Kamala Harris faz discurso histórico. Leia a íntegra

Primeira mulher a se eleger vice-presidente dos Estados Unidos, a senadora democrata Kamala Harris dedicou seu primeiro discurso após a vitória de Joe Biden a defender a redução das desigualdades raciais e de gênero. Aos 56 anos, a filha de pai jamaicano e mãe indiana lembrou a luta histórica de negros e mulheres por espaço na política e destacou o simbolismo de sua ascensão à vice-presidência dos Estados Unidos.

Líderes mundiais reconhecem eleição de Biden. Bolsonaro ainda em silêncio

“Eu posso ser a primeira mulher neste cargo, mas não serei a última. Porque cada garotinha que está assistindo esta noite vê que este é um país de possibilidades”, discursou Kamala em Wilmington, no estado de Delaware, base eleitoral de Joe Biden, onde os dois fizeram o primeiro pronunciamento após a divulgação do resultado pelas principais redes de comunicação do país.

A vice-presidente eleita pregou a pacificação dos americanos, cuja divisão ficou mais explícita com o acirramento da disputa eleitoral.

“Para o povo americano: não importa em quem você votou, vou me esforçar para ser a vice-presidente que Joe foi para o presidente Obama. Serei leal, honesta e preparada, acordando todos os dias pensando em você e em sua família. Porque agora é quando o verdadeiro trabalho começa.”

Leia a íntegra do discurso de Kamala que antecedeu ao primeiro pronunciamento de Joe Biden após a vitória diante do presidente Donald Trump.

"Boa noite.

O congressista John Lewis, antes de falecer, escreveu: 'A democracia não é um estado. É uma ação'.

E o que ele quis dizer é que a democracia dos Estados Unidos não é garantida.  Ela é tão forte quanto nossa vontade de lutar por ela, de protegê-la e nunca tomá-la como garantida. E proteger nossa democracia exige luta e sacrifício, mas há alegria nisso.  E há progresso, porque nós, o povo, temos o poder para construir um futuro melhor.

E quando nossa própria democracia estava em votação nesta eleição, com a própria alma dos Estados Unidos em jogo e o mundo assistindo, vocês inauguraram um novo dia para os Estados Unidos.

Para nossa equipe de campanha e voluntários, esta equipe extraordinária: obrigado por trazer mais pessoas do que nunca para o processo democrático e por tornar esta vitória possível.

Aos eleitores e funcionários eleitorais em todo o nosso país, que trabalharam incansavelmente para garantir que cada voto fosse contado: nossa nação tem uma dívida de gratidão com vocês, por terem protegido a integridade de nossa democracia.

E ao povo americano, que compõe nosso belo país: obrigado por comparecer em um número recorde para fazer sua voz ser ouvida.

Eu sei que os tempos têm sido desafiadores, especialmente nos últimos meses.

A tristeza, o pesar e a dor. As preocupações e as lutas. Mas também testemunhamos sua coragem, sua resiliência e a generosidade de seu espírito.

Por 4 anos, vocês marcharam e se organizaram pela igualdade e justiça, por nossas vidas e por nosso planeta. E então, vocês votaram. Vocês deixaram uma mensagem clara. Vocês escolheram a esperança, a unidade, a decência, a ciência e, sim, a verdade. Vocês escolheram Joe Biden como o próximo presidente dos Estados Unidos da América.

Joe é alguém especializado em curas. Um unificador. É experiente e firme.

Uma pessoa cuja própria experiência de perda lhe dá um senso de propósito e que nos ajudará, como nação, a recuperar nosso próprio senso de propósito.

É um homem de grande coração que ama com devoção. Sabemos seu amor por Jill, que será uma primeira-dama incrível. E de seu amor por Hunter, Ashley, seus netos e toda a família Biden.

E, embora eu tenha conhecido Joe como vice-presidente, eu realmente o conheci como o pai que amava Beau, meu querido amigo, de quem nos lembramos aqui hoje.

A meu marido Doug, nossos filhos Cole e Ella, minha irmã Maya e toda a nossa família: amo todos vocês mais do que posso expressar. Somos muito gratos a Joe e Jill por recepcionar nossa família na deles nesta jornada incrível.

E à mulher mais responsável pela minha presença aqui hoje, minha mãe, Shyamala Gopalan Harris, que está sempre em nossos corações. Quando ela veio da Índia para cá com 19 anos, talvez ela não tenha imaginado esse momento. Mas ela acreditava profundamente em um país onde um momento como este é possível.

Então, estou pensando nela e nas gerações de mulheres negras, mulheres asiáticas, brancas, latinas e nativas americanas ao longo da história de nossa nação que pavimentaram o caminho para este momento esta noite.

Mulheres que lutaram e se sacrificaram tanto pela igualdade, liberdade e justiça para todos, incluindo as mulheres negras, que muitas vezes são esquecidas, mas que tantas vezes provam que são a espinha dorsal de nossa democracia.

Todas as mulheres que trabalharam para garantir e proteger o direito ao voto por mais de um século: 100 anos atrás com a 19ª Emenda, 55 anos atrás com a Lei de Direitos de Voto e agora, em 2020, com uma nova geração de mulheres em nosso país que votaram e continuaram a lutar por seu direito fundamental de votar e ser ouvido.

Esta noite, reflito sobre sua luta, sua determinação e a força de seu ideal, para pensar o que pode ser aliviado pelo que já aconteceu. Apoio-me sobre os seus ombros.

A prova do caráter de Joe é que ele teve a audácia de quebrar uma das barreiras mais substanciais que existem em nosso país e selecionar uma mulher como sua vice-presidente.

Eu posso ser a primeira mulher neste cargo, mas não serei a última.

Porque cada garotinha que está assistindo esta noite vê que este é um país de possibilidades.

E às crianças do nosso país, independentemente do seu sexo, o nosso país enviou-lhes uma mensagem clara: sonhem com ambição, lidem com convicção e se vejam de uma forma que os outros podem não te ver, simplesmente porque nunca viram isso antes. E nós aplaudiremos cada passo de seu caminho.

Para o povo americano:

Não importa em quem você votou, vou me esforçar para ser a vice-presidente que Joe foi para o presidente Obama. Serei leal, honesta e preparada, acordando todos os dias pensando em você e em sua família. Porque agora é quando o verdadeiro trabalho começa.

O trabalho duro. O trabalho necessário. O bom trabalho. O trabalho essencial para salvar vidas e vencer esta pandemia. Para reconstruir nossa economia, para que ela funcione para os trabalhadores. Para erradicar o racismo sistêmico em nosso sistema de justiça e sociedade. Para combater a crise climática. Para unir nosso país e curar a alma de nossa nação.

O caminho à frente não será fácil. Mas os Estados Unidos estão prontos. E Joe e eu também. Elegemos um presidente que representa o que há de melhor em nós. Um líder que o mundo respeitará e que nossos filhos podem admirar. Um comandante em chefe que respeitará nossas tropas e manterá nosso país seguro. E será um presidente para todos os americanos.

Tenho agora a grande honra de apresentar o Presidente eleito dos Estados Unidos da América, Joe Biden."

Biden, após vencer a eleição: “Serei um presidente para todos os americanos”

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!