Bolsonaro vai marchar

1 - Estava claro que Bolsonaro iria dobrar a aposta. Se comportou assim em todos os momentos. Não conhece a palavra recuo e, até agora, não encontrou oposição que reúna forças para lhe ameaçar de verdade.

>Últimas notícias da pandemia de covid-19

2 - Ele não fez isso sozinho. Trump adotou discurso parecido na tarde de hoje. O Capitão está alinhado com o Tio Sam e com as federações do comércio e da indústria. Não se iludam, Madero, Giraffas e Justus foram apenas os indiscretos.

3 - A Classe média está apavorada em casa, confortável e contando com suas reservas. O povo começou a ficar apavorado com outra questão. Sem renda e com a demissão iminente, não sabe como vai pagar o aluguel e comprar a comida. Vale o risco?

4 - O presidente declarou guerra total à Globo. Será luta de vida ou morte daqui pra frente. É improvável que os dois cheguem vivos à 2023. Um dos dois vai tombar. Alguém duvida que ele pode cassar a concessão?

5 - Tudo que ele mais deseja neste momento é um pedido de impeachment. Amplia sua vitimização e seu posicionamento antissistema. "Os políticos e a mídia corrupta sabotam o Brasil. Querem golpear o voto popular." Prato cheio pra quem busca motivo para um golpe.

6 - Não existe oposição. Virou briga de varandas e panelas. Na esquerda ninguém se entende. O centro fica tonto a cada pancada do Capitão. Os liberais democráticos também estão isolados. Ninguém quer papo com ninguém, enquanto isso, Bolsonaro marcha sem nenhuma resistência real.

7 - Maia está errático. Ele é suscetível à brutal pressão do mercado. A Faria Lima quer a roda da economia girando. Pra eles não vai faltar ventilador mecânico.

8 - Mandetta foi desautorizado em rede nacional. Circula que Osmar Terra está pronto para assumir seu lugar. Nos últimos dias fez de tudo, até criticou a China para tentar se segurar no cargo. Foi desmoralizado pelo presidente, difícil se manter.

9 - Tudo indica que Guedes está no Rio cuidando de sua saúde, circula que deu positivo para covid-19. É outro que foi desautorizado pelo capitão. O posto Ipiranga é contra a linha keynesiana necessária. O presidente não vai trocar sua cabeça pela de Guedes. O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, já está no aquecimento.

10 - Não se iludam, Bolsonaro vai marchar. Se não juntar todo mundo, superando diferenças políticas e ideológicas para garantir a democracia e derrotá-lo, podemos ter cadáveres e autoritarismo, um "belo pacote."

>Mais textos da coluna do Cappeli

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!