De volta ao período colonial

Miguel Abdo*

O que era muito comum nos tempos do Brasil colônia volta a ser realidade nos dias de hoje: um forte aquecimento do uso das riquezas minerais, da agricultura e pecuária e dependência enorme do exterior em se tratando de bens acabados.

O PIB brasileiro deve crescer em torno de 4% este ano, segundo analistas de mercado. Apesar da expansão, é importante olhar com muita atenção para esse desempenho, afinal o Brasil apresenta indícios claros de um lento e doloroso processo de desindustrialização.

Essa desindustrialização é causada pelas altas taxas de juros, a forte valorização do Real, os pesados encargos trabalhistas e a alta carga tributária, entre outros fatores. Todos esses pontos juntos tiram a competitividade dos produtos nacionais e favorecem a entrada de produtos importados, como os chineses.

Muitas empresas estão descontinuando linhas de produção por pura falta de competitividade local. Como exemplo, cito a empresa Texfibra, indústria têxtil do interior de São Paulo, que recentemente demitiu funcionários e, segundo reportagem do jornal O Liberal, registrou queda na produção por conta da falta de competitividade frente aos produtos chineses e altos custos de produção, como de energia.

A balança comercial do país é outro fator que precisa ser analisado. Apesar de registrar superávit comercial (a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 15,717 bilhões, com exportações de US$ 130,603 bi e importações de US$ 114,886 bi, de janeiro a 17 de julho, segundo o Ministério Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC), a pauta de exportação do país é constituída basicamente por commodities e não por produtos industrializados.

Essa volta ao passado também está levando o país para muitos anos atrás em termos de parque industrial. Não tenho dúvida que é um enorme retrocesso, e reverter este processo depende única e exclusivamente de uma política de governo eficiente para frear esta viagem pelo túnel do tempo.

*Diretor da Naxentia, empresa especializada em transições críticas, principalmente reestruturação e turnaround

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!