Congresso em Foco

Novas regras de aposentadoria: íntegra da Lei nº 13.183 (fórmula 85/95)

05.11.2015 17:09 1

Reportagem Em
Publicidade

Uma resposta para “Novas regras de aposentadoria: íntegra da Lei nº 13.183 (fórmula 85/95)”

  1. AGORA A FÓRMULA 85/95 É LEI!

    A presidente Dilma sancionou nesta quinta-feira (5) a famigerada Lei da Fórmula 85/95 Progressiva como alternativa ao Fator Previdenciário que tem prejudicado nesses últimos anos quem se aposenta e quem o salário acima do piso e a perda é quase de 30%. A partir dessa fórmula o trabalhador a partir de agora pode se aposentar, com o benefício integral quando o soma da idade e do tempo de contribuição for 85, para a mulher, e 95, para o homem.

    Agora a nossa “brilhante presidente”, não poderia dar mais um presente para os trabalhadores, como quem diz não se iludam eu continuo mais viva do que nunca. Ela vetou a chamada desaposentação, que permitia o recalculo dos benefícios de aposentados que continuam trabalhando com carteira assinada depois de se aposentar. Esta é outra maior injustiça contra o trabalhador que continua trabalhando com carteira assinada depois de se aposentar. Agora por que dessa injustiça? Já que ele se aposentou e não vai ter o direito de recalcular a sua aposentadoria, então ele não teria mais de contribuir para a Previdência Social, mas como a Previdência Social é a fabrica de dinheiro do governo, lógico que ele não iria abrir mão desses recursos, sem dar nada de volta para o pobre do trabalhador.

    O tempo de contribuição não mudou continua o mesmo 30 anos para as mulheres e 35 anos para os homens. Agora além de não ter o direito da desaposentação, o trabalhador terá outra surpresa, devido a fórmula 85/95 ser progressiva tem um único objetivo que é de ferrar quem vai se aposentar pelo INSS, ou seja, a partir de Dezembro de 2018, o cálculo sofrerá o acréscimo de um ponto a cada dois anos, elevando o patamar para 86/96. A lei limita o escalonamento até 31 de Dezembro de 2026 quando a soma para mulher passará a ser de 90 pontos e de 100 pontos para os homens.

    Então vamos fazer uma pequena conta, para se chegar à esses pontos, nós temos para as mulheres 90-30 = 60 anos e para os homens 100-35 = 65 anos, o homem só poderá se aposentar depois de completar 65 anos e a mulher depois dos 60 anos, caso contrário o famigerado Fator Previdenciário será acionado e o estrago na aposentadoria nós já sabemos qual é.

    O governo vive falando, principalmente o falastrão do Lula, pelas redes sociais que o padrão de vida dos brasileiros melhorou muito nesses últimos anos, só que quando se vai na periferia das grandes cidades brasileiras, eu falei grandes cidades e não pequenas cidades, você ver que não é nada disso, agora imagine nas pequenas cidades mais pobres do país, que são a maioria, a situação é mais complicada, principalmente pela falta de saneamento básico.

    Segundo o governo o principal objetivo da fórmula 85/95 é sempre amenizar o déficit da Previdência Social, o que não é verdade, até porque já foi provado pela ANFIP e o DIEESE que a Previdência Social não é deficitária e sim superavitária, tanto é verdade que o governo deu a desoneração das folhas de pagamentos para as grandes empresas do Brasil, então como ele explica essa desoneração se diminuía as entradas de recursos para a Previdência Social?

    Agora não se tem notícias de o governo ter ido pra cima dos grandes devedores da Previdência Social que devem milhões para o INSS. Uma vez que o Lula estava visitando Davos na Suíça o repórter perguntou para ele o problema da Previdência Social. Ele respondeu que a Previdência Social ia muito bem, o único problema era as suas contas. Só que ele esqueceu falar para o repórter que essas contas que ele estava se referindo eram as contas do governo que são pagas com o dinheiro da Previdência Social e devido isso, nós já sabemos quem paga essas contas são os trabalhadores quando vão se aposentar e olha que este governo é o governo dos partidos dos trabalhadores. Agora imagine se não fossem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via