Itamaraty confirma brasileira entre vítimas de ataque a faca na França

O Itamaraty confirmou a morte de uma brasileira em um ataque a faca na Basílica de Notre-Dame, no centro da cidade francesa de Nice, nesta quinta-feira (29). O atentando vitimou outras duas pessoas e levou o presidente francês Emmanuel Macron a dizer que o país "está sob ataque".

Em nota (confira íntegra a seguir), o governo brasileiro disse deplorar e condenar "veementemente o atroz atentado ocorrido". O comunicado diz ainda que o Brasil "manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença." O suspeito, um homem de 21 anos, foi baleado e preso.

De acordo com o Itamaraty, a vítima brasileira era residente do país, tinha 40 anos e era mãe de três filhos.

Os 27 líderes da União Europeia (UE) emitiram um comunicado em solidariedade à França.“Pedimos aos líderes de todo o mundo que trabalhem em prol do diálogo e da compreensão entre as comunidades e religiões, em vez da divisão”.

Confira a nota do Itamaraty na íntegra:

O Governo brasileiro deplora e condena veementemente o atroz atentado ocorrido hoje dentro da Basílica Notre-Dame de Nice, na França, onde um terrorista assassinou três pessoas.

O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França. O Presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses.

O Brasil expressa seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma seu compromisso de trabalhar no combate e erradicação desse flagelo, assim como em favor da liberdade de expressão e da liberdade religiosa em todo o mundo.

Neste momento, o Governo brasileiro manifesta em especial sua solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença.

O Itamaraty, por meio do Consulado-Geral em Paris, presta assistência consular à família da cidadã brasileira vítima do ataque terrorista.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!