas em Taquaral, perto de Goiânia (GO), iniciaram a produção de 200 mil máscaras medicinais para serem distribuídas no estado de Goiás. A iniciativa é encabeçada pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em parceria com instituições da sociedade como a Organização das Voluntária de Goiás (OVG) e a Agência Goiana do Sistema Prisional.

O reitor da universidade Edward Madureira explica que apesar das aulas suspensas, por conta da medida de isolamento social adotada pelo governo do estado, a universidade está em plena atividade com várias iniciativas de pesquisa e apoio ao combate ao coronavírus. O reitor explica que foram mapeadas várias possibilidades de áreas em que a UFG poderia contribuir.

Neste momento, a instituição atua na produção de equipamentos de proteção individual (EPIs) (máscaras, capote, avental, botas) utilizando as estruturas da Faculdade de Artes Visuais, além disso, conta com o apoio da Faculdade de Farmácia, o instituto de Patologia Tropical e Saúde pública (IPTSP), que atuam disponibilizando laboratório e profissionais na realização dos exames. O Instituto de Química e de Biologia produzem novos kits de testes rápidos; e o departamento de Engenharia Mecânica desenvolve protótipos de respiradores artificiais em parceria com empresas ligadas à Associação Pró-Desenvolvimento de Goiás (Adial). Por fim, a Faculdade de Medicina desenvolve pesquisas sobre medicamentos para tratamento do covid-19 e o Hospital das Clínicas da UFG disponibilizou 40 leitos para atender pacientes com coronavírus.

11:15

Coronavírus gera colapso funerário no Equador

Nas últimas semanas, a população da cidade equatoriana de Guayaquil conviveu com corpos pelas ruas e nas casas. A província de Guayas, região onde está localizada a cidade, registra 70% dos casos no país, que contabiliza um total de 2.758 casos confirmados. Segundo o jornal La Nacion, uma força tarefa do governo formada por militares e policiais registrou 150 mortos nos últimos três dias, ainda não foram contabilizados quantos deste óbitos foram em decorrência do coronavírus, informou o porta-voz Joger Wated. "Reconhecemos qualquer erro e pedimos desculpas a quem teve uma demora de dias para retirar seus entes queridos", afirmou Wated.

08:55

Quase 1 milhão de pessoas estão infectadas por coronavírus no mundo, aponta estudo

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o mundo contabiliza 951.901 casos de infecção por coronavírus. As mortes crescem e chegam a 48.284. Ao todo, 202.342 pessoas se recuperaram. Os Estados Unidos registram o maior número de casos confirmados (216.722) no mundo, em seguida vêm a Itália (110.574) e a Espanha (110.238).

>Senado autoriza pagamento de até R$ 3 mil a trabalhadores formais

Os dois países europeus batem recorde de mortos. Segundo o jornal El País, na Espanha foram registradas 950 mortes nas últimas 24 horas. O total de vítimas do covid-19 na Espanha chega a 10.003. A Itália registra 13.155 óbitos e é o país com maior número de vítimas fatais até o momento.

08:12

Em 24h o Brasil registra 1.119 novos casos de infecção

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram na manhã desta quinta-feira (2) que o país registra 6.931 casos confirmados de coronavírus. Desses 1.119 foram contabilizados apenas nas últimas 24 horas. 245 pessoas morreram em decorrência do vírus em todo país. Na noite de terça-feira (31), no Rio Grande do Norte foi registrada a morte de um homem de 23 anos, a vítima mais jovem do país até o momento. São Paulo segue com o maior registro de casos confirmados (2.981) e mortes (164). Informações do portal G1.

>Governo vetará três pontos do auxílio emergencial de R$ 600,00, diz site

Quarta-feira, 1 de abril

18:39

DF registra o quarto óbito decorrente do covid-19

Foi registrado hoje a quarta morte por covid-19 no Distrito Federal. O caso é de um paciente do sexo masculino, de 82 anos de idade e morador do Guará, que faleceu na manhã de ontem (31).

O idoso, que fazia parte do grupo de risco, estava infectado pelo vírus e sofria de hipertensão arterial e insuficiência renal crônica não dialética. Ele estava internado no Hospital Santa Luzia desde o último dia 24 (terça).

18:30

Governo reduz Impostos sobre Produtos Industrializados de artigos médicos

O governo decretou que as  as alíquotas dos Impostos sobre Produtos Industrializados (IPI) em artigos de uso médico sejam temporariamente zerados. Estão na lista dos produtos que não sofrerão os efeitos do IPI: artigos de laboratório ou de farmácia, luvas e termômetros clínicos.

A decisão foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

17:56

Secretaria de Saúde do DF tem 48 horas para responder  quantos leitos estão disponíveis

 A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES) precisa informar, em até 48 horas, a quantidade de leitos e respiradores disponíveis em cada hospital da rede publica de saúde e conveniada. O número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) que estão ocupadas e a lista de espera para preenche-los, caso exista, são outros dados que também devem ser divulgadas pela Secretaria.

A requisição das informações foi feita pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) que também pede que a Secretaria informe as medidas administrativas adotadas para ampliar o número de leitos e respiradores, tendo em vista a pandemia do covid-19.

17:14

240 mortes por covid-19 no Brasil

O Ministério da Saúde atualizou há pouco os últimos dados da evolução da pandemia de covid-19 no Brasil. Já são 240 mortes e 6.836 casos confirmados no país.

15:37

Diretor-geral da OMS projeta 1 milhão de casos  e 50 mil mortes por covid-19

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS),  Tedros Adhanom, afirmou que está "profundamente preocupado" com o rápido avanço da disseminação do covid-19 nos países.

Segundo ele, nos próximos dias, o total de casos confirmados com o vírus, no mundo, pode chegar a 1 milhão. "Nas últimas cinco semanas,testemunhamos um crescimento quase exponencial no número de novos casos, atingindo quase todos os países, territórios e áreas. O número de mortes mais que dobrou na semana passada. Nos próximos dias, chegaremos a 1 milhão de casos confirmados e 50 mil mortes", disse em coletiva realizada na tarde de hoje.

Ao redor do globo, 862.234 pessoas estão infectadas pelo vírus,  conforme dados atualizados na manhã de hoje pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

Empresa brasileira vai fabricar respiradores para pacientes de covid-19

A empresa WEG brasileira, empresa localizada em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, fabricante de motores elétricos, transformadores de energia, geradores e tintas, vai utilizar as suas fábricas para produzir respiradores para pacientes com coronavírus. A empresa assinou um contrato com a empresa Leisting, fabricante de equipamentos médico-hospitalares, que irá fornecer tecnologia para a produção. O objetivo da empresa é que tenha a capacidade de fabricar 50 respiradores por dia, ao todo de 500 equipamentos, para serem entregues até a segunda quinzena de maio.

14:21

Meio milhão de mascaras serão produzidas por detentos do Paraná

O juiz Danilo Pereira Junior, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, liberou R$ 71 mil para a produção de 500 mil máscaras após pedido do Conselho da Comunidade da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba. O conselho tem buscado maneiras de resguardar as pessoas sob custódia do estado. A super lotação é apontada como fator que gera vulnerabilidade para detentos e servidores. As máscaras serão, no primeiro momento, distribuídas para internos e servidores do sistema prisional paranaense, conforme foi decidido pelo juiz.

14:17

Efeito coronavírus: Ibovespa tem o pior resultado em 20 anos

A bolsa de valores caiu 29,9% em março, com o acúmulo das quedas do mês. A disseminação do coronavírus impactou rapidamente os mercados, afetado pela aversão a riscos. A queda foi a maior registrada desde 1998, quando, em decorrência da crise financeira da Rússia, a bolsa brasileira registrou queda de 36,86%.

Todas as ações terminaram negativas. Ao longo do mês, foram acionados 6 circuit breakers, suspensões após serem registradas quedas expressivas. Os mercados financeiros foram afetados no mundo inteiro e governos anunciaram uma série de medidas para aliviar os efeitos causados pela pandemia. Informações da agência Reuters.

13:54

ONU alerta para importância de países seguirem recomendações da OMS

Em vídeo, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, reforça a necessidade de uma ação conjunta dos países para frear o avanço do vírus. "Nós continuamos não tendo uma ação coordenada de todos os países para suprimir o vírus, segundo a orientação da Organização Mundial de Saúde [OMS]. As diretrizes da Organização Mundial da Saúde não estão sendo respeitadas em muitos países. Nós precisamos absolutamente de uma ação articulada em que todos os países se juntem nos mesmos esforços para em conjunto suprimir a transmissão", afirmou Guterres. Ele fala também sobre proteger os mais afetados pelas consequências econômicas e sociais em conjunto com as medidas da OMS.

"Nós precisamos de solidariedade e responsabilidade compartilhada para efetivamente responder à crise do #coronavirus, afirmou o novo relatório sobre impacto sócio-econômico do #covid19" -  Organização das Nações Unidas.

8:34

Mais de 40 mil mortes no mundo

Em um dia, 4.526 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus no mundo. Hoje, o número de mortos chega a 42.404, segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins. Ao redor do globo, 862.234 pessoas estão infectadas pelo vírus e 178.836 pessoas se recuperaram da doença desde o início da crise.

8:27

5.812 casos confirmados de coronavírus no Brasil

As secretarias de Saúde dos estados atualizaram seus dados na manhã desta quarta-feira (1) e foram contabilizados 5.812 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus (sars-cov-2) no Brasil. Segundo a contagem divulgada pelo portal G1, o país registra 202 mortes. Em São Paulo, estado com mais óbitos, são registrados 136 casos fatais. Alagoas, Paraíba e Mato Grosso do Sul registraram os primeiros óbitos.

Terça-feira, 31 de março

22:45

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quando questionado por um jornalista sobre as atitudes de chefe do Executivo do Brasil, Jair Bolsonaro, diante do coronavírus, respondeu que pensa em vetar os voos do Brasil. "Estamos observando muitos países e suas posições. O Brasil, por exemplo, você mencionou o presidente... O Brasil não tinha problemas até pouco tempo atrás. Agora estão com números subindo. E, sim, estamos pensando em um veto", disse o presidente norte-americano. As informações foram publicadas pelo O Globo.

17:00

Curva do covid-19 dispara no Brasil: em um dia 1.138 novos casos

A nova atualização feita pelo Ministério da Saúde, na tarde de hoje, mostra que o Brasil registrou em um único dia 1.138 novos casos confirmados de covid-19, ao todo, são 5.717.  A taxa de letalidade no país está em 3,5%. O Brasil também teve um aumento no número de óbitos decorrentes da doença, foram registradas 42 vítimas letais desde a última atualização, realizada na segunda-feira (30) pelo Ministério da Saúde, somando um total de 201 óbitos.

São Paulo ainda é o estado com mais ocorrências de infecções pelo covid-19, são 2339 casos confirmados e 136 mortes.

 

Infográfico da plataforma Coronavírus Brasil, desenvolvida pelo Ministério da Saúde, que mostra a curva do crescimento de casos no Brasil.

15:56

Governador de São Paulo ameaça ir à justiça contra Bolsonaro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP) ameaçou ir à justiça caso Bolsonaro decrete a reabertura do comércio em todo território brasileiro, acabando com a medida de quarentena determinada pelos governadores estaduais. "Não vamos admitir que nenhum ato irresponsável se sobreponha ao posicionamento sereno e responsável de São Paulo", afirmou Doria. O presidente Jair Bolsonaro, após carreatas em algumas cidades, que pediam o fim do isolamento social, afirmou estar "com vontade de baixar um decreto amanhã: toda e qualquer legalmente existente ou aquela que é voltada para a informalidade, se for necessária para levar o sustento para os seus filhos, para levar leite para seus filhos, para levar arroz e feijão para casa, vai poder trabalhar". A afirmação gerou críticas de governadores. As informações são do jornal El País.

Em São Paulo existem 1.517 casos confirmados de coronavírus e 113 óbitos em decorrência da doença. A prefeitura da capital do estado anunciou auxílio para os catadores de lixo. Segundo o jornal, Bruno Covas (PSDB) afirmou que 1.400 catadores autônomos receberão o auxílio de 600 reais do Governo Federal, assim como os demais profissionais autônomos. Famílias ligadas às cooperativas, que não receberem auxílio do Governo Federal, vão receber auxílio de 1.200 reais pelo Município. Além disso, o governo do estado determinou a distribuição de refeições para caminhoneiros nas rodovias concessionadas do estado pelos próximos 3 meses.

15:06

Estados Unidos superam a China em número de óbitos por covid-19

Nesta terça, o número de mortes devido ao covid-19 somaram 3.393, nos Estados Unidos. Dessa forma, as vítimas letais pelo vírus nos EUA são superiores ao total de mortes registradas na China. As informações são da Agência Reuters.

14:39

GDF prorroga quarentena até dia 13 de abril

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou a prorrogação do decreto que determina a medida de isolamento social, nesta terça-feira (31). Com a decisão a quarentena no DF continua até o dia 13 de abril com possibilidade de nova prorrogação. Atualmente, na região, existem 317 casos confirmados de coronavírus, 2 mortes e 146 casos de recuperação.

12:40

Diretor-geral da OMS reforça a necessidade do isolamento social

Na tarde de hoje, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, reafirmou a necessidade de políticas sociais que auxiliem as pessoas que não possuem uma renda financeira estável e que viabilizem a adoção de medidas de saúde pública, como por exemplo, o isolamento social. "Pessoas sem renda regular ou qualquer colchão financeiro merecem políticas sociais que garantam a dignidade e lhes permitam cumprir medidas de saúde pública recomendadas pelas autoridades nacionais de saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS)", escreveu o diretor-geral, na conta pessoal do Twitter.

Na manhã de hoje, o presidente Jair Bolsonaro citou parte de um pronunciamento feito por Tedros, como respaldo para defender que os trabalhadores brasileiros retornem à prática. "Vocês viram que o diretor, diretor-presidente da OMS, falou? Viram aí? O que ele disse praticamente? Em especial, né, os informais têm que trabalhar", disse Bolsonaro, segundo informações do portal de notícias G1.

Contudo, o chefe do Executivo não mencionou a outra parte do discurso de Tedros, em que o diretor da OMS ressalta a importância dos governos adotarem medidas que auxiliem a parcela da população que passa por necessidades financeiras durante o período de isolamento social recomendado.

12:24

Hospitais de SP afastam mais de mil funcionários

Profissionais de saúde são afastados por suspeita de infecção pelo coronavírus. Segundo o jornal Estado de S. Paulo, 1.080 profissionais foram afastados da rede pública. O montante foi contabilizado pelo levantamento do Sindicato dos Servidores de São Paulo, os dados foram publicados no Diário Oficial da Cidade, que aponta que estes profissionais foram afastados do dia 1° a 28 de março.

Os outros 452 afastamentos foram registrados nos hospitais da rede privada, em São Paulo, o Hospital Sírio Libanês, 104, e o Hospital Israelita Albert Einstein, 348. O Eistein informou ao jornal que 2% dos 15 mil colaboradores foram diagnosticados com a doença e 13 estão internados. O Sírio explicou ao jornal que entre os funcionários afastados por estarem infectados estão desde médicos, enfermeiros, funcionários da limpeza e auxiliares administrativos. O Sindicato informou que profissionais da rede pública se queixam da falta de equipamentos de proteção individual nos hospitais públicos.

10:46

Jornalistas deixam entrevista após serem hostilizados por apoiadores de Bolsonaro

Na manhã desta terça-feira (31), os profissionais de imprensa abandonaram a entrevista coletiva com Jair Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada após serem hostilizados por apoiadores do presidente. Um apoiador gritou que imprensa coloca o povo contra o presidente e Bolsonaro reagiu incentivando a atitude, mandou que os jornalistas ficassem quietos. "É ele que vai falar, não é vocês não", disse Bolsonaro. Após o endosso, apoiadores começaram a xingar os profissionais, que abandonaram o local. O presidente surpreso com a reação começou a ironizar, "Mas vão abandonar o povo? Nunca vi isso, a imprensa que não gosta do povo", gritou aos repórteres, segundo informações do portal UOL.

10:38

Moro autoriza uso da Força Nacional em apoio ao Ministério da Saúde

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou a Força Nacional a dar apoio às ações do Ministério da Saúde no combate à pandemia do coronavírus no Brasil. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União e é válida até o dia 28 de maio.

8:11

Mundo se aproxima das 38 mil mortes por coronavírus

O total de número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no mundo, hoje, é de 788.522, segundo a contagem feita pela pesquisa da universidade americana Johns Hopkins. O total de mortes chega a 37.878 e o número de pessoas que se recuperaram da doença é 166.768.

8:02

Brasil contabiliza 4.661 casos confirmados

As secretarias de Saúde dos estados divulgaram na manhã desta terça-feira (31) que o Brasil soma 4.661 casos confirmados do novo coronavírus. Segundo a contagem divulgada pelo portal G1, nesta manhã, o país contabiliza 165 mortos, São Paulo é a região com o maior número de óbitos, 113, e o Rio de Janeiro contabiliza 18 casos em decorrência da infecção por covid-19.

Segunda-feira, 30 de março

20:43

DF já tem duas mortes por covid-19

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou, nesta segunda-feira (30), a segunda morte por covid-19 na capital federal. A vítima é um homem de 77 anos, que morava no Núcleo Bandeirante. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Brasília desde o dia 27 de março e sofria problemas no coração, doença respiratória crônica e um tumor.

16:58

159 mortes por covid-19 no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou há pouco a atualização diária dos casos de covid-19 no Brasil. Nesta segunda-feira (30), são 4.579 casos confirmados e 159 mortes.  Veja abaixo os dados detalhados.


12:17

Escolha entre vidas ou economia é uma “aberração ética”, dizem economistas da UFMG

Professores de economia da Universidade Federal de Minas Gerais publicaram um manifesto em que defendem que o dilema entre salvar vidas ou a economia diante da pandemia de covid-19 é uma “aberração ética” e uma “impostura científica”.

“Nós, do Departamento de Economia da UFMG, homens e mulheres, jovens e idosos, que temos nos dedicado ao ensino e à pesquisa em economia com qualificação profissional e
espírito público, estamos, por meio desse manifesto, denunciando, por falaciosa e abjeta, a
tese de que a preservação da economia brasileira, de seu funcionamento normal, hoje e em
qualquer tempo, possa significar a subordinação de direitos humanos fundamentais, o direito à vida, à saúde, aos imperativos do equilíbrio fiscal justificáveis em situações ordinárias.”

> Pesquisadores de Oxford projetam 478 mil mortes por covid-19 no Brasil

“Em momento de crise, como o atual, as regras rotineiras, os lugares comuns da
chamada boa administração fiscal, devem dar lugar ao que deveria ser habitual, respeito à
moralidade básica, a defesa da vida dos excluídos. O Brasil, como um emissor soberano de
sua moeda e com sua dívida em quase sua totalidade em reais, não possui restrição monetária de curto prazo para arcar com essa despesa de calamidade”, defendem os docentes..

No texto, os 54 professores signatários do documento apresentam 10 medidas que podem ser tomadas como forma de enfrentar a pandemia. Leia a íntegra do manifesto aqui. 

10:08

Trump pede a população que permaneça em isolamento até 30 de abril

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um pronunciamento neste domingo (29) em que prorrogou o isolamento social até o dia 30 de abril. Ele afirmou que o pico das mortes nos EUA vai ocorrer em duas semanas e que "nada é pior do que declarar vitória antes de vencer". "Estenderemos nossas diretrizes para 30 de abril, para diminuir a disseminação. Na terça-feira, finalizaremos esses planos e forneceremos um resumo de nossas descobertas, apoiando dados e estratégias para o povo americano", disse Trump.

9:34

Governo do Rio de Janeiro prorroga isolamento por 15 dias

O governo do Rio de Janeiro prorrogou isolamento social por mais 15 dias, começando por esta segunda-feira (30). O governador Wilson Witzel publicou a decisão nas suas redes sociais nesse domingo. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, fez pelo Twitter um pedido para que as pessoas permaneçam em casa. O estado contabiliza 600 casos de infecção por coronavírus e 17 mortes.

 

8:22

Número de casos no mundo cresce 31% no final de semana

Durante o fim de semana, o número de casos de infecção por coronavírus cresceu para 724.945 no mundo. Atualmente, os Estados Unidos são o país com o maior número de casos, somando 143.055. Em seguida aparece a Itália, que contabiliza também o maior número de óbitos, 10.779 mortes. Ambos ultrapassaram a China em número de infeccionados, primeiro epicentro da pandemia. No mundo, o total de mortes em decorrência do coronavírus chega a 34.686. Foram registradas 154.673 recuperações até o momento.

Domingo, 29 de março

10:35

A Itália lidera o ranking mundial de pessoas infectadas com covid-19, já são 86.498 casos e 9.136 vidas perdidas para a doença. Os Estados Unidos vêm logo atrás, com 85.228 e 1.243 óbitos. A China conta com 82.230 pessoas infectadas e totaliza 3.301 mortes. Em seguida vem a Espanha com 64.059 casos e 4.858 mortes. A Alemanha tem 48.582 pessoas infectadas e 325 mortes.

10:20

Em todo mundo, já existem 575.444 casos confirmados de coronavírus. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 26.654 vidas foram perdidas para o covid-19.

Sábado, 28 de março

18:00

O Ministério da Saúde fez mais uma atualização neste sábado, são 114 óbitos no Brasil e 3.904 infectados por coronavírus. A atual taxa de letalidade da doença no país é de 2,8%.

16:40

Em nova divulgação do Ministério da Saúde, Brasil tem 3.904 casos de coronavírus, com 111 óbitos. Em todo mundo, são 571.678 pessoas infectadas com o vírus e 26.495, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Esses dados, porém, não contam com as atualizações do dia do ministério da Saúde.

Sexta-feira, 27 de março

21:00

Artista plástico, Daniel Azulay morre vítima de covid-19

Daniel Azulay, de 72 anos de idade, conhecido pelos trabalhos como desenhista, pintor e cartunista faleceu nesta sexta-feira no Rio de Janeiro. O artista plástico estava internado há duas semanas no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Clínica São Vicente, na  zona sul carioca.

Ele tratava uma leucemia e foi infectado pelo coronavírus, segundo parentes e informações publicadas na página oficial do artista, nas redes sociais. A Secretaria Estadual de Saúde do Rio comunicou que vai apurar se a morte de Azulay está relacionado com o vírus, de acordo com informações do portal de notícias G1.

Daniel Azulay. Foto: Reprodução.

17:06

Brasil contabiliza 92 mortes por coronavírus

O número de casos de óbitos por causa do covid-19 subiu para 92, no país. Os dados são da plataforma Coronavírus Brasil, desenvolvida e atualizada pelo Ministério da Saúde. O número de casos confirmados da doença também aumentou, até o momento, são 3.417. O índice da taxa de letalidade é de 2,7%.

A região Sudeste é a que possui mais casos confirmados, ao todo são 1.952, que representam uma parcela de 57% do total de casos no Brasil. Apenas no estado de São Paulo são 1.223 confirmações. A região Nordeste é a segunda com mais casos confirmados, são 539  (16% do total).

14:03

Itália tem recorde diário de óbitos causados por covid-19

As autoridades italianas registraram em 24 horas, 919 mortes por conta do novo coronavírus (covid-19). Este é o recorde de óbitos que ocorreram em um único dia no país. As informações são do portal de notícias G1. 

A Itália está na lista dos países que mais tiveram mortes, até o momento, 9.143  pessoas morreram por causa da epidemia no país.

12:44

4,3 milhões de idosos vivem sozinhos e é grupo mais vulnerável ao covid-19

No Brasil, segundo dados do IBGE, no território brasileiro,  4,3 milhões de idosos vivem sozinhos e precisam de auxílio de vizinhos e familiares para realizar atividades cotidianas após as medidas de isolamento social, segundo informações do portal G1. As pessoas com idade acima de 65 anos compõem o chamado grupo de risco para o coronavírus, que tem mais probabilidade de se tornar casos graves em caso de infecção.

12:38

No mundo, são mais de meio milhão de infectados por coronavírus

Segundo dados da universidade americana Johns Hopkins, no mundo existem hoje 553.244 casos de infecção da doença e 25.035 mortes. O número de pessoas que se recuperaram chega a 127.567. Hoje os Estados Unidos é o país com o maior número de casos seguido da China e da Itália, que é o país com o maior registro de mortes.

12:33

Em seis dias, mais 2 mil novos casos de coronavírus no Brasil

O Brasil ultrapassa a marca dos 3 mil casos de infecção por coronavírus. Nesta sexta-feira (27), com a contagem das secretarias de Saúde dos estados o país registra 3.027 casos de infecção e 77 mortes. Em seis dias, foram registrados mais 2 mil novos casos em todo o território, segundo informações publicadas pelo portal G1.

11:31

“Nós estamos numa guerra com um vírus e não estamos vencendo", diz secretário-geral da ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) pede uma ação conjunta dos países, fazendo um apelo ao G-20, grupo que reúne as maiores economias do mundo e inclui o Brasil. Para suprimir a transmissão do covid-19 o mais rápido possível ele pede uma "resposta do G-20 coordenada e guiada pela OMS" e cita testagem, quarentena e tratamento como parte desta resposta. Guterres se refere à batalha contra o vírus como uma guerra e frisa "esta é uma crise humana" em que os países precisam trabalhar juntos para minimizar o impacto social e econômico.

"Não cometa erro: #covid19 é uma ameaça para países e pessoas em todos os lugares. A magnitude da nossa resposta deve corresponder a escala da crise. Minhas observações aos líderes do G-20", escreveu ontem (26) no seu Twitter.

10:30

Em carta a americanos, Trump muda discurso: "Fiquem em casa"

O presidente americano Donald Trump, que antes defendia que o país não deveria parar por causa da pandemia de coronavírus, mudou o tom e enviou cartas à população com uma série de recomendações sobre como enfrentar a crise. O cerne das diretrizes é a orientação para que as pessoas permaneçam em casa. O isolamento social têm sido a principal recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Trump também modulou seu discurso em relação à China. Em uma publicação no Twitter o presidente afirmou estar trabalhando junto com o país asiático no combate ao coronavírus. "Acabei de concluir uma conversa muito boa com o presidente Xi da China. Discutimos em detalhes o coronavírus que está devastando grande parte do nosso planeta. A China passou por muita coisa e desenvolveu um forte entendimento do vírus. Nós estamos trabalhando juntos. Muito respeito!", escreveu.

09:57

Primeiro-ministro britânico confirma infecção por coronavírus

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, confirma que foi infectado pelo coronavírus. O governo britânico divulgou uma nota, nesta sexta-feira (27), e o político postou um vídeo na sua conta no Twitter confirmando o resultado. Johnson tem 55 anos, apresenta sintomas leves e afirma que irá se isolar. Na nota, o governo confirma que Johnson continua a liderar os esforços contra a epidemia.

"Nas últimas 24 horas eu desenvolvi sintomas leves e testei positivo para coronavírus. Eu estou agora em auto-isolamento, mas vou continuar liderando a resposta do governo, por vídeo conferência, no combate deste vírus. Juntos nós vamos derrubar isso. #FicaEmCasaSalveVidas", escreveu.

Quinta-feira, 26 de março

17:54

Paulo Guedes testa negativo para covid-19

O Ministério da Economia informou na tarde desta quinta-feira que o ministro Paulo Guedes testou negativo para o novo coronavírus (covid-19). O exame foi realizado no último dia 18 no posto de atendimento de saúde do Palácio do Planalto. No dia seguinte (19), a coleta foi encaminhada para a análise do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, e  para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O ministro estava consciente do resultado negativo do exame desde a última sexta-feira (20), mas o resultado foi comunicado publicamente apenas hoje, pela assessoria do Ministério. "Para evitar especulações, o ministro Paulo Guedes reforça seu compromisso com a transparência e informará a sociedade o resultado de qualquer outro exame se houver necessidade", diz a assessoria da pasta, em nota.

17:23

482 novos casos de covid-19 no Brasil

O Ministério da Saúde acaba de atualizar os números da pandemia de covid-19 no Brasil. Agora são 2.915 casos e 77 mortes. De quarta (25) para quinta (26), foram 482 novos casos e 20 mortes.

17:16

Covid-19 no mundo: quase 500 mil casos e medidas mais duras

Até agora, a pandemia de covid-19 já registrou 491.623 casos confirmados em todo o mundo. A Itália registra 662 mortes em 24 horas e a Espanha alcançou a marca de 655 óbitos em um dia - ao todo o país acumula mais de 4 mil óbitos em decorrência do covid-19, enquanto a Itália registra 8.215 óbitos desde o início da pandemia. Até o momento, o coronavírus levou 23.067 pessoas a óbito em todo o mundo e 120.996 se recuperaram, segundo informações da universidade americana Johns Hopkins.

Alguns países optaram por tomar medidas mais duras contra o avanço da infecção. Na Bolívia, quem não cumprir a quarentena poderá receber pena de até 10 anos de prisão. Portugal decide testar todos que apresentam pelo menos um dos sintomas da infecção, a África do Sul entra em quarentena por 21 dias e pede apoio dos países ricos às economias africanas e a China, que começa a controlar o aumentos dos casos, determina fechamento de fronteiras a partir do sábado (28), as informações são do jornal El País.

13:20

Embaixada do Reino Unido pede o retorno imediato dos seus cidadãos

O embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangaranjan, publicou na sua conta no Twitter um alerta aos cidadãos que estão no Brasil, mas não são residentes. Ele solicitou que os cidadãos britânicos retornem imediatamente para o seu país, pois os voos estão escassos. "Se você é um cidadão britânico visitando o Brasil, nós alertamos que você retorne para o Reino Unido agora. As rotas comerciais ainda estão disponíveis, mas mudando rapidamente. Esta linha mostra sobre a situação", afirmou, referindo-se aos posts seguintes, em que informa quais companhias aéreas ainda estão realizando rotas do Brasil para o Reino Unido.

A embaixada dos Estados Unidos no Brasil também fez a mesma orientação, na última terça (24), aos cidadãos do país que estão em viagem pelo Brasil. A mensagem recomenda que eles providenciem retorno imediato para o país, a menos que estejam preparados para viver no exterior por tempo indeterminado.

A posição dos dois governos se opõe à do presidente Jair Bolsonaro, que trata o assunto como histeria e "gripezinha" e sugere que os brasileiros voltem à normalidade.

Veja o tuíte do embaixador britânico:

15:47

Presidente da CNBB pede a fiéis que permaneçam em casa

O presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira Azevedo, repudiou, nesta quarta-feira (25) a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que defendeu a volta do país à normalidade, contrariando indicação de especialistas e organismos internacionais. “Nós repudiamos, criticamos veementemente autoridades no executivo nacional, quando minimiza aquilo que precisa ser realizado com responsabilidade por todos nós”, disse Dom Walmor. As declarações do chefe do Executivo contrariam as recomendações dos especialistas. “Fique em casa. (…) esperamos dos poderes que ajam de modo a ter uma ordem social e política adequada, estirpando aquilo que de fato está na contramão”, defendeu o presidente da confederação.

12:57

G20 vai injetar US$ 5 trilhões na economia mundial para combate ao coronavírus

A fim de amenizar os impactos sociais, econômicos e financeiros da pandemia, o grupo das 20 maiores economias (G20) do mundo anunciou injeção de mais de US$ 5 trilhões na economia global. “Estamos adotando medidas imediatas e robustas para apoiar nossas economias, proteger trabalhadores, negócios – especialmente as micro, pequenas e médias empresas – e os setores mais afetados, e dar escudo aos vulneráveis através de uma proteção social adequada”, diz a nota. “O vírus não respeita fronteiras. O combate a essa pandemia exige uma resposta global transparente, robusta, coordenada, em larga escala e baseada em ciência”, afirma o comunicado.

Ao lamentar as perdas de vidas, o grupo sustenta que fará o que for necessário e atuará em conjunto com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial e a Organização das Nações Unidas (ONU). Os líderes do grupo se reuniram na manhã de hoje (26) de forma extraordinária. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou por videoconferência. A reunião do foi presidida pelo rei Salman, da Arábia Saudita. Os sauditas presidem o grupo neste ano.

12:00

Secretarias estaduais de Saúde registro 2598 casos de coronavírus no Brasil

Segundo informações publicadas no portal G1, o número de casos de infecção por coronavírus aumenta para 2.598 casos e 63 mortes, 48 delas no estado de São Paulo.

8:00

Bolsonaro edita decreto que regulamenta atividade religiosa como atividade essencial

Foi publicado hoje no Diário Oficial da União o Decreto do presidente Jair Bolsonaro, que regulamenta serviços públicos e atividades essenciais que devem continuar funcionando durante o período de isolamento. O decreto regulamenta a atividade religiosa como atividade essencial, assim como, atividades ligadas a geração e distribuição de energia elétrica, produção, distribuição e comercialização de petróleo, além das atividades ligadas à pesquisa. Veja o decreto na íntegra:

Quarta-feira, 25 de março

17:26

Brasil tem 57 mortes e 2.433 casos de covid-19

O balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (25) aponta que há no Brasil 57 mortes e 2.433 casos confirmados de covid-19. As informações foram repassadas pelo ministro Luiz Henrique Mandetta em entrevista coletiva. Assista:

 

16:11

Diretor da OMS pede colaboração de líderes na implementação de plano humanitário contra a covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou nesta quarta-feira (25) o plano de ação humanitária para apoiar países mais vulneráveis no enfrentamento à pandemia. Entre os seis pontos a OMS reforça o aumento de testagem dos casos suspeitos, frisa a necessidade de isolamento social, cancelamento de viagens internacionais e eventos em massa. Além disso, o plano ressalta a necessidade de proteger grupos mais vulneráveis e profissionais de saúde. "Nossa mensagem para todos os países é clara: preste atenção neste aviso agora, apoie este plano politicamente e financeiramente hoje e podemos salvar vidas e retardar a propagação da pandemia da Covid-19", escreveu Tedros no Twitter, segundo informações do portal G1.

15:14

Após pronunciamento de Bolsonaro, Crivella anuncia reabertura do comércio no Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, postou no seu Twitter na tarde desta quarta-feira (25) que as medidas adotadas na cidade serão atualizadas. A partir de sexta (27), o comércio na cidade do Rio será reaberto. "Começaremos a abrir, aos poucos" anuncia o prefeito, reiterando que vai começar com as lojas de material de construção e lojas de conveniência dos postos de gasolina."Se todos colaborarem, seguindo as medidas, em 15 dias poderemos retomar as normalidades", anunciou. A decisão vai na contramão das orientações de especialistas e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao redor do mundo diversos países decretaram quarentena. O estado do Rio de Janeiro contabiliza 305 confirmados de infecção por coronavírus e 6 mortes em decorrência da doença.

15:00

Diretor-geral da OMS alerta que é cedo para reabrir escolas e empresas

Em um pronunciamento realizado nesta quarta-feira (25), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, reforçou que é cedo para revogar medidas de segurança tomadas para impedir o aumento de infectados pelo coronavírus. Ele alerta que este não é o momento de reabrir escolas e empresas."A última coisa que qualquer país precisa é reabrir escolas e empresas só para fechá-las novamente", alerta. O diretor-regional da OMS, na Europa, Hans Kluge, alertou que o continente deve se preparar para outros possíveis picos da pandemia. Atualmente, o velho continente concentra 60% dos novos casos de coronavírus no mundo, segundo informações da Agência EFE.

12:04

Coronavírus no mundo: secretário-geral da ONU clama por cessar fogo em regiões de conflito pelo mundo

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, postou um pronunciamento em que clama pelo cessar fogo em regiões de conflito no mundo todo para conter o avanço do vírus. "É o momento de cessar o conflito armado e focarmos juntos na verdadeira luta pelas nossas vidas - a pandemia #COVID19". Ele aponta o vírus como um inimigo comum, as regiões devastadas pelas guerras como muito vulneráveis por já ter um sistema de saúde em colapso, poucos profissionais atuando e pessoas deslocadas pelos conflitos como "duplamente vulneráveis". "A fúria do vírus ilustra a loucura da guerra", afirmou Guterres.

"Hoje eu estou clamando por um cessar fogo imediato em todos os cantos do mundo. É o momento de cessar o conflito armado e focarmos juntos na verdadeira luta pelas nossas vidas - a pandemia #COVID19."

11:18

Coronavírus no mundo: Espanha supera a China em óbitos

A Espanha registra 3.434 óbitos e ultrapassa a China, com 3.285 óbitos desde o início da crise. O mundo contabiliza hoje um total de 438.749 casos confirmados de coronavírus, 19.648 mortes e 111.847 casos de pessoas que se recuperaram da doença. Os dados são da pesquisa da universidade americana Johns Hopkins.

10:22

Casos de coronavírus no Brasil ultrapassam a marca dos 2 mil

As secretarias de Saúde dos estados divulgaram na noite desta terça-feira (24) que o número de casos confirmados de infecção por coronavírus chega a 2.271 em todo o território nacional. O número de mortes no Brasil por conta da infecção chega a 48 pessoas, sendo 40 em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, os estados do Amazonas e do Rio Grande do Sul registram a primeira morte por conta da infecção por covid-19, conforme os dados atualizados nesta manhã de hoje (25). A contagem do Ministério da Saúde tem 2.201 casos confirmados e 46 mortes contabilizadas, os casos de óbito do Amazonas e do Rio Grande do Sul ainda não foram contabilizados aos dados do ministério.

9:00

Príncipe Charles, sucessor do trono britânico, testa positivo para coronavírus

Nesta quarta-feira (25) foi divulgado que o príncipe Charles, primeiro na linha de sucessão ao trono britânico, testou positivo para covid-19. No momento, o filho mais velho da rainha Elizabeth II apresenta sintomas leves. Ele, hoje, com 71 anos, encontra-se em isolamento domiciliar na Escócia com a sua esposa, Camila, duquesa de Cornuália, de 72 anos, que não está infectada.

7:52

Embaixada dos Estados Unidos solicita o retorno dos seus cidadãos

A embaixada dos Estados Unidos no Brasil divulgou uma mensagem nesta terça-feira (24) aos cidadãos que vivem nos Estados Unidos para providenciar retorno imediato para o país, a menos que estejam preparados para viver no exterior por tempo indeterminado. O comunicado está de acordo com o Aviso de Saúde Global de Nível Quatro do Departamento de Estado, do governo americano, que recomenda aos seus cidadãos não realizarem viagens. Na nota, está a relação dos últimos voos comerciais ainda disponíveis no Brasil para os EUA nas cidades Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas.

Confira a íntegra

Terça-feira, 24 de março

19:25

ANEEL suspende cortes de energia por 90 dias

A diretoria da ANEEL aprovou nesta terça-feira (24/3) , em Reunião Pública Extraordinária, de medidas para garantir a continuidade do serviço de distribuição de energia elétrica durante a  pandemia do novo coronavírus. Entre as medidas está a proibição do corte de energia por falta de pagamento em residências e atividades comerciais consideradas essenciais, como hospitais, centros de hemodiálise e de armazenamento de sangue, unidade operacional de transporte coletivo, entre outros.  Veja um resumo das medidas:

19:01

DF tem primeira paciente curada de covid-19

O Distrito Federal registrou sua primeira paciente curada do covid-19: a advogada Daniela Teixeira, conselheira federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A cura foi registrada 19 dias após o contágio. As informações são da jornalista Ana Maria Campos, do Correio Braziliense.

15:29

OCDE afirma que coronavírus é uma "tragédia humana" sem precedentes para a economia

O secretário-geral da OCDE, Ángel Gurría, enviou uma carta ao ministro da economia brasileiro, Paulo Guedes, em que aponta a crise como uma "tragédia humana" sem precedentes para a economia. Segundo o secretário, o governo deve implementar gastos públicos maiores para empresas afetadas "para fortalecer a confiança do mercado e dos negócios". Ele frisa a necessidade de resposta fiscal "ousada, abrangente e transfronteiriça" por parte do governo. "Os custos de uma resposta política ambiciosa e inicial serão diminuídos pelos custos que os países e a economia global enfrentarão se fizermos muito pouco ou atrasarmos. Os ministros das Finanças do G20 e os presidentes do Banco Central devem agir com urgência e, ao fazer isso, podem contar com o total apoio da OCDE", afirmou.

14:12

Coronavírus: Índia inicia quarentena. EUA podem se tornar novo epicentro da pandemia.

A Índia, segundo país mais populoso do mundo, restringiu nesta segunda-feira (24) a circulação da sua população, bloqueando 80 distritos no seu território. Segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins, são 519 casos confirmados e 10 mortes, no país.

Os Estados Unidos podem se tornar novo epicentro da epidemia de coronavírus, segundo a OMS, por conta da grande aceleração do número de casos no território. Atualmente, o país registra 46.805 casos confirmados, ficando atrás da China e da Itália com 81.591 e 63.927 casos respectivamente. A boa notícia é que a China vem registrando declínio da epidemia. A partir de amanhã (25) o governo vai afrouxar restrições de viagens aos locais onde a pandemia se originou. No momento, o mundo contabiliza 398.107 casos confirmados de covid-19 e 17.454 mortes decorrentes da doença.

14:10

Prefeito de São Paulo testou negativo para o coronavírus

Nesta terça-feira (24), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, postou na sua conta nas redes sociais o resultado negativo do seu teste para covid-19. O estado de São Paulo tem sido o mais atingido pelo coronavírus no Brasil. Hoje, também foi divulgado o resultado negativo dos testes do governador do estado, João Doria, e do secretário estadual de saúde.

14:07

Primeiro-ministro japonês pede adiamento das olimpíadas

As Olimpíadas de Tóquio foram adiadas para 2021 após solicitação do primeiro-ministro do Japão, Abe Shinzo, ao Comitê Olímpico Internacional. A confirmação foi feita nesta terça-feira (24) pelo primeiro-ministro e posteriormente pelo próprio comitê, segundo informações do portal G1. A abertura dos jogos Olímpicos estava com a data prevista para no dia 24 de julho deste ano.

11:42

Foi publicado no Diário Oficial o fechamento temporário das fronteiras

Nesta segunda-feira (23) foi publicado no Diário Oficial da União o fechamento das fronteiras do Brasil por 30 dias para estrangeiros provenientes da China, União Européia, Reino Unido, Noruega, Islândia, Suíça, Irlanda do Norte, Austrália, Irã, Japão, Malásia e Coreia. A restrição não se aplica a estrangeiros: que são residentes no país, profissionais em missão ou à serviço de organismo internacional, ou cônjuge, filho ou pai de um cidadão brasileiro. As fronteiras terrestres foram fechadas na semana passada do país também estão fechadas. Veja a íntegra.

10:20

Doria testa negativo para coronavírus

Na manhã desta terça-feira (24), o governador de São Paulo, João Dória (PSDB-SP), divulgou na sua conta no Twitter o resultado negativo do seu teste para covid-19. São Paulo é atualmente o estado mais afetado pela epidemia no Brasil.



9:18

Casos de infecção chegam a 1.960 no Brasil

Segundo a atualização do portal G1, na manhã desta terça-feira (23) o Brasil chegou ao número de 1.960 casos confirmados de coronavírus, pela contagem feita conforme os dados das Secretarias de Saúde dos estados, atualizados na noite ontem. O Ministério da saúde contabiliza 1.891 casos confirmados e 34 morte por covid-19, 30 no estado de São Paulo e quatro no Rio de Janeiro.

Segunda-feira, 23 de março

19:45

Bandidos furtam 5 mil máscaras cirúrgicas de hospital em MG

Cinco mil máscaras cirúrgicas foram furtadas de um hospital de Betim, em Minas Gerais. Mesmo com a redução do estoque, a prefeitura garante ter equipamentos suficientes para garantir o abastecer as necessidades do municípios. As informações são do Portal G1.

18:55

David Uip está com coronavírus

O infectologista David Uip testou positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pelo governador de São Paulo, Joao Doria (PSDB). Em diversas coletivas de imprensa, o médico aparecia ao lado do governador e do prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

 

18:40

Governo de Minas Gerais vai investigar possíveis mortes causadas pelo covid-19

A Polícia Civil e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) vão abrir uma investigação para esclarecer uma denúncia anônima de que uma funerária em Belo Horizonte teria recebido corpos com atestados de óbito que registram sintomas similares aos do novo coronavírus. As informações são de uma reportagem do portal G1, assinada por Fernando Zuba.

Segundo o boletim de ocorrência, registrado pela PM, em um intervalo de tempo de 72 horas, cerca de 73 cadáveres chegaram à funerária. Destes 23 constam no atestado de óbito causas como: insuficiência respiratória aguda, pneumonia crônica e pneumonia aspirativa. E todos com faixa etária entre 50 e 90 anos de idade. Os idosos fazem parte do grupo de risco do covid-19..
As investigações tem como objetivo averiguar se as mortes foram mesmo causadas pelo vírus.

17:27

Sobe para 34 o número de mortes causadas pelo covid-19 no Brasil

O balanço divulgado na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde mostra que o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil subiu para 1.891, de acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério. Até o momento, 34 mortes estão confirmadas, sendo 30 no estado de São Paulo e quatro no Rio de Janeiro. Na ultima atualização feita na noite de ontem (22) tinham sido registradas, ao todo, 25  mortes.

De acordo com o Ministério, apesar de todos os estados do país terem registrado casos da doença, as regiões apresentam níveis diferentes de transmissão. Conforme informações divulgadas pela pasta, a região norte tem 3,1% do total de casos do Brasil. Já a região Sudeste representa o maior percentual com 60% dos casos.

Latam anuncia que vai fazer o transporte gratuito de profissionais da área da saúde 

17:18

A companhia aérea Latam anunciou que a partir de hoje os médicos, enfermeiros e demais especialistas envolvidos no combate à pandemia terão isenção total da tarifa aérea, pagando apenas a taxa de embarque. De acordo com a companhia, a medida tem como objetivo facilitar o acesso dos profissionais aos locais mais impactados com o novo coronavírus (covid-19).

A empresa também disse que disponibilizará às autoridades de saúde o transporte de suprimentos clínicos e equipamentos médicos necessários para combater a doença.

16:25

Ex- governador do Acre testa positivo para covid-19

O ex-governador e ex-senador do Acre, Jorge Viana comunicou nesta segunda que recebeu o resultado positivo do teste para o novo coronavírus (covid-19). Em uma postagem nas redes sociais ele diz que recentemente viajou do Acre para Brasília e que por ter frequentado aeroportos pode ter sido exposto ao vírus.

Ele também informou não apresenta os sintomas da doença e que está em isolamento residencial, conforme as orientações médicas.

Jorge Viana [Reprodução] Pedro França/ Agência Senado]
 

 

 

 

15:46

UnB decide suspender o calendário acadêmico 

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade Federal de Brasília (UnB) decidiu nesta segunda suspender por tempo indeterminado o calendário acadêmico do primeiro semestre deste ano.  A Universidade considerou que não possui a estrutura adaptada ao modelo de ensino à distância e que a aplicação dele causaria perda na qualidade do aprendizado.

Desde o último dia 12 a Universidade tinha substituído as atividades presenciais por exercícios domiciliares e atividades virtuais, sob a supervisão das unidades acadêmicas.

11:29

Casos de covid-19 chegam a 1.621, no Brasil

As Secretarias estaduais de Saúde atualizaram os números de casos confirmados de infecção por coronavírus, na manhã desta segunda-feira (23). Segundo o portal G1, são 1.621 casos confirmados estão espalhados por todo o território nacional. O Ministério da Saúde confirma que já acontece transmissão sustentada em todo o país. A atualização feita pela pasta, na tarde do domingo (22) contabilizava 1.546 casos confirmados e 25 mortes, 22 delas no estado de São Paulo e três no Rio de Janeiro. Para o ministério, a previsão é que os casos disparem em abril e o sistema de saúde entre em colapso.

Domingo, 22 de março

12h40

Mandetta defende adiar eleições

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu em reunião por videoconferência com prefeitos que as eleições municipais de 2020 sejam adiadas por conta da crise do coronavírus.

Mandetta também sugeriu que sejam prorrogados os mandatos dos atuais vereadores e prefeitos. "Faço aqui até uma sugestão. Está na hora de o Congresso falar: 'adia', faz um mandato desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano... uma tragédia, por que vai todo mundo querer fazer ação política", disse.

12h00

Cidade de Deus tem 1º caso confirmado

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro confirmou o primeiro caso de coronavírus na comunidade de Cidade de Deus, uma das maiores favelas dA zona oeste da cidade de Rio de Janeiro. O começo da infecção nas favelas é uma das maiores preocupações de gestores públicos devido às péssimas condições sanitárias e de acesso a serviços básicos de saúde.

Sábado, 21 de março

18h30

Ceará é o 4º estado do país com casos confirmados e o 1º do Nordeste

O Ceará registrou 84 casos confirmados de acordo com boletim da Secretaria de Saúde do estado divulgado no sábado (21). O número é o maior da Região Nordeste e o quarto de todo o país, perdendo apenas para São Paulo (459), Rio de Janeiro (119) e Distrito Federal (108). As informações são de balanços da secretarias estaduais de Saúde.

As primeiras confirmações da doença no estado foram na segunda-feira (16), na época eram três casos.

Estão infectadas autoridades políticas do estado como o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), o seu irmão, o senador Prisco Bezerra (PDT-CE), e a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela (PDT-CE).

 

17h20

1028 casos e 18 mortes

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram 1028 casos de coronavírus no Brasil. O único estado que permanece sem caso confirmado é Roraima. São 18 mortes, 15 em São Paulo e 3 no Rio de Janeiro.

Sexta-feira, 20 de março

19:00

Ministério da Saúde declara estado de transmissão comunitária do covid-19 em território nacional

Uma portaria publicada hoje pelo Ministério da Saúde anunciou a transmissão comunitária do novo coronavírus (covid-19) em todo o território nacional. Isso ocorre quando não é mais possível ser rastreado pelas autoridades de saúde a origem de cada infecção, para saber qual foi o primeiro paciente que deu origem a cadeia de infecções.

A pasta também decretou que deve ser adotado o "isolamento domiciliar da pessoa com sintomas respiratórios e das pessoas que residam no mesmo endereço, ainda que estejam assintomáticos, devendo permanecer em isolamento pelo período máximo de 14 dias".

15:29

Lojas Renner fecham as portas por conta do coronavírus

Com o coronavírus, muitos estados suspenderam as aulas e tomaram medidas mais severas para evitar o aumento da transmissão. As Lojas Renner anunciaram o fechamento das suas unidades físicas pelo Brasil e no exterior por tempo indeterminado.

Boticário doa álcool em gel para saúde pública em Curitiba

Em Curitiba, o Boticário decidiu doar 1,7 toneladas de álcool em gel e 78% da linha de cosméticos para o sistema de saúde pública da cidade.

10:58

Outros quatro integrantes da comitiva do Bolsonaro estão com coronavírus

Foi confirmado que mais quatro integrantes da comitiva do presidente Bolsonaro que viajou para os Estados Unidos estão infectados pelo covid-19. Entre eles estão o assessor internacional da Presidência, Filipe Martins; o chefe da ajudância de ordens, Major Cid; o diretor do Departamento de Segurança da Presidencial, Coronel Suarez; e o chefe do Cerimonial, Carlos França. O número de pessoas infectadas que viajaram com o presidente chega a 22.

Os quatro permaneciam em isolamento após contato com o chefe da Secom, Fábio Wajngarten, primeiro caso confirmado na comitiva. Martins e Wajngarten voltaram para o Brasil na quarta-feira (11) na mesma aeronave que o presidente Jair Bolsonaro.

10:30

Tráfego na internet praticamente dobrou um 3 dias de quarentena

As redes de telefonia registram um aumento de 40% no tráfego de internet banda larga, nestes três primeiros dias de quarentena. As empresas registram ao longo do dia picos que eram comuns em determinados horários, o que gera uma preocupação de sobrecarga. Caso o consumo chegue a um ápice de 150% ou 200% geraria falência da rede. Governadores solicitaram conexões mais potentes em 5 estados, entre eles, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Amazonas, Goiás, e mais o Distrito Federal. A medida de precaução visa permitir uma estrutura para que o ensino seja restabelecido por meio de vídeoconferência.

8:52

Empresas fabricantes de testes rápidos esperam vender 640 mil kits no Brasil

Seis empresas fabricantes de teste rápidos para Covid-19, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), têm a expectativa de vender 640 mil kits no território brasileiro. Ainda sem data prevista para entrega, as empresas dependem de importações da China para a produção dos kits. Segundo o portal G1, no total, 2,5 mil testes foram efetuados no país, até o momento. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirma que a distribuição dos testes deve chegar a 50 mil, segundo o portal.


Quinta-feira,  19 de março

19:40

Covid-19 já matou mais na Itália que na China 

O número de mortos pela pandemia de coronavírus na Itália nas últimas 24 horas em 427 e chegou 3.405. Com isso o país europeu superou o total de mortes registradas até agora na China, onde morreram 3.245 pessoas.

18:37

Líder do PT cobra providências para a remoção de brasileiros no exterior

O líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), manifestou preocupação com a situação de brasileiros que estão em viagem de turismo no exterior e não podem retornar ao Brasil, em decorrência do agravamento da crise provocada pelo coronavírus. Verri cobrou do Itamaraty providências para ajudar centenas de brasileiros que querem retornar ao Brasil e estão impossibilitados.

13:53

Governo do Rio de Janeiro confirma segunda morte por coronavírus

A Secretaria de Estado de Saúde do  Rio de Janeiro confirmou na tarde de hoje o segundo óbito por covid-19 .  A vítima é um homem idoso de 69 anos e morador de Niterói. Ele era diabético e hipertenso e apresentou os primeiros sintomas, como febre, tosse e mialgia, na última quarta (11). Ele teve contato com caso confirmado que viajou para o exterior.

Até o momento, o estado do Rio registra 65 casos, distribuídos nas seguintes cidades: Rio de Janeiro (55), Niterói (7) Barra Mansa (1), Miguel Pereira (1) e Guapimirim (1), conforme dados da Secretaria de Saúde. Com esse novo caso, o Brasil possui ao todo seis óbitos decorrentes do coronavírus, sendo quatro em São Paulo, confirmados ontem (18), e dois no Rio de Janeiro, que foram confirmados hoje.

13:19

Álcool gel a preço de fábrica em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou um acordo para vender álcool gel a preço de fábrica em São Paulo.

11:40

Caixa reduz juros e pausa dívidas de clientes

Diante da pandemia de covid-19, a Caixa Econômica anunciou medidas para amortecer o impacto da doença sobre a economia. Veja os principais pontos

Ações para pessoas físicas: possibilidade de pausa de até 60 dias nas operações parceladas de crédito pessoal; ampliação das linhas de crédito consignado; redução de taxa de juros nas linhas de crédito pessoal; disponibilização gratuita do cartão virtual de débito Caixa aos mais de 100 milhões de correntistas e poupadores, que possibilita compras online nos sites de e-commerce; renovação do contrato de penhor diretamente no site da CAIXA e canal Telesserviço.

Ações para empresas: redução de juros de até 45% nas linhas de capital de giro; disponibilização de carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação; disponibilização de linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual

10:53

Infecção por coronavírus, em todo o Brasil, chega a 532 casos

O número de casos de infecção por coronavírus chega a 532 espalhados por 20 estados pelo Brasil. Até o momento foram contabilizadas 4 mortes no país. As informações seguem a contagem feita pelas Secretarias de Saúde estaduais publicada pelo portal G1. No mundo, são contabilizados 207.855 casos confirmados e 9.000 mortes em 166 países, até o momento. A China anunciou nesta quarta-feira (18) que não registrou nenhum novo caso de infecção, pela primeira vez desde o início da pandemia.

10:45

Alcolumbre recebe alta após passar a noite internado

Com covid-19, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) passou a noite internado e recebeu alta na manhã desta quinta (19). Veja íntegra da nota à imprensa:

O presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, realizou, na noite de quarta-feira (18), no Hospital Sírio Libanês de Brasília, uma tomografia para acompanhar a evolução da infecção por Covid-19. Por recomendação médica, Davi Alcolumbre ficou em observação no local e recebeu alta na manhã desta quinta-feira (19). O presidente do Senado permanecerá em casa, em  isolamento, de acordo com as orientações médicas.

9:10

Governo do Distrito Federal proíbe atendimento ao público nos Bancos

O governo do Distrito Federal publicou mais um decreto para conter o coronavírus na Capital Federal. A medida foi divulgada no Diário Oficial, na noite desta quarta-feira (18), determinando que bancos públicos e privados ficam proibidos de fazer atendimentos ao público em geral, somente continuam os atendimentos relacionados aos programas bancários voltados para as consequências econômicas do coronavírus e para pessoas com doenças graves. A alternativa é usar formas de atendimento remoto como virtual e por telefone.


Quarta-feira, 18 de março
21:01

Ministério da Saúde confirma 4 mortes no Brasil

As quatro mortes registradas oficialmente ao Ministério da Saúde estão no estado de São Paulo. Há 428 casos confirmados e outros 11.278 casos suspeitos estão em investigação.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, esteve em Belém (PA), nesta quarta-feira (18), para encerramento da capacitação dos 27 laboratórios públicos do país. Na ocasião, o secretário afirmou que as medidas para enfrentamento ao coronavírus são de responsabilidade de todos.

18:14

Presidente do Congresso testa positivo para covid-19

O senador, Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi infectado pelo novo coronavírus. Alcolumbre havia feito um exame que resultou negativo, porém, o resultado de um novo teste feito na noite de ontem (17) deu positivo para o vírus. Segundo informações da assessoria de imprensa do senador, ele está "sem sintomas severos e segue em isolamento domiciliar".

Alcolumbre é o terceiro parlamentar a testar positivo para covid-19.

16:56

Feiras populares e shoppings entram na nova lista de restrições aprovada pelo governador do DF

Em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal, publicado na tarde de hoje, foi decretado pelo governador do DF, Ibaneis Rocha a suspensão do atendimento ao público em shoppings centers, feiras populares e clubes. Outros espaços como, Zoológico, parques ecológicos; recreativos; urbanos e vivenciais, além de, boates e casas noturnas também não poderão funcionar.
As medidas estão em vigor pelo prazo de 15 dias e visam evitar a expansão de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na capital federal

16:26

Sobe para três o número de mortes por covid-19 no Brasil

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo confirmou hoje mais duas mortes no estado de São Paulo causadas pelo coronavírus. Com esses novos óbitos, sobe para três o número de mortes causadas pelo vírus no Brasil.

16:02

Aumenta o número de infectados que estiveram na comitiva presidencial aos EUA

Dois ministros do governo Bolsonaro testaram hoje positivo para covid-19. São eles Bento Albuquerque, do Minas e Energia e Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Com esses novos casos confirmados, pelo menos 16 pessoas que estiveram na comitiva presidencial rumo aos Estados Unidos e que estiveram em contato com o presidente, Jair Bolsonaro foram infectadas.

14:24

Bolsa cai e aciona circuit breaker pela sexta vez no ano

Após o Ibovespa registrar uma queda de 10,26% no início da tarde de hoje o circuit breaker teve que ser acionado novamente e as negociações ficaram suspensas por meia hora.

13:42

Doria anuncia fechamento de todos os shoppings em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), anunciou hoje o fechamento de shoppings e academias na região metropolitana de São Paulo. A medida preventiva contra o coronavírus estará em vigor entre os dias 23 de março e 30 de abril e não engloba estabelecimentos do interior e do litoral paulista.

12:50

Bolsonaro cancela reunião após confirmação de infecção de Heleno

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou a reunião ministerial que estava agendada para a tarde desta quarta-feira (18). O cancelamento veio após a confirmação de que o ministro General Heleno (GSI), está com covid-19. O encontro reuniria os 22 ministros do governo.

12:40

Presidente do Santander Portugal morre por COVID-19

O presidente do banco Santander Portugal, António Vieira Monteiro, veio a óbito nesta quarta-feira (18) em decorrência da infecção por coronavírus. Segundo a imprensa local, ele estava em quarentena e morreu no hospital Curry Cabral, em Lisboa.

Brasileiros não estão levando pandemia a sério, diz diretora da OMS

A diretora-assistente da OMS em Genebra, Mariângela Simão afirmou, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que os brasileiros parecem não estar levando a pandemia na seriedade que precisa. "Eu tenho visto muito nas redes sociais, no Brasil, pessoas minimizarem o risco", pontua a médica curitibana.

Para ela, esta pandemia se torna mais grave do que a do H1N1 por se tratar de um vírus completamente novo e não de uma mutação e explicou que não há uma previsão para o término desta crise "é irreal pensar que [a crise] vai acabar logo",afirmou.

11:43

Atualização dos números de infectados no país e mundo

Nesta quarta-feira (18) foram registrados 200 mil casos de coronavírus no mundo e pelo menos 8 mil mortes. Na China estão concentrados 40% dos casos confirmados no mundo e a Itália somam 15% dos casos mundiais, o país é o epicentro de epidemia na Europa. No Brasil o número de casos confirmados chega a 350.

Ministro da Educação convoca o retorno das aulas dos estudantes das áreas de saúde

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, pede que gestores revejam a suspensão das aulas dos estudantes da área de saúde, "para que nós consigamos acionar estes alunos, caso necessário, para que eles nos ajudem a enfrentar e assistir aos brasileiros que ficarem doentes", afirmou o ministro em um vídeo publicado nas suas redes sociais na noite desta terça-feira (17).

07:33

Governo do Distrito Federal decreta ponto facultativo

O Governo do Distrito Federal decretou ponto facultativo para os servidores da administração pública direta e indireta nos dias 18, 19 e 20 de março. A medida é aplicada para prevenir a disseminação do novo coronavírus na capital que, segundo a Secretaria de Saúde, tem 22 casos diagnosticados. A pausa nas atividades não se aplica às áreas de saúde, segurança, vigilância sanitária, comunicação e órgãos de fiscalização do consumidor, que devem seguir instruções das chefias.

Terça-feira, 17 de março

21:19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviará para o Congresso Nacional um pedido para o reconhecimento de Estado de Calamidade Pública, que deve durar até 31 de dezembro de 2020. Se aprovado pelo Congresso, o governo não precisará mais cumprir as metas fiscais. A meta para 2020 é de deficit de 124,1 bilhões.

O estado de calamidade também abre caminho para que não haja contingenciamento daqui para frente, mas não desobriga o cumprimento da regra de ouro nem do teto de gastos.

19:26

Credit Suisse reduz para zero crescimento do Brasil em 2020

O banco Credit Suisse revisou a projeção de crescimento do  Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano para 0%. Na avaliação dos economistas, a atividade econômica no primeiro trimestre do ano foi menos afetada pelos impactos do coronavírus, já que o país foi um dos últimos a apresentar a disseminação da doença. O Santander também fez uma expectativa retraída e espera um decréscimo de 0,2% no PIB brasileiro do primeiro trimestre e de 0,4% no período seguinte.

18:30

Senador Mecias pede o fechamento das fronteiras de Roraima

Sem respostas do governo federal, o senador Mecias de Jesus pediu à Procuradoria Geral da República que feche as fronteiras de Roraima. Ele afirma que o estado não possui "as mínimas condições de lidar com um eventual número de contaminações" causadas pelo covid-19.

17:33

Dinheiro dos partidos para o combate ao coronavírus

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) protocolou o Projeto de Lei n° 663/2020 que destina os recursos dos fundo eleitoral e partidário para o combate e a prevenção ao novo coronavírus. O partido Novo, junto a colegas de outras siglas, protocolaram o PL 647/2020 que possibilita o saque do saldo do FGTS em casos de estado de emergência ou calamidade pública.

17:28

Ambev anuncia que vai produzir álcool em gel para doar a hospitais público

A empresa brasileira de bebidas anunciou que vai usar as linhas de sua cervejaria em Piraí, no Rio de Janeiro, para produzir etanol e garrafas. A proposta é engarrafar 500 mil unidades de álcool em gel, que serão doadas a hospitais públicos em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

 17:20

Deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC)

Segundo deputado federal infectado

Após apresentar alguns sintomas do covid-19, o deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC) realizou a contraprova que detectou resultado positivo para o novo coronavírus. Ele esteve com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a viagem para os Estados Unidos.

 

15:20

Governador de Goiás anuncia fechamento do comércio

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou que vai publicar um decreto que determina o fechamento do comércio no estado como forma de contenção do coronavírus. Na segunda-feira (16), o governador afirmou que apenas supermercados e farmácias ficarão abertos na região.

 14:55

Bolsonaro faz teste pela segunda vez

Cinco dias após anunciar o resultado negativo para o covid-19, o presidente Jair Bolsonaro foi submetido a novos testes. A informação foi confirmada na tarde de hoje pelo porta-voz da presidência. Os resultados do exame devem sair na próxima quarta (18).

10:50

Primeira morte por covid-19 no Brasil

O governo de São Paulo confirmou a primeira morte por covid-19 no Brasil. Trata-se de um homem de 62 anos que tinha diabetes, hipertensão e hiperplasia prostática. Ele estava internado em um hospital particular na cidade de São Paulo. Segundo o governo de São Paulo, ele não havia viajado para fora do Brasil e começou a se sentir mal no último dia 10 (terça) e foi internado 4 dias depois.

10:30

Aumenta a preocupação com a doença em presídios

O temor de que o coronavírus chegue aos presídios brasileiros está gerando as primeiras consequências. Após a suspensão de visitas determinada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, rebeliões foram registradas em diversas unidades prisionais. Por outro lado, há um grupo de advogados pedindo que presos que estejam nos grupos de risco sejam liberados para cumprir prisão domiciliar.

9:12

Estado de emergência em São Paulo

A prefeitura de São Paulo decretou estado de emergência no município. A nova norma permite compras sem licitação para produtos de combate à pandemia, requisição de bens e serviços de particulares e outras medidas de combate ao coronavírus.

00:27

Primeiro deputado federal infectado

O deputado federal, Cezinha de Madureira é pastor da Assembleia de Deus. Foto: Ag. Câmara

 

O coronavírus já chegou às duas casas do Congresso Nacional. Depois de o senador Nelsinho Trad (PTB/MS) testar positivo para Covid-19, o deputado Cezinha de Madureira (PSD-SP), que teve contato com o senador, também confirmou estar infectado pelo vírus.

 

> Coronavírus: prevenção, sintomas e o mapa atualizado da covid-19

 

 

 

 

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!