“Democracia em vertigem”: a arte e a verdade

“A arte existe porque a vida não basta” (Ferreira Gullar) A inquietude humana nos leva a buscar permanentemente espaços além do real, a fantasia como realização metafórica de desejos e sonhos, a construção da arte como exercício máximo de criatividade e talento. A arte traduz nossa insatisfação com os limites da vida real e a … Continue lendo “Democracia em vertigem”: a arte e a verdade