Cafés gourmets

Combinar alguém para tomar um café é sempre um sinal de amizade, de boa conversa, de um encontro informal e prazeroso. Em algumas cidades, o hábito de ir a um café chega a ser quase um estilo de vida. Pense em Paris e nos cafés legendários, como o Café de la Paix, o Deux Magots, o Café de Flore.  São verdadeiras instituições, lendas vivas de uma época. Buenos Aires também é associada a cafés charmosos, onde se pode passar horas acompanhado de uma boa leitura regada a café.

Aqui em Brasília o hábito está ganhando cada vez mais adeptos, e crescem os cafés gourmets para satisfazer os paladares mais exigentes da bebida. A capital já está bem posicionada até no ranking da revista Espresso.

Há o Los Baristas, na 404 Norte, pequeno e muito profissional com seus cafés selecionados. Eles oferecem vários tipos de preparo de café, todos com grãos de alta qualidade.

O Grenat Café, agora na 315 Norte e também no Iguatemi, tem parceria com a Nespresso. A empresa nasceu em 2008 como uma extensão em Brasília da Academia de Barismo, depois que a proprietária frequentou a Escola de Barismo da Isabela Raposeiras, em São Paulo. O sucesso da cafeteria é por uma razão muito simples: os cafés são de alta qualidade, fruto de muito empenho e profissionalismo.

Falar em café em Brasília é sinônimo de falar do Ernesto Cafés Especiais, na 215 Sul, um dos cafés mais concorridos da capital. Nas manhãs de sábado e domingo é difícil encontrar mesa por ali e é comum se ver filas na entrada. O ambiente é muito acolhedor e convidativo, seja para um cafezinho (sempre especial), um farto café da manhã ou um lanche da tarde. Os cafés vêm de várias regiões (Sul de Minas, Cerrado, Mogiana) de fazendas certificadas e os lanches são saborosos. Ali bem perto, na 113 Sul, há o Belini Café, outra casa muito apreciada e movimentada.

E há ainda um pequeno café escondido ali no primeiro andar do Venâncio 2000, o Civitá Cafés Especiais, que qualquer apreciador de café vai gostar de conhecer. Uma ótima pedida se você tiver que resolver alguma questão nos cartórios do Venâncio: aproveite e prove um dos cafés da casa. Ah, os salgados e os brigadeiros também são especiais.

Pois é, em Brasília também há boas opções de cafés para regar uma prosa agradável. E isso que nem se falou no pioneiro Daniel Briand (104 Norte), porque vamos deixar para explorar esses sabores franceses quando formos falar das boulangeries e patisseries com selos brasilienses.

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!