Com uma mão na frente e outra atrás

Espírito Santo, Santa Catarina e Goiás estimam ficar sem R$ 3 bilhões em arrecadação por ano por causa da unificação do ICMS sobre produtos importados, aprovada pelo Senado

Tudo a respeito de ICMS sobre importações

"Eles precisam melhorar infraestrutura e as condições do estado de modo que sejam atraentes para produção e não só para importação, sendo meramente um corredor de importação."
Guido Mantega, em 11/04/2012, rechaçando acordo com os estados que dão incentivos fiscais  para produtos importados

“Impuseram uma derrota aos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo (...) Estão querendo votar isso de afogadilho, e nós temos que fazer esse debate de uma forma serena.”
Lindbergh Farias (PT-RJ), ao reclamar da aprovação do projeto de resolução pela Comissão de Assuntos Econômicos, em 17/04.

“O Senado derrotou três estados”
Renato Casagrande (PSB-ES), governador do estado mais prejudicado com a unificação do ICMS. O Espírito Santo estima perder mais de R$ 2 bilhões por ano. Os outros são Santa Catarina e Goiás. Em 18/04.

Frases de um semestre de strip-tease político

Continuar lendo