Mortos por dez reais: internautas publicam fotos de vítimas da covid

Após denúncia de que o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, cobrou propina de US$ 1 por dose da empresa Davati Medical Supply em troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde, o biólogo Átila Iamarino usou as redes sociais para mostrar indignação com relação à denúncia. "510 mil mortes pq queriam propina e não vacina. Mais precisamente, um dólar por vacina, ou 10 reais por brasileiro", disse.

Uma das referências científicas durante a pandemia, Átila recebeu uma enxurrada de histórias de pessoas que perderam parentes e amigos para o vírus. Confira algumas delas:

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), confirmou que a comissão ouvirá na sexta-feira (2) Luiz Paulo Dominguetti para esclarecer a denúncia feita à Folha de S. Paulo.

> Brasileiros famosos que a covid-19 matou

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo