Coronavírus: Mandetta diz que restrições impostas no DF podem ter efeito contrário

Para o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as restrições impostas pelo governo do Distrito Federal por causa do coronavírus podem ter efeito contrário ao esperado. Segundo ele, suspender as aulas não é uma recomendação do governo federal e pode expor crianças e idosos.

>Alcolumbre diz que governo vai enviar MP para combate ao coronavírus

“Tem que ter muito cuidado, porque caso essas crianças e adolescentes deixem de estar nas escolas e vão para as casas dos avós… Quem mais precisa de atenção são os idosos. Pode ser que passe uma semana e tenha transmissão sustentada e vão começar os casos dos idosos. Não é uma recomendação do Ministério da Saúde”, ressalta o ministro.

Mandetta refere ao decreto editado pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, que foi publicado nessa quarta-feira (11), suspendendo as aulas na rede pública e privada por cinco dias e estabelecendo uma série de medidas de prevenção ao risco de epidemia na capital federal, que tem dois casos confirmados de coronavírus. O Covid-19 atingiu diversos países e foi classificado ontem como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

No texto, o governador explica que o decreto foi emitido após a menção da OMS. No ato, ele ressalta a saúde como um dever do Estado e direito de todos, "garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação, na forma do artigo 196 da Constituição da República" e por isso o governo do DF considera urgente o emprego de medidas de prevenção, controle e contenção de risco.

O governador suspendeu também eventos de qualquer natureza que exijam licenças do governo do Distrito Federal (GDF) com o público superior a cem pessoas. Para bares e restaurantes, foi estabelecida a distância de dois metros entre as mesas como o espaçamento mínimo.

Os dois pacientes infectados por coronavírus no DF são um casal que voltou recentemente de uma viagem do Reino Unido e que havia passado pela Suíça. A mulher de 52 anos encontra-se internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Asa Norte e o seu marido, em isolamento domiciliar.

>Coronavírus: Congresso suspende visitas, eventos e viagens de parlamentares

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!