As perspectivas da cidadania para 2014

Depois de comentar, em nosso último artigo, o que de melhor a cidadania conquistou em 2013, vamos agora falar um pouco sobre o que podemos esperar de 2014 sob a ótica de uma sociedade cada vez mais consciente e atuante.

Como vocês sabem, este ano teremos eleições gerais para presidente, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. E isso torna o trabalho das organizações da cidadania ainda mais fundamental.

Para este 2014, teremos a continuidade de algumas iniciativas da sociedade civil que valem a pena comentar. Por exemplo, as entidades organizadas em torno da Coalizão pela Reforma Política esperam agora este ano alcançar a marca de nada menos que 2 milhões de assinaturas de apoio à ideia das Eleições Limpas. Até o momento, já foram alcançadas 300 mil, mas os organizadores acreditam que conforme a ideia vai sendo divulgada pelo país, essa meta de 2 milhões não é impossível. Vale lembrar que é preciso um pouco mais de 1,3 milhão de assinaturas para que possamos pressionar pela tramitação do projeto de lei de iniciativa popular no Congresso.

Falando em pressionar o Congresso Nacional, lembramos que várias matérias de interesse da cidadania estão tramitando e é preciso ficar em cima dos políticos para que elas possam se tornar realidade. Algumas delas são: a proibição de doações de empresas a campanhas eleitorais, o fim do voto obrigatório, maior facilidade para a proposição de projetos de lei de iniciativa popular e a regulamentação definitiva das formas de democracia direta como referendos e plebiscitos. Além de uma discussão mais aprofundada sobre questões importantes, como a rechamada de políticos que não cumpriram suas promessas de campanhas, o sistema de voto e muito mais.

Outro ponto que vale a pena prestar atenção é o dos megaeventos que teremos no Brasil. 2014 é ano de Copa do Mundo e as organizações de fiscalização dos investimentos nas cidades-sede já avisaram que vão intensificar os esforços, sempre em parceria com instituições de Estado de controle, como os tribunais de contas estaduais e o da União, e também o Ministério Público. Através da página jogoslimpos.org.br vocês podem se informar sobre todos esses gastos e o que está sendo feito por especialistas, técnicos e voluntários para monitorar tudo.

Não podemos nos esquecer de que estamos falando de bilhões de reais de recursos públicos que estão sendo utilizados em todas as obras. E que é dever de todo cidadão consciente procurar saber e tomar conta de como todo esse dinheiro público está sendo gasto.

E que tenhamos todos um 2014 pleno de alegrias e cidadania!

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!