Embaixador chinês fala com chanceler e ameniza “efeito Guedes”

O embaixador chinês, Yang Wanming, afirmou nesta quarta-feira (28) ter conversado por telefone com o ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França. O diplomata chinês disse que ambos concordaram em reforçar a "confiança política mútua num ambiente sadio e amigável, implementar os consensos entre os chanceleres" e continuar a parceira de vacinas.

A declaração se deu após a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, dizer em reunião na terça-feira (27) que o "chinês que inventou o vírus" e que a vacina do país é "menos efetiva" do que o imunizante da Pfizer, dos Estados Unidos.

Apesar de ter pedido para que essa parte da reunião não fosse divulgada, o encontro estava sendo transmitido ao vivo, o que gerou reação do embaixador chinês. Pelas redes sociais, Yang Wanming não citou Guedes, mas reforçou que a China é o principal fornecedor das vacinas e os insumos ao Brasil.

Hoje, Guedes disse que usou "imagem infeliz" ao criticar China e se retratou pela fala. "Somos muito gratos a China porque eles nos enviaram a vacina, eu tomei a Coronavac", afirmou o ministro.

> Após fala de Guedes, embaixador diz que China fornece 95% das vacinas do Brasil

Continuar lendo