Venezuela expressa preocupação pelos atos de violência nos Estados Unidos

Jorge Arreaza, ministro das relações exteriores da Venezuela, emitiu um comunicado na tarde desta quarta-feira (6) afirmando que o país "expressa sua preocupação pelos atos de violência que estão ocorrendo na cidade de Washington".

Pelas redes sociais, o ex-vice-presidente venezuelano disse que o país "condena a polarização política e aspira que o povo americano possa abrir um novo caminho em direção à estabilidade e justiça social".

A publicação foi compartilhada por Nicolás Maduro, presidente venezuelano e opositor histórico dos Estados Unidos.

De acordo com a AFP os Estados Unidos emitiram nesta segunda-feira (4) uma cláusula especial sobre sanções contra a Venezuela, em que reafirmam apoio ao opositor de Maduro, Juan Guaidó.

O secretário de estado americano, Mike Pompeo, disse que seu departamento "trabalhou incansavelmente para construir uma coalizão global de mais de 60 países, tomando uma posição contra o regime ilegítimo de Maduro e apoiando Guaidó e o povo venezuelano".


 > Congresso dos EUA é invadido por manifestantes pró-Trump

Continuar lendo