Joe Biden nomeará ex-conselheiro como secretário de Estado

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeará o seu ex-assessor Anthony Blinken como secretário de Estado. Tony Blinken, que é conselheiro de Biden de longa data e esteve em governos democratas desde os anos 1990, deverá assumir a pasta de política externa do país.

O democrata escolhido pelo novo presidente é conhecido por sua visão em favor do multilateralismo, quando há a cooperação entre diversos países em prol de um objetivo. A escolha difere frontalmente da política adotada por Donald Trump, focada na defesa de interesses americanos e em acordos bilaterais.

Blinken – que já foi conselheiro de segurança nacional entre 2013 e 2015 e secretário de estado substituto entre 2015 e 2017, quando John Kerry era o secretário de Estado do então presidente democrata Barack Obama. A parceria entre Joe Biden e Blinken vem dos tempos em que o primeiro ainda era senador.

O secretário deverá assumir a pasta das mãos de Mike Pompeo, titular na segunda metade do governo Trump, a partir de 20 de janeiro do ano que vem. Blinken tratará diretamente de questões como o desmatamento da Amazônia com o governo de Jair Bolsonaro. Durante a campanha, Biden já ameaçou o Brasil com sanções caso não reverta sua atual política ambiental.


> Secretário de Estado escolhido por Biden deve enfraquecer Ernesto Araújo, diz professor
> No G20, Bolsonaro cita ataques contra Brasil por “nações menos competitivas”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!