Por que temos que escancarar o lobby

Nesta semana uma conversa com um amigo que trabalha em outra área me provocou algumas reflexões e me inspirou a compartilhar algumas delas.

A principal questão era se nós, lobistas, deveríamos fazer divulgação e dar publicidade aos nossos trabalhos de ações. A pergunta tinha uma razão de ser, pois sendo, à princípio, o lobby um trabalho de bastidores não deveria ser divulgado.

Minhas considerações foram no seguinte sentido. Primeiramente, participação social no processo de definição de políticas públicas faz parte de democracias desenvolvidas e maduras. Torna as políticas públicas muito mais equilibradas e efetivas. Essa participação traz ganhos de conteúdo, uma vez que o conhecimento que os decisores acabam recebendo sobre os temas em discussão ficam muito mais ricos com a participação de especialistas em relações governamentais.

Por outro lado, o trabalho de relações governamentais não se restringe aos bastidores. Antes de chegar ao momento da interlocução com os decisores, há um longo caminho de monitoramento, inteligência, análise, estratégia e comunicação que é percorrido. É um trabalho que, além de extremamente técnico, é também realizado sob a luz e obedece diversas normativas nacionais e internacionais de conformidade.

Contudo, infelizmente, essa atividade herdou um estigma muito grande. Sabemos que existem muitos folclores a respeito, mas não vamos negar que alguns malfeitos e atitudes antidemocráticas aqui e fora deixaram lanchas difíceis de esquecer. Mas não se julga o todo pela parte, nem se joga fora a água da bacia com a criança dentro.

E justamente por carregarmos esse fardo é que acredito que o departamento de relações governamentais tem que ser o mais transparente de todos. Sendo uma atividade lícita, essencial à democracia e acessória à do decisor público, temos mais é que escancarar, dar visibilidade e mostrar como o lobby traz ganhos sociais e transforma a vida das pessoas.

O texto acima expressa a visão de quem o assina, não necessariamente do Congresso em Foco. Se você quer publicar algo sobre o mesmo tema, mas com um diferente ponto de vista, envie sua sugestão de texto para redacao@congressoemfoco.com.br.

> Leia mais textos do autor.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!