Com covid-19, presidente do TST é transferida para hospital em São Paulo

A presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi, foi transferida para o Hospital Sírio-Libanês em São Paulo nesta terça-feira (22). De acordo com nota do TST, a ministra encontra-se estável, em uso de catéter nasal de oxigênio e medicamentos venosos e ainda não há previsão de alta.

Maria Cristina foi hospitalizada na semana passada, após apresentar sintomas de covid-19 depois de comparecer à cerimônia de posse de Luiz Fux à presidência do STF.

Confira a nota do TST na íntegra:

Em boletim divulgado às 15h desta terça-feira (22), o Hospital Sírio-Libanês informa que a presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi, foi admitida na unidade de Brasília e transferida para a unidade de São Paulo em 20/9. Ela encontra-se estável, em uso de catéter nasal de oxigênio e medicamentos venosos. Ainda não há previsão de alta.

A ministra está sendo acompanhada pelas equipes médicas dos professores doutores Roberto Kalil, David Uip e Carlos Carvalho.

A nota é assinada pelo diretor de governança clínica do hospital, doutor Fernando Ganem, e pela diretora clínica, doutora Maria Beatriz Souza Dias.

> Ministro do Turismo é a sétima autoridade presente à posse de Fux com covid

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!