Novo ano de esperanças!

Heloísa Helena*

Chegamos em 2012... Para uns, 2011 passou rápido demais, e para outros, muito demorado em tanto pesar! Mas – distanciados ou não em diferenças teológicas ou culturais – acabamos irmanados num certo simbolismo de reflexão sobre caminhos percorridos durante o ano que passou ou sobre o sentido verdadeiro deste nosso rito de passagem no renascimento do Menino Jesus no Natal. Nesse período, identificamos dos ensinamentos ancestrais sagrados de belos valores espirituais até a disputa comercial entre burocracias religiosas na propagação da fé e a voraz hegemonia do consumismo desvairado como norma propagada e vergonhosamente incorporada por muitos.

O Natal para ser celebrado verdadeiramente nos obriga a pensar ao menos em certas circunstâncias do nascimento e da vida de Jesus... Quando as línguas ferinas e maldosas serpentearem para a fofoca vulgar contra algumas mulheres, lembrem de Maria e de tudo que ela deve ter sofrido em terríveis e cruéis preconceitos... Quando a ostentação vulgar da riqueza material for mais sedutora do que a honestidade, a honra e o bom caráter, pensem na simplicidade de José e da manjedoura... Quando a busca desvairada pelo poder impregnar sua alma em hipocrisia, corrupção e mentiras, lembrem de que o menino que celebramos estes dias foi o homem iluminado que enfrentou e condenou esse tipo de poder também com um chicote nas mãos... Quando as crianças nas ruas e sarjetas se mostrarem destroçadas pela miséria humana das drogas e violência, lembrem que ali naqueles pequenos corpos em escombros está verdadeiramente o Reino de Deus... Quando olhares com desdém e ironia um pequeno cachorrinho indefeso ser humilhado e espancado até a morte, lembra que o Jesus que glorificas nasceu num pequeno abrigo de animais... Quando ousares humilhar, apedrejar e matar alguém - pela cor da pele, pelas formas de amar, pela religião que testemunha, pela extrema pobreza material em que vive - é essencial lembrar também das difíceis escolhas feitas na vida por Jesus...

Tomara Deus nos possibilite todos os bálsamos espirituais para minimizar a dor intensa em tão profundas feridas humanas e que as nossas cicatrizes de batalhas e derrotas nos auxiliem a reencontrar a coragem para novas e honradas lutas... Tomara Deus console as nossas perdas de grandes amores perdidos que se foram vítimas de doenças evitáveis, da violência, dos suicídios, do sofrimento mental, das mutilações físicas e afetivas... Tomara os Anjos do Senhor nos ajudem a enfrentar as tempestades da vida mesmo quando nossas fraquezas imensas nos deixarem perdidos náufragos entre destroços em alto-mar... Tomara os que já perderam a fé na vida possam escavar suas próprias ruínas e encontrar tesouros escondidos de coragem, solidariedade, esperança...

Feliz Natal de todos os dias e um Novo Ano de Saúde, Paz, Lutas e Poesias... e muitas Sementes de Esperanças para serem compartilhadas e cuidadas mesmo no solo árido de imensas injustiças sociais e banditismo político em nossa querida Alagoas e no Brasil!

*Heloísa Helena é vereadora pelo PSOL em Maceió.Twitter: @_heloisa_helena. Blog: www.painelnoticias.com.br/blog/heloisahelena

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!