Anvisa flexibiliza regras de uso emergencial para medicamentos de intubação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na noite desta sexta-feira (19), novas regras para flexibilizar a autorização, em caráter emergencial, de medicamentos utilizados na intubação de pacientes com covid-19.

A medida abrange itens como anestésicos, sedativos, bloqueadores neuromusculares e outros medicamentos hospitalares usados para manutenção da vida de pacientes. As novas regras, definidas pela agência, isentam estes produtos de registro sanitário, e a autorização de venda destes medicamentos passa a ser por meio de notificação ao órgão regulador.

Esta decisão – que, apesar de já estar válida, será analisada apenas no futuro pela diretoria colegiada da Anvisa – pode ajudar a conter a chance de que tais medicamentos faltem em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do tratamento contra covid-19.


> Ibaneis prorroga lockdown no DF, mas acena com possível reabertura
> Em carta a Kamala Harris, Pacheco pede socorro no combate à covid no Brasil

Continuar lendo