Onyx diz que governo vai sancionar sem vetos ampliação do auxílio emergencial

Nesta quinta-feira (7), em atualização da situação do novo coronavírus no Brasil, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que o pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será concluído até o início da próxima semana. Segundo ele, 50 milhões de pessoas já receberam o auxílio.

Governo já enfrenta primeira crise na entrega de cargos ao Centrão

Mais cedo, em videoconferência com a comissão de acompanhamento as medidas de enfrentamento ao coronavírus, Onyx disse haver expectativa de que o presidente Jair Bolsonaro sancione o projeto “o mais rápido possível”, sem vetos. Com isso, as mães adolescentes e os pais chefes de família monoparentais devem entrar para o grupo de brasileiros aptos a receber o auxílio emergencial.

Onyx esclareceu aos parlamentares que apesar de estar “no horizonte” da pasta, não há ainda nenhuma definição sobre a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial, previsto para acabar em junho.

Cobrado sobre filas em agências da Caixa, Onyx disse que elas são “residuais”. Ele também disse que será feita parceria com os Correios para que funcionários da empresa ajudem pessoas a fazer ou tirar dúvidas no cadastramento para receber o benefício, o que ele acredita que também desafogará as agências bancárias.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

*Com informações da Agência Brasil

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!