A falta de juízo do Supremo

"Se eu me identificar como mulher e quiser me aposentar aos 60 anos, o Supremo vai mandar prender por homofobia quem discordar dessa minha escolha?"

O Brasil é o país do paradoxo. Circula na internet um pequeno vídeo, um meme, que diz: se eu, homem, me identificar como mulher e quiser me aposentar aos 60 anos, o Supremo vai mandar prender por homofobia quem discordar dessa minha escolha? Como sair dessa encruzilhada cultural? O próprio Supremo se envolveu recentemente em um ato abusivo de legislação ao equiparar a homofobia ao crime de racismo por omissão do Congresso. Até quando o Congresso vai continuar se omitindo, incapaz de discernir a ação legislativa de interesse público da defesa corporativa de interesses de determinadas categorias? Falo mais sobre o assunto no vídeo abaixo:

> Outros artigos do mesmo colunista

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!