Moral de ocasião, ética seletiva

Há um grande acordo na Câmara de blindagem a Eduardo Cunha: os mesmos que aplaudem a Lava Jato - e com razão - quando ela atinge integrantes do PT, calam-se - com um silêncio hipócrita - quando ela chega no 'núcleo parlamentar'. Os jatos da Operação param no lago e nas barreiras de 'proteção' ao Congresso Nacional!

Na Câmara, é um ESCÂNDALO que APENAS o Psol tenha cobrado, na reunião de líderes e em plenário (ontem, 4), o afastamento de Cunha, que sofre pesadas acusações de recebimento de suborno. Por muito menos, tanto titulares do Executivo quanto da Mesa Diretora da Câmara, em passado não muito distante, licenciaram-se de suas funções de mando até que tudo fosse esclarecido – na maioria das vezes, em desfavor dos acusados.

Esse mar poluído de cumplicidades nega a representação popular. Os discursos 'moralizadores' de muitos são de boca pra fora: só quando lhes convém. Essa conivência aética, que vai do PT (que bajula Cunha por medo do impeachment de Dilma) ao PSDB (que tem seus mensalões e seus acordos oportunistas), passando por TODOS os demais partidos com bancadas na Câmara, vai gerar imensos constrangimentos em breve: quando, daqui a alguns dias, vierem os indiciamentos do Ministério Público, com provas substantivas contra aqueles que o STF, certamente, tornará réus. E aí, o que dirão os que agora, com 'cara de paisagem', nada falam - exceto para repudiar o nosso 'radicalismo'?

Ser antiDilma e contra esse governo destrambelhado - de Levy e Temer, na verdade - não é aval ético para ninguém.

Não nos consola o fato de o Psol ter feito, desde sempre, propostas preventivas, de resguardo do já tão desgastado Parlamento - bom em 'acertos' ocultos, péssimo em cortar na própria carne.

Que o Ministério Público faça hoje uma bela eleição, com indicação pela Presidente da República do mais votado. E que o Senado não cometa o desatino de rejeitar ou protelar essa escolha, para retaliar o PGR e defender as Excelências investigadas.

Seguiremos na luta, ainda que momentaneamente isolados (aqui, não nas ruas e no sentimento de boa parte da população): "GLÓRIA A TODAS AS LUTAS INGLÓRIAS!".

Mais sobre Eduardo Cunha

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!