GDF passa a divulgar dados detalhados sobre leitos de UTI após ação do MPDFT

O Governo do Distrito Federal (GDF) terá de informar, de maneira discriminada, o número de leitos de UTI disponíveis na Sala de Situação da Secretaria de Saúde (SES). Ou seja, deve detalhar a quantidade de vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Unidade de Cuidado Intermediário (UCI) e Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal (UCIN).

Em junho, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) concluiu que havia discrepância nas informações publicadas pelo governo do DF sobre a taxa de ocupação de leitos de UTI adulto. O órgão acionou a Justiça para que fosse determinado ao governo do Distrito Federal a divulgação de dados epidemiológicos em tempo real, “sem omissões e sem distorções da realidade da ocupação dos leitos de UTI no DF”.

> DF tem 90% dos leitos de UTI ocupados e MP diz que governo distorce dados

A página da Sala de Situação do GDF na internet apresentava os dados oficiais de forma agregada. Mas agora, é possível observar três abas, cada uma delas referente a uma modalidade específica de leito com a taxa de ocupação respectiva. Desta forma, segundo o MPDFT, a medida permite ter uma visão da "real situação da disponibilidade dos leitos".

De acordo com os números apresentados na Sala de Situação, a taxa de ocupação de leitos adultos está em 81,88%. Já dos leitos pediátricos é de 58,33% e o neonatal é de 50%. A taxa total de ocupação dos leitos pediátrico, neonatal e adulto está em 81,03%.

A média do tempo de internação dos pacientes é de até 15 dias(87,43%); entre 16 e 30 dias(9,67%) e mais de 30 dias (2,90%).

A força-tarefa de enfrentamento à covid-19 do MPDFT ressalta ainda que há outras demandas que precisam ser atendidas pelo GDF como, por exemplo, a divulgação de dados sobre a fila de espera para a realização de testes e sobre os insumos necessários para a realização de testes, que estão disponíveis no site, mas desatualizados. Os promotores estão fazendo inspeções nas unidades de saúde para verificar a realidade dos números apresentados pelo governo local.

A Secretaria de Saúde informa que "os dados da Sala de Situação, como ocupação de leitos com suporte de ventilação mecânica, estoques de insumos para testes e de EPIs são atualizados periodicamente. Além disso, a data e o horário da última atualização são divulgados nas próprias páginas."

Segundo dados do Ministério da Saúde, até este domingo (26), o DF acumulava 96.332 casos de covid-19 e 1.308 mortes pela doença.  O Distrito Federal é a 9ª região com maior índice de infectados no país.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!