O legado da Copa para o Brasil

Tiago César Costa *

Muito se gastou com a Copa do Mundo no Brasil. Aliás, muito se superfaturou, já que grande parte dos estádios orçados ultrapassou e muito os valores iniciais. Segundo dados fornecidos pelo governo brasileiro, foram gastos aproximadamente R$ 25,6 bilhões. Desse total, 83% saíram dos cofres públicos.

Enquanto cidadãos foram às ruas reivindicando melhores condições na saúde, na educação, no transporte público, na segurança, etc. devido a aviltante carga tributária que corrói nosso salário e os empresários, o governo propôs a velha e conhecida "política do pão e circo".

Na realidade, a democracia brasileira atravessa um momento de descrédito e degradação. A maioria dos nossos pseudos representantes não se importam com o real sentido de suas funções, ao contrário, trocam favores pessoais e esquecem de quem os elegeu. Na época eleitoral, vestem suas máscaras. "Pinóquios" surgem a todo tempo, pena que os narizes não crescem, como naquele conto infantil.

O espírito alegre, cativante e carismático do brasileiro em torno do futebol se afugentou, pois todos estamos estafados de tantos corruptos, de tantos impostos desviados e desanimados com o retorno concedido à sociedade.

A educação está falida, retrógrada, salários dos professores defasados, os hospitais sucateados, a violência cresce constantemente, a inflação e os impostos embutidos nos alimentos básicos chegam a desanimar, enquanto isso, temos que sustentar os "senhores no poder", temos que manter suas dezenas de ministérios, milhares de cargos de confiança, palácios, viagens de "jatinhos", seus paraísos fiscais, seus privilégios, auxílios de toda sorte, etc.

Daí pergunto: qual o legado que a Copa do Mundo deixará ao Brasil?

O legado de sempre, desde o descobrimento pelos portugueses, do superfaturamento, da corrupção, dos gastos indevidos, dos aproveitadores do dinheiro público e do oba-oba, pois infelizmente, salvas raras exceções, é de pão e circo que o povo gosta. Na realidade o estrago do legado ficará para nós contribuintes que deixamos uma boa parte do nosso salário para a sustentabilidade desse imundo sistema.

Nesta Copa o Brasil já perdeu! Não seremos hexa. Perdemos a oportunidade de alavancar a saúde, a educação, a segurança, o transporte público, etc. Perdemos a oportunidade de ouvir as vozes que saíram às ruas e quiseram mudanças.

Escolheu-se ludibriar o povo a gritar gol! A vestir o verde e amarelo. Enquanto isso, o cidadão é esfaqueado, desviam o dinheiro público e levantam a tenda desse grande circo chamado Brasil.

Vamos todos para a rua! Não quero pão e circo de legado, quero meu Brasil livre da corrupção, livre da escravidão dos impostos excessivos, livre dos sanguessugas do povo trabalhador. Basta, vamos gritar gol nas urnas em outubro. Deixe sua resposta consciente, vamos dar um passo e tirar esses "picaretas" do poder. Aí, sim, seremos campeões!

* É advogado em Mogi-Mirim (SP). Mantém o blog: http://tiagocosta-adv.blogspot.com.br.

Mais sobre a Copa do Mundo

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!