Clésio Andrade filia-se ao PMDB

Senador estava sem partido desde dezembro, quando deixou o PR

O PMDB terá um senador a mais na sua bancada a partir de hoje (19). Passarão a ser 19 os peemedebistas no Senado com a entrada no partido do senador mineiro Clésio Andrade. A filiação de Clésio, presidente da Confederação Nacional de Transporte (CNT), aconteceu hoje em Belo Horizonte, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Clésio estava sem partido desde dezembro, quando obteve autorização da justiça para deixar o PR. Na decisão, o ministro do TSE, Marcelo Ribeiro, entendeu que Clésio não cometeria infidelidade partidária deixando o PR. Para o ministro, a saída tinha “justa causa”. O senador mineiro alegava que sofria discriminação do partido, que não o permitia formar base própria em Minas Gerais. Como presidente da CNT, Clésio queria ter influência na escolha de cargos para o Ministério dos Transportes, cargo da cota do PR, que foi comandado pelo senador do PR do Amazonas Alfredo Nascimento. Suplente, Clésio assumiu o mandato de senador com a morte de Eliseu Rezende.
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!