Congresso em Foco

General Santos Cruz, [fotografo]Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr[/fotografo]

General Santos Cruz reclama a Bolsonaro de “ação orquestrada” após ser alvo de ataques nas redes sociais

06.05.2019 09:17 6

Reportagem
Publicidade

6 respostas para “General Santos Cruz reclama a Bolsonaro de “ação orquestrada” após ser alvo de ataques nas redes sociais”

  1. COMENTÁRIO COLOCADO NO ARTIGO DE PERCIVAL PUGGINA “DUAS ESPERANÇAS MOBILIZAM O BRASIL”.
    Nós não podemos negar que o Brasil está num momento complicado, não por causo do governo atual, mas por causa dos governos comunismos que tivemos nesses últimos anos. Começou com o governo de Fernando Henrique Cardoso, depois veio o comunista do Lula e depois o da Dilma. Eles não aceitam por terem sidos derrotados pela a direita. Pra eles a direita era coisa do passado.
    Em termos de projetos de desenvolvimento para o Brasil, os esquerdistas nunca tiveram. O único projeto que eles sempre tiveram para o Brasil, principalmente, o governo Lula que era se perpetuar no poder para ele se tornar o ditador do Brasil, como os seus camaradas da Venezuela e de Cuba. Ele só não contava que iria atravessar no caminho dele e da sua gangue do PT, um juiz corajoso e determinado a combater a corrupção, as falcatruas e os desvios de dinheiro público, aí o plano dele de se perpetuar no foi para o espaço.
    Para complicar ainda mais a situação deles, o candidato Jair Bolsonaro ganhou a eleição para presidente do Brasil em 2018 e com determinação está querendo mudar os rumos do Brasil e trazer o Brasil para os trilhos do desenvolvimento e crescimento econômico. Agora dizer que vai ser fácil para o presidente Jair Bolsonaro executar esses projetos dele para o Brasil, lógico que não vai ser, até porque ele acabou com a famigerada política criada pelo governo comunista do PT do toma lá, dá, cá e nos seus ministérios colou só ministros técnicos, e isso desagradou muito os congressistas.
    Por isso, o presidente só vencerá essa batalha se ele continuar com o apoio do povo como ele vem tendo, fora disso, vai ser difícil ele conseguir executar os planos dele. A Lava Jato veio abrir a mente e os olhos do povo e o hoje o povo está atento pelas redes sociais nos congressistas, eles podem até atrapalhar o governo do presidente Jair Bolsonaro, mas que o povo vai dar a resposta para eles em 2022, isso, eu não tenho dúvida nenhuma. Tanto é verdade que nas eleições de 2018, muitos caciques da política não conseguiram se reeleger. E em 2022, vai continuar essa limpeza na política Nacional.

  2. Fábio luis alvarenga disse:

    Isso mais uma vez(como no caso do Bebbiano, do Velez, etc.), retrata a falta de coragem do Bozo, em simplesmente exonerar alguém que ele próprio nomeou. Tudo não passa de algo orquestrado para antes ‘fritar’ socialmente a pessoa a ser exonerada, o problema é que o roteiro está se repetindo e a população já está percebendo o quanto esse (des)governo está sem rumo. Que o Bozo é despreparado e sem capacidade de governar, todos já sabíamos, mas que imcumbiria essa função a um astrólogo senil e um vereador, poucos acreditavam. Sim, mas é o que está ocorrendo no país, estamos sendo administrados por um vereador, cujo assessor é um astrólogo senil, fracassado e ressentido com o país, cujo único propósito seria o caos nacional, para provar que o país não estava preparado para acolhê-lo e entendê-lo(como se isso fosse possível).

  3. Fábio luis alvarenga disse:

    “Semana passada, Santos Cruz desautorizou um e-mail enviado pela SECOM às estatais, com ordens de que peças publicitárias deveriam ser submetidas a análise. A Secretaria de Governo destacou, em nota, que isso fere a Lei das Estatais”. Ou seja, o próprio Secretário é contrário à censura, mas o problema é que o Bozo, o astrólogo Orácaulo do Ca#alho e os filhos do Bozo, criaram ‘birra’ com o militar.Santos Cruz reclamou que a ação contra ele nas redes sociais não se trata de ato espontâneo, mas sim uma ação coordenada, “com a participação dos filhos do presidente, o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, e assessores ligados ao ideólogo de direita, Olavo de Carvalho.” Ou seja tudo ‘armado’ (como sempre) pelo Bozo e seus asseclas.

  4. Bento Sartori de Camargo disse:

    A manifestação nas mídias devem sim serem livres, pois o que for “lixo ou fake” simplesmente é descartado pela maioria, mais ainda: as críticas aos Três Poderes e nas três esferas de governo é salutar, pois somente assim é possível “filtrar” o que está ocorrendo de errado, distorcido ou desviado para a devida correção. Sinto muito General mas é o exercício da plena democracia e liberdade de expressão.

  5. Natanael disse:

    O texto fala claramente de onde vêm os ataques ao general, fica fácil para o presidente adotar providências para impedir a continuidade sem ferir o direito à liberdade de livre expressão.

  6. Pacificattore disse:

    Esquenta não General.
    A maioria dos MMP (Militantes Marmita de Preso), que ainda empesteiam a web, só repete o que mandam eles dizer. São apenas pobres coitados que perderam a boquinha…
    Quase tenho dó deles (mentira, tenho nada…).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via