Tudo vai dar certo

É perfeitamente compreensível que todos tenham pressa para que as coisas se encaminhem e o petismo não dite mais os rumos do país. O Brasil atravessa enormes dificuldades pela forma nada republicana com que se apropriaram do governo, como se o país fosse deles. Mas não é e nunca será. A urgência em se livrar do petismo também é minha. Desde que Lula assumiu, eu combato e denuncio na Câmara dos Deputados o jeito petista de governar e, antes disso, como deputado estadual no Rio Grande do Sul, fui opositor ao primeiro governo petista em um estado brasileiro.

Quero pedir a vocês que confiem no trabalho do Ministério Público Federal, na Polícia Federal e em nosso trabalho, no que estamos fazendo na CPI da Petrobras. Às vezes, fazer oposição no Brasil pode parecer pregar no deserto, mas nós já tivemos importantes conquistas. Para lembrar, na CPI dos Correios, nosso trabalho foi fundamental para desvendar o mensalão. Tudo que apontamos no relatório, aquela época, foi acatado pela justiça e nos livrou da possibilidade de ter como presidente da República o condenado José Dirceu.

O Brasil é um estado democrático de direito, muito embora o petismo tente desqualificar as instituições, como fizeram quando Joaquim Barbosa mandou para a cadeia a cúpula petista pela sujeira do mensalão, como agora tentam fazer com o doutor Sérgio Moro que conduz a Operação Lava Jato, mandando para a cadeia mais uma série de bandidos. Também são constantes as manifestações lulo-petistas de descaso com as regras de uma democracia e as tentativas de nivelar a política por baixo e fazer com que os brasileiros acreditem que todos os políticos são iguais. Não são! O que eles fazem não é política, é politicagem.

Agora Lula é investigado por tráfico de influência e, como sempre fez, tenta dividir a nação, incitando o ódio. A lei é para todos e ele sabe que o fim está perto, por isso dissemina o ódio. É a única arma que ele tem. Não podemos cair no jogo rasteiro. O ódio e a raiva só interessam a um lado, a quem já mostrou que não tem capacidade e autoridade moral para nada. O fim desse ciclo nefasto servirá para mudarmos o rumo do Brasil e varrer o estrago feito por Lula, Dilma e todos que agiram nas sombras, saqueando o país em nome de um projeto de poder a qualquer custo.

Vamos dar a eles uma lição de democracia. Tudo pode ser feito dentro das regras do jogo democrático. As instituições estão trabalhando, investigando e denunciando. Não podemos perder a esperança. Eu sei que é difícil no meio de tantas notícias ruins, mas nós podemos e vamos construir um Brasil melhor, dando uma lição àqueles que se serviram do país e do fruto do trabalho de todos os brasileiros de bem, a imensa maioria, os verdadeiros donos deste país.

Quem roubou o país e os sonhos de todos os brasileiros vai pagar, podem acreditar. Lugar de bandido é na cadeia. Nós não desistiremos e quanto mais apoio tivermos, melhor. Acompanhem nosso trabalho, cobrem. Podem contar comigo e os meus 21 anos de vida pública. Na última eleição, 51 milhões de brasileiros disseram não ao petismo. Agora, 10 meses depois, com toda a certeza esse número aumentou muito. Somos muitos e somos a maioria. A gente pode e o Brasil precisa. Fé e coragem não nos faltam.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!