“Racismo existe no Brasil, o que não existe é governo”, diz deputado a Mourão

Ao comentar o assassinato de um negro espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre (RS),  o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que "no Brasil, não existe racismo". Ele lamentou o caso, mas afirmou acreditar que o crime não foi motivado por questões raciais. A fala de Mourão gerou reações entre parlamentares.

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ) se solidarizou com o caso e, ao contrário do vice-presidente, usou o termo racismo para o ocorrido.

Davi Alcolumbre (DEM/AP), presidente do Senado, também foi contrário ao posicionamento do vice-presidente ao se posicionar afirmando que o acontecimento "estarrece e escancara a necessidade de lutar contra o terrível racismo estrutural".

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!