Bolsonaro anuncia limitações nas fronteiras do país, mas não seu fechamento

Nesta terça-feira (17), em frente ao Palácio Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que na quarta (18) o governo vai publicar medidas para limitar as fronteiras brasileiras.  Segundo o presidente, o fechamento não será total e o tráfego de algumas mercadorias será mantido, informou.

> As últimas notícias sobre a pandemia de covid-19 no Brasil

“Há uma certa histeria, como se fechar fronteiras resolvesse o problema. Não temos como tomar medidas radicais”, disse.

O presidente voltou a destacar que os efeitos econômicos do covid-19 podem ser piores para o país que as consequências de saúde pública. “Se o Brasil parar, vai ser um caos. Vai morrer muito mais gente fruto de uma economia que não anda do que do próprio coronavírus”, disse.

“A minha mensagem é para que não se apavorem, nós vamos ter que passar por essa onda. Nós estamos preocupados com a questão humanitária, de vidas, mas também com a questão econômica”, disse.

“Demissões virão e quando vierem todo mundo perde”, disse o presidente ao defender uma legislação trabalhista mais simples para enfrentamento de situações como essa.

Bolsonaro diminuiu um pouco o tom que vinha adotando nos últimos dias e evitou comentar assuntos legislativos, como a possibilidade de uso de recursos do fundo eleitoral para combater o novo coronavírus. “Tem que ter calma. Vai passar, é como uma gravidez, um dia vai nascer a criança. O vírus ia chegar aqui um dia e acabou chegando”.

Pedido de impeachment de Bolsonaro é apresentado na Câmara; veja a íntegra

O presidente criticou, sem especificar nomes, alguns governadores que em sua visão estariam se excedendo nas medidas de combate ao novo coronavírus.

Bolsonaro informou que o resultado do segundo exame para covid-19 feito por ele ainda não saiu. “Quando chegar eu divulgo, sendo positivo ou negativo eu vou divulgar, sem problema nenhum”, disse ele.

Mais cedo, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, disse mais cedo que a previsão é que o resultado saia na quarta-feira (18).

Reunião com os três Poderes

Bolsonaro informou que será realizada na quarta-feira (18) à noite uma reunião com os presidentes dos três poderes. “A intenção é demonstrar que acima de qualquer um de nós está o interesse nacional”. Segundo ele, está sendo feito convite às autoridades.

Antes disso, às 14h30, haverá coletiva ministerial à tarde com os ministros de Estado.

O governo criou o Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos impactos da covid-19. O grupo interministerial tem como objetivo articular e monitorar as ações de enfrentamento ao coronavírus. O Comitê de Crise é comandado pelo ministro da Casa Civil, general Walter Braga Netto.

Moro decreta uso da força policial pra quem desobedecer quarentena

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!