Marcha contra a Corrupção inicia a sua 13ª edição no Piauí

Não é de hoje que é comum ouvir a afirmação de que os cidadãos mais esclarecidos não cumprem o seu papel de orientar outros sobre alguns dos temas mais importantes da cidadania. Principalmente a responsabilidade política de cobrar e fiscalizar governos e mandatos, além da compreensão do que são os valores da vida, justiça e propriedade, dentre outros.

Pois há mais de uma década uma iniciativa mostra que existem, sim, pessoas dispostas a dedicar seu tempo a “criar” cidadãos mais conscientes e atuantes. Na semana passada começou em Teresina, no Piauí, a versão 2014 da Marcha Contra a Corrupção e Pela Vida, organizada pelo movimento Força Tarefa Popular e com participação de diversas organizações dedicadas ao combate à corrupção e à impunidade.

Já estamos na décima terceira edição da marcha e o tema deste ano não poderia ser mais oportuno: “Corrupção é gol contra - Vamos Mudar este Placar”. Serão percorridos cinco municípios do interior do estado piauiense até o dia 5 de agosto: Queimada Nova, Lagoa do Barro, São Francisco, Campo Alegre e São João do Piauí. Nestas duas semanas de caminhada, o objetivo é encontrar moradores de diversas localidades, descobrir quais são os seus problemas e ensiná-los a interferir junto ao poder público local de modo a conseguir uma solução.

Arimatéa Dantas, um dos organizadores da Marcha, conta que, “além de mostrar para a população como lutar pelos seus direitos, um dos objetivos é estimular as pessoas a participar das atividades das câmaras municipais fiscalizando os balancetes, como permite a lei”.

Nestes treze anos de caminhadas pela cidadania, já foram percorridos mais de 2.700 quilômetros, atravessando mais de 80 municípios do sertão do Piauí. Essa iniciativa foi tema do documentário "Sede de Ser", dirigido por Nicole Verillo, da organização Amarribo Brasil, e já disponível na íntegra nas redes sociais.

A Marcha Contra a Corrupção e Pela Vida se tornou uma referência internacional de cidadania atuante, atraindo a atenção de pesquisadores estrangeiros e organizações mundiais, como a Transparência Internacional e a universidade americana de Georgetown.

Para saber mais e, quem sabe, se inspirar nesta iniciativa de cidadania atuante, vale a pena conferir a página da marcha, que contém o roteiro completo das cidades visitadas e muitas outras informações.

Mais sobre corrupção

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!