SP, RS, RJ e PR têm melhores bancadas no Congresso

Edson Sardinha


As bancadas de São Paulo, do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro e do Paraná são as melhores do Congresso, na avaliação de profissionais de imprensa que cobrem a Câmara e o Senado. Os deputados e senadores desses estados receberam, ao todo, 765 votos e foram os mais bem avaliados entre os 176 jornalistas que participaram da primeira fase do Prêmio Congresso em Foco 2009.


Também vem dessas unidades da federação o maior número dos finalistas que disputam, até o dia 19 de novembro, o voto do internauta pelo título de melhor parlamentar do ano, na segunda e decisiva etapa do prêmio. Há nove paulistas, sete gaúchos, quatro fluminenses e quatro paranaenses entre os 11 senadores e 27 deputados selecionados. A relação da finalíssima é composta, ainda, por congressistas de outros nove estados: Acre, Amazonas, Minas Gerais e Pernambuco, com um nome cada; e Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, com dois cada.


O mapa das bancadas mais bem avaliadas pelos jornalistas permite vários recortes, a exemplo do espectro partidário e ideológico, conforme mostrou o Congresso em Foco (leia mais).


Eis o que se pode observar na distribuição "geográfica" dos votos:


- POR ESTADO


Dos 73 parlamentares de São Paulo, 31 acumularam 218 votos entre os jornalistas. Foram distribuídos, ainda, 209 votos entre 19 dos 34 congressistas do Rio Grande do Sul, 180 entre 15 dos 49 representantes do Rio de Janeiro e 158 entre dez dos 33. Os votos dos fluminenses foram puxados, sobretudo, pelos deputados Chico Alencar (Psol) e Fernando Gabeira (PV). Chico foi o mais votado pelos jornalistas e Gabeira, o terceiro.


Na outra ponta, seis bancadas se destacam entre as de pior avaliação pelos jornalistas, com menos de dez votos recebidos: Alagoas, com nove votos; Amapá, com seis; Mato Grosso e Paraíba, com cinco; Rondônia, com quatro; e Sergipe, com apenas dois.


Alagoas, Mato Grosso do Sul, Acre e Roraima surgem como as únicas bancadas que não tiveram deputados indicados pelos jornalistas na apuração final. No Senado, a única bancada não citada pelos profissionais de imprensa foi a do Maranhão. Nenhum voto foi dado a Lobão Filho (PMDB), Epitácio Cafeteira (PTB) e Mauro Fecury (PMDB), nem à ex-senadora Roseana Sarney (PMDB), que deixou o Senado, no início do ano, para assumir o governo do estado.


Total de votos por estado:
UF Votos
SP 218
RS 209
RJ 180
PR 158
GO 103
AC 101
PE 99
DF 92
ES 77
MA 47
AM 45
BA 44
RN 39
MG 31
MS 31
SC 28
CE 27
PA 17
PI 16
RR 15
TO 13
AL 9
AP 6
MT 5
PB 5
RO 4
SE 2

Clique aqui para ver a distribuição detalhada dos votos


- POR REGIÃO


A região que acumulou mais votos foi a Sudeste (506), seguida pelo Sul (395), Nordeste (288) e pelo Norte e Centro-Oeste (201 votos cada).


A ordem muda quando são analisadas as regiões com mais parlamentares indicados pelos jornalistas. Sudeste, com 67 representantes; Nordeste, com 46; Sul, com 36; Centro-Oeste, com 18, e Norte, com 20. Esses números, é verdade, acabam sofrendo reflexo do tamanho das bancadas regionais.


- VOTOS, POR PROPORÇÃO


Em termos proporcionais, o melhor desempenho ficou por conta dos parlamentares do Sul. Dos 86 congressistas que representam a região, 36 (41,86%) foram apontados entre os melhores pelos jornalistas. Na sequência, vem a bancada do Sudeste. Dos 191 parlamentares da região, 67 (35,07%) foram votados. O Centro-Oeste teve 18 de seus 53 (33,96%) representantes lembrados.


Ao todo, 46 (25,98%) dos 177 deputados e senadores do Nordeste receberam votos na primeira fase do Prêmio Congresso em Foco. A bancada do Norte também foi a menos votada proporcionalmente: 20 (22,98%) parlamentares foram citados. Entre eles, Marina Silva (PV-AC), a mais votada pelos jornalistas no Senado.


Confira os votos dados pelos jornalistas aos deputados


Confira os votos dados pelos jornalistas aos senadores

Entre aqui para votar.
 
Para visualizar os resultados parciais, clique aqui.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!