Congresso em Foco

Vídeos e Lives

Letícia Sabatella:

Vídeo Atriz Letícia Sabatella é hostilizada por manifestantes em ato pró-impeachment

01.08.2016 09:28 9
Atualizado em 30.11.2017 14:44

Reportagem
Publicidade

9 respostas para “Atriz Letícia Sabatella é hostilizada por manifestantes em ato pró-impeachment”

  1. Diulza Angélica dos Santos disse:

    Concordo com Sergio Russo,nas manifestações,da qual participei são pacificas, mas senti que todos estão furiosos,qualquer afronta vai ter confusão e das grandes. Eu não vou em passeata dos petistas, eles não deveria de ir também de outros movimentos.

  2. 13582196 disse:

    Essa aí quer fazer um filminho-mentira em favor da Dilma!

  3. mariossergio disse:

    Mas é claro que ela, pessoa pública e que nunca escondeu suas preferências políticas, aproximou-se do manifesto para provocar seus participantes.

    Mas ela tem alguma razão. Há sim falta de democracia no país. Nós, desinstruídos, filhotes de governos demagogos, não sabemos o que fazer quando votamos, escolhemos nossos líderes dentre os que nos enganam mais. Haja vista nossos dois últimos presidentes, grandes populistas, que lograram o povo com suas promessas e permitiram que a corrupção tomasse conta do país. Porém, se isso é democracia, melhor não tê-la.

    E fica a pergunta: ela também vai ser indiciada por insuflar o conflito intrometendo-se em um grupo que ela condena?

    • Paulo Rosas Moreira disse:

      Eu não entendo como democracia, a participação de comunistas e teocráticos, disputando em igualdade de condições com a democracia, abrigados pela Constituição que se diz ainda por cima como laica. Para mim, desculpem-me o termo, é suruba, é anarquia, é por isso que estamos passando por todas essas dificuldades.
      Eu admito que o sujeito seja comunista, pastor evangélico, padre católico, seja lá qual for a sua ideologia, contanto que ele não possa interferir no nosso regime democrático, caso contrário isto não pode ser chamado de democracia.

      • mariossergio disse:

        Paulo, eu acho que os comunistas ou líderes de igreja tem também o direito de participar do processo democrático. O que pega é a falta de instrução do povo, é a educação deficiente que temos, é a imperfeição na hora de formar o cidadão. E, por isso, comunistas, líderes de igrejas, sindicalistas, demagogos em geral fazem a cabeça dos incautos com muito mais facilidade.

        Se tivéssemos sido treinados para pensar, para raciocinar, para ter capacidade de diferenciar o bom do mau, não seria problema nenhum esses manipuladores se candidatarem, eles não se elegeriam.

        Daí nossa “democracia” virou um círculo vicioso, uma roda viva, eles não nos dão instrução assim nós votamos neles, que, no poder, não nos dão instrução para votarmos neles e aí eles não nos dão instrução e nós continuamos a votar neles… Isso é democracia?

        • Paulo Rosas Moreira disse:

          Máriosergio, discordo integralmente de sua opinião. Um regime de governo, não deve sofrer influência de outro que lhe é contrário, seja ele qual for, porque ele jamais será autêntico.
          Será sempre um cão preso a sua coleira por uma corrente que lhe impede de mostrar do que é capaz.
          Admito, sim, se uma suposta maioria, não quiser mais viver sob o regime democrático, a solução é um plebiscito, mas jamais, como se diz, misturar as tintas.
          Não acredito que nosso povo, acostumado a liberdade relativa concedida pela democracia, com todos os seus defeitos, resolva partir para uma forma de governo, que impõe suas decisões, sem consultar os anseios do povo. É certo que dependendo da imposição, poderá agradar ou não, uma ou outra decisão, mas o que vimos em outros governos ditatoriais de outros países, nos faz mais do que acreditar que não dará certo para o brasileiro.
          Até me fez lembrar de um programa humorístico do Jô Soares, no passado, em que ele curtia com a Máfia Italiana, “Não manda a Máfia para o Brasil que esculhamba” referindo-se a um mafioso um tal de Bruscheta, ou coisa parecida, que foi preso por aqui e devolvido à Itália, o qual foi o motivo da gozação do programa do Jô, no tempo em que fazia humorismo.
          Quanto a religião, elas carecem de uma ação efetiva de esclarecimento, porque deuses nenhum deles existem . Trata-se de exploração do homem pelo homem a serviço de governos e dos bolsos das entidades e administradores das religiões. Tenho saudade do ditador Francia do Paraguay, do século XVIII, felizmente algo está mudando no mundo, com o advento da Internet, o conhecimento começa a chegar fazendo o mundo a repensar em tudo que lhe fora até então impingido. A coisa está ficando feia para a ICAR, já estão pensando em permitir a volta das sacerdotisas, concedendo-lhes alguns poderes dentro da igreja. Será um golpe inteligente, porque as mulheres têm mais condições de agregar do que os homens. Ela com sua simplicidade e feminilidade, arrasta seu marido, seus filhos, netos, sobrinhos, irmãos, irmãs, parentes os mais diversos e de sobra os vizinhos. Enquanto o Judaísmo fez restrições às mulheres, a ICAR, aceitou-as em seus templos, catequizando-as, sem lhes dar o poder e através delas encheu seus templos, mundo afora.

          • mariossergio disse:

            Respeito sua opinião, mas talvez você não tenha entendido o que eu disse.
            Não quero líderes religiosos ou comunistas no governo. Não gosto deles, não confio neles.
            O que eu disse é que em uma democracia eles também tem o direito de concorrer a cargos eletivos, mas vou sempre torcer para que não se elejam.

          • Paulo Rosas Moreira disse:

            Mariossergio ! Sim também concordo com você, mas fora do governo, não dentro dele, justo porque a ideologia de ambos são contrárias a democracia e quem está com o volante na mão é a democracia, então porque pormos eles lá juntos, para cada um puxar o volante para si. Uma hora acaba em desastre. É apenas uma visão diferente, ou você é o motorista, ou é o passageiro, acredito que deu para entender a minha analogia.

  4. Sergio Russo disse:

    Nos tempos antigos , nos bares da periferia , era mais comum a troca de sopapos por causa de futebol . Ai daquele que falasse mal co Corinthians .
    Mas , um espertalhão fez um risco no chão e dividiu o pais em ” nós e eles “.
    Fez isto quando o seu partido era conceituado e , por baixo dos panos , os bilhões que eram roubados , garantiriam as sucessivas eleições por muitas decadas .
    Se sentiu poderoso e blefou , quando sua turma nunca foi mais que 20% da população brasileira .
    O que fizeram com a Leticia está errado , mas é consequencia de um erro muito maior que o Lula fez lá atras , ao dividir o Brasil.
    Chamam este pinguço de genio da politica . Não sei da onde . Esta de dividir o Brasil e tornar as ruas cheias de militantes , cheios de odios contra os adversarios , pode por na listinha das grandes obras do Lula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie
Publicidade

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via