Senador reúne em audiência críticos à ideia de aquecimento global. “Maior mentira da atualidade”

Duas comissões no Senado - de Meio Ambiente (CMA) e de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) - ouvirão nessa semana, em duas audiências públicas, oito especialistas em mudanças climáticas. A primeira, marcada para as 10h desta terça-feira (28), ouvirá três pesquisadores contrários à visão de que a ação do homem altera o clima do planeta.

Os cientistas foram convidados pelo senador Márcio Bittar (MDB-AC), que tem sido contestado por ambientalistas devido a propostas controversas. Uma delas, um projeto de lei assinado junto com o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), propõe a extinção de todas as reservas legais em propriedades rurais no país.

Na justificativa desta proposta, que pode permitir o desmatamento de um terço da atual vegetação nativa do Brasil, Bittar critica a visão hegemônica que responsabiliza o homem pelas mudanças climáticas. "A maior mentira da atualidade, que virou uma fé, uma ideologia, é aquela que afirma que a ação do homem é que muda o clima do planeta", disse Bittar. "Em nome de uma hipótese mentirosa, o Brasil abre mão de produzir, por exemplo, três vezes mais alimentos em nome de nada", completou.

Nesta terça-feira, as comissões ouvirão Luiz Carlos Baldicero Molion, professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Ricardo Felício, professor da Universidade de São Paulo (USP), e Leonardo Cleaver de Athayde, diretor de Meio Ambiente do Itamaraty. Todos têm críticas a medidas como o Acordo de Paris, tratado fechado em 2015 com a participação de 195 países. O Brasil comprometeu-se a reduzir, até 2025, as emissões de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005.

A convocação aos três pesquisadores foi feita por Bittar no dia 19 de março, na Comissão de Relações Exteriores. Duas semanas depois, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que preside a Comissão do Meio Ambiente, reclamou em requerimento que haviam sido convidados "somente defensores de uma mesma linha de pesquisa", e incluiu cinco convidados com visões diferentes.

Na quinta-feira (30), também às 10h, serão ouvidos Luiz Gylvan Meira Filho, pesquisador a USP; Paulo Artaxo, também professor da USP e Membro do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, da ONU); Carlos Nobre, pesquisador do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais); Mercedes Bustamante, professora da UnB (Universidade de Brasília); e Gustavo Luedemann, pesquisador do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

>> Ministério da Agricultura faz nova liberação de agrotóxicos; 8 extremamente tóxicos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!