Câncer de Lula regrediu 75%

Resultado do tratamento quimioterápico no ex-presidente foi um sucesso, e médicos já descartam cirurgia para a retirada do tumor na laringe

O tratamento de quimioterapia a que o ex-presidente Lula vem se submetendo para tratar de um câncer na laringe está obtendo grande sucesso. Hoje (12), Lula esteve no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para uma avaliação e para dar continuidade ao seu tratamento. Ao final, os médicos deram uma entrevista, extremamente satisfeitos com o resultado. Segundo os médicos, o tumor que Lula tem na laringe diminuiu em 75% o tamanho. Com isso, os médicos descartaram a necessidade de uma cirurgia.

Lula passou até agora por duas sessões de quimioterapia e, neste momento, passar por uma terceira aplicação.  e passa por uma terceira aplicação dos medicamentos nesta segunda-feira.

A evolução positiva do quadro de Lula supreeneu os médicos, que disseram que os resultados têm sido “extraordinários”. “Pela redução constante do tumor, a cirurgia está totalmente descartada”, disse o médico oncologista Luiz Paulo Kowalski.

A partir de janeiro, Lula passará para uma segunda etapa do tratamento, na qual passará a receber sessões de radioterapia. Ao mesmo tempo, continuará submetido a quimioterapia: pequenas doses de medicamentos serão adicionadas às sessões radioterápicas. Nessa segunda fase, Lula terá que comparecer ao hospital uma vez por semana.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!