A importância do porta-voz na crise

Em momentos de crise, o porta-voz se sobressai: Pedro Aihara, tenente de 25 anos do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, foi destaque na imprensa por sua atuação durante a tragédia de Brumadinho (MG). O porta-voz, que encara de quatro a cinco coletivas de imprensa por dia, foi elogiado pelas informações precisas, comunicação clara, atitude confiante e empatia com as vítimas.

Desde então, Aihara virou tema de matérias em veículos como El País, M de Mulher e o programa de TV Mais Você, da Rede Globo. Em meio à crise, a desenvoltura de Aihara contribuiu para gerar uma imagem positiva do Corpo de Bombeiros. Nas redes sociais, usuários estão utilizando a hashtag #BombeirosMG para publicar mensagens de apoio e elogios. O perfil do tenente no Instagram alcançou 108 mil seguidores. Pela rede social, Aihara agradeceu às manifestações de apoio e transmitiu uma mensagem positiva: “Continuaremos incansavelmente, pois maior que qualquer tragédia será sempre nossa esperança e nossa fé”.

O porta-voz preparado e que sabe passar mensagens de forma clara é elemento estratégico para a gestão de crise. Aihara foi escolhido para representar a corporação após um dos comandantes observar a facilidade com que o profissional interagia em reuniões. Antes do acidente em Brumadinho, o tenente já havia atuado como porta-voz para a imprensa em um caso de repercussão internacional em 2017, quando houve o incêndio da creche Gente Inocente, em Janaúba, no Norte de Minas.

Leia mais

Robôs vão substituir jornalistas?

O Guardian Australia publicou a sua primeira matéria escrita por robôs. O jornal australiano segue a tendência que deve se tornar regra na imprensa mundial.

Eles são programados para utilizar bancos de dados para elaborar textos de matérias corriqueiras, com temas como clima, recordes, rankings, comparações, entre outros assuntos. Assim, os repórteres humanos ganham tempo para se dedicarem a reportagens mais profundas, que explicam os "porquês" e os "comos".

Ao mesmo tempo em que a nova tecnologia traz soluções, também levanta alertas sobre como essa automação pode afetar a indústria de notícias. Irão os robôs substituir jornalistas? Ainda é cedo para saber, mas no mínimo trazem novas oportunidades para a indústria da comunicação, que precisa de mais profissionais especializados em produzir dados, essenciais para alimentar robôs.

Leia mais

Zuckerberg planeja unificar plataformas de mensagens

O Facebook completa 14 anos neste 4 de fevereiro em plena expansão. O anúncio do CEO da rede, Mark Zuckerberg, que pretende unificar a infraestrutura de mensagens dos serviços de WhatsApp, Instagram e Facebokk Messenger movimentou o cenário das plataformas sociais. A ideia, segundo publicou o jornal New York Times, é incorporar criptografia em todos os aplicativos, que continuariam como plataformas independentes.

O trabalho estaria no estágio inicial e a estimativa é que seja concluído ainda este ano. A medida, se for implantada, seria uma forma de proteção das mensagens de serem visualizadas por qualquer pessoa que não os participantes da conversa.

Leia mais

<< Outros artigos do Cenas da Semana

<< Outros textos sobre a tragédia de Brumadinho

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!